29 de fev de 2016

05 looks favoritos (e o desfavorito?) da after party do Oscar!


Faz muito (MUITO!) tempo que não falo sobre moda por aqui. Sabe aquela necessidade de focar em um assunto só? Achei que precisava. Só que o tempo passou e bateu aquela vontadinha de voltar a dar pitaco no look dessas moças que usam o meu apartamento (e tudo que tem dentro) em diamantes no pescoço. Não é legal? Então, é isso: Quero avisar que esse blog não vai seguir quaisquer padrão de assunto - o que der na telha, vamos destelhar juntos. Acho que vamos nos divertir mais, né não?

Pulando o Oscar em si, quero deixar de lado os looks da premiação principal e fofocar sobre os da after party, que reuniu todas as pessoas de Hollywood, já que os convites estavam a venda no TicketsForFun. Separei os 056 looks que mais gostei (e o que não fiquei exatamente feliz a respeito, já que minha opinião é zúper importante para as famosidades) e vamos comentar juntos!

Elizabeth Banks (Ralph and Russo)

Elizabeth Banks na festa da Vanity Fair é o encontro de Effie com a comentadora de competições a capella. Um encontro grandioso, se me permite dizer. Esse poderia ser quase um vestido de noiva ozado e modernoso, porém tem uma capa (!!!) e isso revoluciona completamente a composição final. Capas são tão dramáticas! E protegem de um ar condicionado polar, não esqueçamos disso.

Alicia Vikander (Louis Vuitton)

Balonê é uma moda que eu ainda não superei e estou muito contente que Alicia Vikander sugeriu um comeback na sua passagem pelo tapete vermelho. Ela já tinha sido uma das minhas preferidas durante o Oscar, e então ela chega na VF com longo (♥) de manga longa (♥) com decote alongado (♥) e paetês pretos que não são longos, mas são sutis o suficiente para o brilho dar um efeito longilíneo à silhueta. É só uma pena que não deu tempo de retocar o pó e chamar o hair stylist entre um tapete vermelho e outro - não que isso importe, ela tem uma estatueta no final das contas. Já venceu, gata!

Kate Hudson (Maria Lucia Hohan)

Sinto que já vi o vestido de Kate Hudson em outros cem tapetes vermelhos, mas a verdade é que quero vê-los em mais cem! Parece um vinil, verdade, mas você pode retocar o batom olhando só para o vestido - não é mágico? Brincadeiras a parte, é sempre um tiro ver essas mulheres maravilhosas com mais que o dobro da nossa idade segurando um vestido desses, com fenda generosíssima e cut out lateral. Vou matar academia amanhã? Possivelmente sim, mas vou sentir culpa.

Anne Hathaway (Naeem Khan) e Chrissy Teigen

Dois em um porque sim. Anne Hathaway e Chrissy Teigen estavam reluzentes - e nem pelos brilhos. Ambas gravidíssimas e elegantíssimas, poderosíssimas. Mas eu não juntei as duas nesse pote só para poder falar das semelhanças e de como estavam lindas. Juntei porque estou iniciando uma campanha para que elas façam um workshop de Como não se vestir como um sofá em tapetes vermelhos para a Kim Kardashian, quando futuramente ela engravidar do/da Sudoeste.

Diane Kruger (Reem Acra)

Passei meus minutos de red carpet esperando alguém aparecer com um dos maravilhosos vestidos que Reem Acra desfilou na última fashion week. Não foi no Oscar, mas foi na after e Diana Kruger escolheu maravilhosamente bem! O modelo em vinho é ousadérrimo, trabalhado na transparência, com uma riqueza de bordados impressionante. O conjunto da obra tem um weird vibes, e isso é tão legal! E nem vou começar a falar das franjas...

Porque everybody knows (♪) que eu não sou legal...

Amanda Peet

Antes que eu pague de chata (porque vou), eu tenho uma pequena galeria de looks de Amanda Peet em outras premiações que provam meu ponto que aconteceu um erro ontem a noite. Cata ela no Emmy (!), na premiere de Wolverine (!), no SAG (!) - o stylist dela, seja quem for, é alguém muito competente... que estava de folga no domingo passado. É um pouquinho assustador quando a Lorde vai numa premiação e ela não é a gótica mais trevosa do recinto. O problema do vestido de Amanda Peet é que não favoreceu em nada a beleza que a gente sabe que ela tem: o corpete ficou desajustado, largo e torto. A faixa na cintura não delineou silhueta nenhuma. Essa mudança de tecido foi muito infeliz, pois acabou com qualquer chance de parecer um simples vestido sereia minimalista. Por fim, o tom de preto é quase um buraco negro de tão 0% luz que permite incidir. Soma tudo isso, mostra pouquíssima pele e arremata com um broche? Como posso dizer... O rolê que eu convidaria Amanda seria assistir Caminho das Indias comendo biscoitinho de polvilho. Fui sutil como uma morsa? 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!