27 de jul de 2015

Para todos os garotos que já amei • Jenny Han


Para todos os garotos que já amei #1
Autora: Jenny Han
Editora: Intrinseca
ISBN: 9788580577266
Páginas: 320
Comprar

Eu vou explicar um sentimento e espero que você concorde dizendo que é muito normal e sempre acontece com você quando lê algo muito bom:
Por fora estou tranquila, lendo. Talvez mordendo o interior da bochecha, mas ainda assim, tranquila. Já por dentro... Sabe quando você está tão animada que quer socar e bater em coisas? De um jeito amoroso, claro. Sabe? Pois então: estou lendo tranquilamente e me imaginando fechando o livro e batendo-o contra a mesa repetidamente para expelir toda a animação que estou sentindo com a história. É uma cena verdadeiramente bela.

E é esse cenário que descreve meus sentimentos compulsivos a respeito de Por todos os garotos que já amei. O livro, que eu não apostava grande coisa por culpa de Jenny Han, ganhou muitos leitores apaixonados e eu entendo cada um deles. Espero que pelo menos um tenha tido vontade de machucar o livro tamanha empolgação e me entenda também. Então, se essa simples contextualização não foi suficiente para te levar ao Submarino, vamos a história.

Lara Jean tem o costume de escrever cartas para os garotos que se apaixona. Ela sofre por amor, escreve, anota o endereço, guarda, se desapaixona. Já fez esse processo cinco vezes, e foi muito eficaz. Porém ela se vê enrolada quando as cartas são misteriosamente enviadas e o ex namorado de sua irmã mais velha, Josh, recebe uma. Lara Jean já esqueceu os sentimentos sobre ele, afinal é seu ex cunhado, mas ainda assim há uma fatia enorme de torta de climão. Mas, peraí, ela desapaixonou mesmo?

É incrível. O que é incrível? Tantas coisas. Uma delas é a forma como não somos apenas inseridos no enredo, como ficamos completamente fisgados e inteirados. Quando comecei a leitura, eu já sabia sobre as cartas e seu envio, mas ainda assim fiquei para morrer junto de Lara Jean quando Peter, seu primeiro beijo, apareceu para responder algumas questões levantadas pela carta. Eu fiquei estarrecida com algo que já esperava, e isso é um sentimento brilhante que a autora conseguiu passar. Eu admito ser um pé no saco com alguns livros, e fico admirada quando sem aparentar fazer esforço, uma autora me dá um tombo tão grande.

Lara Jean é uma ótima personagem. Eu adorei ela, me identifiquei, quero ser sua amiga no facebook. É claro que ela dá chance para o acaso e endereça cartas que não serão enviadas, mas ainda assim: ótima garota. Ela aparenta ser fraca, mas, na verdade, abraça sua situação e faz o melhor dela. Ela também surpreende quando aprende rápido com seus erros e percebe o que está embaixo do seu nariz. Isso é raridade dentre young adults.

O drama familiar é algo bastante presente e muito bem conduzido. Lara Jean tem que assumir responsabilidades quando a irmã mais velha vai fazer faculdade na Escócia, e você percebe a dificuldade que ela sente em sair da sombra de Margot, se notar e se fazer notar. Há um amadurecimento gradual muito coerente com o desenvolvimento da narrativa. E falando em família, Margot é um pé no saco, mas em compensação, a irmã menor, Kitty, é ótima, responsável por momentos impagáveis.

O romance é doce, o desenvolvimento é sutil, e, ao final, Para todos os garotos que já amei é um young adult de delicadeza notável. Nada é extrapolado (exceto minha reação), tudo é coerente e delicia de acompanhar. Foi uma surpresa maravilhosa e estou torcendo para vencer a pilha de pendências o quanto antes para poder colocar as mãos na continuação dessa belezura. Vá ler, vá.

10 comentários:

  1. Oi, Joana. Desde que lançou o livro eu quero lê-lo, já li um livro da autora e gostei bastante, creio que com este não será diferente. Adorei a resenha!
    Beijo,
    http://www.pactoliterario.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Joana!
    Adorei seu jeito de escrever, confesso que ri da forma como você quis "expressar" os sentimentos que o livro te causou e eu estava me perguntando se você estava sendo irônica e, na verdade, odiado o livro hahaha
    Depois de ler os próximos parágrafos percebi o quanto você gostou da leitura. Achei o enredo ótimo e fiquei muito interessada e curiosa para saber quem enviou as cartas e as consequências disso. Bom saber que a estória cativa o leitor. :)
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dani! Nada de ironia, esse é mesmo meu jeitinho doce de amar as coisas <3 hahaha
      Obrigada pelo comentário :) Bjs

      Excluir
  3. Olá Joana, amei a sua resenha, já estava morrendo de vontade de ler o livro agora quero mais ainda. Me pareceu uma história muito cativante e do jeito que eu gosto!!! Bjss

    ResponderExcluir
  4. Oi Jo,
    eu, as vezes, também tenho esses sentimentos durante a leitura... hahaha
    sabe, não tinha lido nenhuma resenha dele ainda, mas fiquei curiosa
    pela sinopse não tinha achado tão interessante... parecia uma trama bem bobinha... ;x
    mas sei lá, você tem o poder de me deixar curiosa por qualquer livro, e claro que com este não foi diferente... hahaha

    ResponderExcluir
  5. Desde que começaram a anunciar esse livro eu fiquei interessada, e sua resenha me animou ainda mais. Eu entendo totalmente esse sentimento de querer socar as coisas de empolgação. Às vezes quando leio algo que me deixa "OH MEU DEUS" eu começo a andar que nem uma maluca em casa tentando não gritar haha Quero muito ver como Lara Jean (amei esse nome) irá lidar com as consequencias dos envios das cartas. É algo diferente e muito interessante. Espero poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  6. Eu fiquei de olho no livro só pelo nome que achei bem fofo. Mas esperava que fosse infanto-juvenil e não young adult o que me deixa um pouco desapontada. Não é bem o estilo que quero ler no momento, mesmo assim pretendo ler ele em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Acho que de tudo o que mais gostei foi que a personagem tem descendência oriental. E passa pelos dramas adolescentes de forma normal, não parece ser um livro muito dramático.

    www.inspirationbox.com.br

    ResponderExcluir
  8. Esse livro já está no topo da minha wishlist! <3 eu tô muito louca pra ler e já vi que vai sair a sequência dele :o boa resenha,beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá. Fiquei bem animada para conhecer essa história só pela sua empolgação rsrs. Antes da sua resenha tinha visto apenas a capa do livro e pensei ser uma história leve, mas boba. Fico feliz em saber que não é bem assim, gostei bastante da premissa das cartas, penso que elas eram a terapia da Lara e imagino como deve ter sido quando primeiro garoto bateu na sua porta rsrs Parece uma obra realmente empolgante!

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!