23 de jul de 2015

No limite do perigo • Katie McGarry


No limite da atração #3
Autora: Katie McGarry
Editora: Verus
ISBN: 9788576863649
Páginas: 420
Comprar

Acredito que ler as vezes é uma atitude masoquista. As vezes ler dói. Se você é bookaholic, você sabe do que estou falando. Dói. Você entra em alguma história e abraça os dramas dos personagens como se fossem seus. Você sofre por eles e com eles. Pior do que isso, é que alguns dos livros que mais causam dor, são os que causam mais amor. No limite do perigo foi mais uma vez que me doí tanto por situações dos outros que meus dedos ficaram roxos por estar apertando demais o livro. 

Eu continuo fazendo isso comigo mesma, então só pode ser masoquismo. 

Terceiro livro da série No limite, a protagonista da vez é Isaiah, melhor amigo de Noah, coração partido de Beth. Ele está com uma situação financeira complicada e decide correr de carro por dinheiro, uma única noite para fazer um extra. Mesma noite que Rachel, uma garota rica de colégio particular, sai para dirigir para “relaxar” depois de um ataque de pânico, e acaba se envolvendo num esquema ilegal de rachas. Eles são opostos, mas juntos se metem numa confusão tão medonha que nem o narrador da sessão da tarde é capaz de descrever. 

Rachel disfarça tudo que é para se encaixar nos moldes que sua família espera, para substituir a irmã que faleceu antes de ela nascer. Isaiah é órfão mesmo que a mãe esteja viva. Ele não tem ninguém como apoio além de Noah, que, por sua vez, já começou a seguir a própria vida. Com isso, Rachel e Isaiah são dois personagens cheios de carências, que não demostram suas inseguranças e, consequentemente, ainda mais por isso. Esse lance de família desestruturada e expectativas etc parece um drama minúsculo perto de tantos outros new adults sofrência pura, porém a forma como McGarry narra é de engasgar de vontade de chorar. Minha vontade era puxar esses dois personagens para a realidade e abraça-los e consolá-los e dizer que o sol nasce para todos. Bem brega.

O principal de No limite do perigo é a confusão que os dois se metem. É sufocante, porque você não consegue ver alternativas. Cada vez mais, os personagens se afundavam na lama e eram puxados para dentro a cada tentativa de solução. O sentimento de falta de esperança é algo que sai das páginas, pega o leitor e fura o coração. Dá muita aflição. Nem preciso dizer que é delicioso. 

Percebi que sou esquisita quando fiquei com preguiça do final porque ele não tinha tanta emoção quanto o desenvolvimento. Há emoção nesse desenvolvimento, credo, deus abençoe. No limite do perigo é um perigo para minha sanidade e sistema cardíaco. Óbvio que recomendo, é excelente! 

3 comentários:

  1. Oi Joana!
    Estou adorando sua forma de resenhar, acho muito divertida e cativante. Conhecia apenas o primeiro livro desta série e não sabia que cada volume possuía protagonistas diferentes. Interessante o enredo deste, bom saber que há muitas emoções e intrigas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. ah Jo,
    ainda não li nenhum dos livros desta autora, mas juro que não é por falta de vontade ;~~
    hahaha
    parece ser ótimo, pena este final né ;x

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rayme! Acho que me expressei mal, mas o final não é ruim, só é calmo. É um final bastante okay. No mais: LEIA!!!!!!!!!!!!!!!!!! Bjs

      Excluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!