27 de mai de 2015

#Girlboss — Sophia Amoruso


Autora: Sophia Amoruso
Editora: Seoman
ISBN: 9788555030055
Páginas: 248
Comprar
O esquema de hoje é diferente porque o livro que eu vou falar não é de ficção. Não, calma, ainda não fecha a página - eu juro que é legal. Afinal, sou eu que estou falando isso: amante declarada de literatura inútil. Contanto, um livro de não ficção, aqui e ali, me chamam a atenção e se tornam mais desejados que o último lançamento new adult no país. Ok, ok, não vamos exagerar. Mas  ainda estão em alto ponto da lista, viu? 

Quando eu recebi o informativo de lançamentos do Grupo Editorial Pensamento, nem fui até o final da página para saber o que eu queria para viver. #Girlboss, que encabeçou o email de news, é o livro de Sophia Amoruso e que fez parte de inúmeras fotos das gringas no instagram.  Me deixo chamar atenção por pouco? Talvez, mas vamos lá: a autora, se você não ouviu falar, é a criadora da loja Nasty Gal, um dos melhores e-commerces gringos. No livro, ela narra sua trajetória de sucesso. E a gente adora uma boa história bem sucedida não fictícia, né não?

Durante os primeiros capítulos, Sophia (porque já considero amiga e não quero chamar pelo sobrenome) conta como começou a Nasty Gal, sobre seu amor por achados de brechó e a forma que isso se tornou sua profissão. Mais importante: como uma inimiga convicta do capitalismo se tornou uma das mais jovens milionárias do mundo que vende 150 mil dólares em roupas durante a hora do almoço. É muito pessoal, mas me sinto extremamente empolgada com qualquer livro que faça discurso pró-capitalismo. Você já reparou o quão raro é esse tipo de texto? Me falta preguiça para tanto textão© no facebook falando sobre burguesia. Mas enfim.

Já na metade final do livro, há uma parte muito mais conselheira administrativa. Ok, não é exatamente divertido, eu concordo. Ainda assim, a escrita-amiga da autora permanece afiada e faz um capítulo inteiro sobre demissões e admissões ser muito mais interessante do que uma aula de gestão de pessoas. Lembrando que eu estudo isso, então minha visão sobre o livro tem muito da minha perspectiva como aluna (e estou recomendando para você, veja bem).

Mas apesar de ser algo mais educacional para mim, #Girlboss atinge todos os públicos - seja você ligado a alguma coisa de administração ou simplesmente alguém que gosta de absorver história de sucesso dos outros terráqueos. Acima de tudo, é feminista (você pode ver pelo nome), então soma o amor ♥ 

Aproveitando...


Também na onda de não-ficção/história de sucesso, outro livro que me chamou atenção (por esse nome maravilhoso) foi If you have to cry, go outside, da Kelly Cutrone (jurada do America's Next Top Model, entre outros). No livro, ela conta como largou tudo para ir para Nova York e tentar a sorte - o que resulta num monte de barras pesadas e uma das mais impressionantes histórias de superação. 
Kelly (outra que vejo como miga depois da leitura) é sucesso ambulante, e conseguiu fazer seu nome a partir de nada além de vontade. Diferente de Sophia, seu sucesso não surgiu da criação de uma empresa, então ao invés de dicas de administração e empreendedorismo, os conselhos são de marketing pessoal e como fazer por si no mundo. Além de também ser feminista, que repetindo: amor.
Paguei R$4,50 no ebook na Cultura. Ele está mais caro agora, mas vale cuidar.

Um comentário:

  1. super me interessei por #Girlboss!
    admito que também sou fútil e normalmente não curto livros assim, mas este ano li Oportunidades Disfarçadas (até fiz resenha dele, se tiver interesse dá uma lida :D http://www.livrosfilmesemusicas.com.br/2015/04/oportunidades-disfarcadas-de-carlos.html) e gostei tanto que estou em busca de mais livros neste estilo...
    este ai parece ser ótimo, fiquei curiosa. é legal ler sobre pessoas que se dão bem na vida e viram ricas né... sempre vejo uma luz no fim do túnel quando vejo algo assim *-* kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!