6 de abr de 2015

Melhor que chocolate — Laura Florand


Autora: Laura Florand
Editora: Unica
ISBN: 9788567028552
Páginas: 288
Comprar
Paris é o cenário mais clichê da literatura, não? É basicamente o lugar para qual autores mandam seus personagens quando querem uma atmosfera romântica que despensa apresentações. Em Melhor que chocolate, a base do livro é a Cidade Luz. Mas vamos esclarecer que não basta colocar a torre Eiffel de fundo para as coisas funcionarem sozinhas. Essa torre não foi construída para sustentar qualquer coisa, você sabe.

O romance é sobre Cade, a rica herdeira de um império de chocolates, que vai para Paris atrás de Sylvian, um famoso chocolatier, que seria capaz de fazer acontecer seu projeto de linha gourmet. Eles se conhecem, se odeiam, sentem uma química incontrolável. Então começa a tocar uma música da Lily Allen e tem uma cena no aeroporto? Não, mas quase.

Não por ser óbvio, mas eu não gostei do livro (opa, joguei na roda!) por não ter encanto. Estamos falando de chocolate e Paris, cara, não devia ser tão difícil! Porém não há esforço para fazer-se fluir: os personagens são apresentados um ao outro, trocam grosserias, dão as costas resmungando e vão passar o resto do seu dia imaginando como seria arrancar a roupa do outro em cima da mesa do atelier de chocolate. Eu conto para vocês como seria: anti higiênico.

Não consegui acompanhar quando o romance apareceu e evoluiu. Eu simplesmente não comprei a coisa toda. Os personagens não tinham carismas próprios, e isso está na cara de que não funcionaria. Seja legal para que as pessoas sejam legais com você, não é isso? Pois então, sejam cativantes para que eu fique cativada com a história que estão me contando. 

As melhores partes, únicas que me chamaram atenção, foi as partes comerciais da empresa de Cade. Eu sou encantada por marketing, então as poucas discussões sobre o mercados de chocolate, quando Cade ligava para informar ao pai sobre a linha gourmet, eram o meu ponto alto. Era o que a autora esperava ser seu ápice? Creio que não.

Então Sylvian diz que quando imagina seu futuro, vê Cade cozinhando para os dois numa noite fria e ok, é exatamente isso que você precisa saber sobre o livro. Tire suas próprias conclusões. O que é uma pena, pois eu esperava gostar de verdade de mais uma história ambientada em Paris. E ainda mais sobre chocolates. Fiquei decepcionada e com vontade de comer brigadeiro. 

Um comentário:

  1. Puxa, eu estava tão animada pra ler um livro sobre Paris, romance e chocolate, essa combinação não tinha como dar errado. )):
    Uma pena mesmo, mas eu gostei da sua sinceridade na resenha!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!