8 de abr de 2015

Apenas um dia — Gayle Forman


Apenas um dia #1Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581634500
Páginas: 384
Comprar
Pode ser que tenha sido Se eu ficar que fez a fama de Gayle Forman, porém foi Apenas um dia que me chamou atenção o suficiente para que eu quisesse ler sem precisar de elogios por parte dos amigos da timeline. Nunca entendi o alvoroço que o primeiro livro causou. mas se isso foi a base para que publicassem mais da autora no Brasil, o que inclui mais um young adult (new adult?) sobre Paris, eu aceito. 

Contrariando o esperado, Apenas um dia não é narrado num intervalo de 24 horas. De inicio conhecemos Allyson em sua viagem pela Europa nas férias antes da faculdade. Ela é super certinha e ninguém espera nada menos que a excelência de sua parte. Não é de seu feitio, então, fugir do cronograma por um dia e ir conhecer Paris com um estranho, Willem, que conheceu numa apresentação alternativa de Shakespeare. Um dia juntos e a vida de Allyson não é mais a mesma, assim como ela. Mas vida segue, faculdade começa, novas pessoas surgem... E nada tira a cabeça de Allyson de Paris... e o desconhecido-conhecido que deixou por lá.

Não é a sinopse mais original de todas. Na verdade, nenhuma sinopse consegue ser original como fala sobre auto descobrimento e Paris. Fazer o que se a Cidade Luz virou um dos maiores clichês da literatura? Contudo, histórias como essa sempre tem seu apelo, afinal, para se tornar comum, é porque muita gente produz esses genéricos. Se muita gente produz, muita gente lê. E, consequentemente, se produz e se lê porque muita gente gosta.

Allyson é a típica protagonista perfeita. Ela é inteligente, educada, não bebe mais do que o necessário de café e jamais deixa a unha descascar. Allyson é o tipo de protagonista que precisa, desesperadamente, se conhecer. E, bem, o livro é sobre isso. Ela se sente muito pressionada por ser filha única, mas não fala sobre isso com ninguém. Você sabe o que isso significa, né? Sim, exato, longas divagações sobre seu papel no mundo e as notas da faculdade que não são boas o suficiente para o curso de medicina. Ela se cobra demais, e se tenho preguiça disso? Que você acha?

Então por mais que a história não seja a mais cativante (e não é), é bem escrito. Forman pode não ter criado uma protagonista interessante, mas soube inserir personagens ótimos ao seu redor. Willem, por exemplo, nem deu o ar da graça por muitas páginas, mas bastou para que eu enchesse o livro de tags com suas palavras bem colocadas. E quando está cercada por bons personagens, desperta algo de muito bom na protagonista. O amadurecimento de Allyson é muito gradual e coerente, e por mais que tenha muita auto-piedade no desenvolver da história, é tudo necessário para o final funcionar. Meios justificam os fins ou algo assim, não?

Tipo Se eu ficar fazer sucesso para Apenas um dia ser publicado.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!