2 de mar de 2015

Sem esperança — Colleen Hoover


Sem esperança — Hopeless #2Sem spoillerAutora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501065124
Páginas: 320
Comprar
Se eu tenho uma danada implicância com continuações que, na verdade, são apenas diferentes pontos de vista, a grande culpada é Colleen Hoover. Pausa me fez repensar enormemente os meus sentimentos por Métrica e fiquei deveras ressabiada com essa artimanha capitalista. Porém, como sou brasileira e tenho garra no DNA, eu dei uma segunda chance para a autora e fui ler Sem Esperança, que nada mais é que Um caso perdido (esse chuchu) na visão de Holder. 

E se Colleen Hoover conseguiu se desculpar? Muito. Se você não conhece a história, saiba apenas que os protagonistas são Sky e Holder, e ambos precisam lidar com os seus traumas de infância. Como, dessa vez, a narrativa é contada por ele, encontramos Holder alguns anos antes da história começar, antes de conhecer Sky. O livro já começa na dor: a morte de Less, sua irmã gêmea. E da dor evolui, e da dor não saiu.

Acho que nunca vi um livro de POV tão bem escrito. Chega até ser surpreendente que a minha melhor experiência com mesmo-livro-narrador-diferente seja justamente da mesmo autora da pior experiência. Parece que Hoover leu todas as críticas e soube exatamente o que fazer, sem se deixar levar. Diferente de Pausa, em Sem Esperança não há uma desconstrução dos personagens. O que você já conhecia do enredo, permanece lá - só é acrescentado. E é incrível como isso acontece.

Como a construção do relacionamento de Sky e Holder é primordial para a história, e Hoover já tinha detalhado tudo em Um caso perdido, as cenas continuam as mesmas. Os diálogos são repetidos com as mesmas vírgulas. Apesar disso, é como se estivesse lendo um livro diferente. Não parece repetitivo e cansativo, você entra novamente naquela história repleta de dor e se angustia nas exatas mesmas páginas, porém com motivos diferentes. O modo como a autora conseguiu aprofundar ainda mais o drama dos personagens seria brilhante se não fosse tão doloroso. Tudo que eu queria durante as 300 e poucas páginas era sentar e consolar Holder, porque ai meu coração!

Dessa vez, me apeguei a detalhes que, até então, nem tinha reparado. Por exemplo, Métrica. De uma forma muito sutil, Colleen Hoover introduz seu outro livro na história - como um livro e não personagens cruzados - e é simplesmente genial a forma como ela fica se dando elogios velados. Cá entre nós, creio que me detive mais nesses detalhes para me concentrar em algo que não fosse dor. Por mais que alguns momentos sejam bastante engraçadinhos, como qualquer vez que Daniel, melhor amigo de Holder, abria a boca, nada conseguia apagar que, por trás de tudo, Sem esperança tem sua estrutura montada em cima de uma base bem dramática.

Eu juro que não sei escolher entre Sem esperança e Um caso perdido. Também não sei se sofro mais por Holder ou por Sky. Hoover é uma senhora muito dextruidora e sem coração que consegue escrever histórias lindas e maravilhosas sobre tabus dolorosos. Por isso, recuperei a confiança na autora e voltei a acreditar na sua habilidade de escrever new adults com um quê a mais. Só espero que ela escreva um novo livro sobre esses personagens, avançando para uma parte feliz da vida, como uma forma de perdão depois de toda essa sofrência.

Um comentário:

  1. eu amei tremendamente Um Caso Perdido. tanto é que li duas vezes no mesmo mês... tirando as outras vezes que reli, mas deixa pra lá
    estou morrendo de medo de ler esta continuação e me decepcionar, mas sua resenha me deixou tão empolgada que quero comprá-lo agora mesmo ;~~

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!