24 de mar de 2015

Primeiras impressões: The Royals, essa maravilhosa ♥


The Royals não foi citada no post de melhores estreias da mid season. Uma falha épica da minha parte, confesso. Afinal, essa foi a única estreante que coloquei na grade antes mesmo do piloto. Eu sabia que ia ser bom. Eu sabia que the Royals seria paixão, amor, fogo e sedução. Me dê mais cinco minutos e eu componho um ótimo sertanejo universitário para esclarecer o quão empolgada eu fiquei com essa premissa. Você pode ver pelo fato de eu não ter feito nenhuma sutileza misteriosa no título desse post. O amor é maior que eu, meus caros.

Gossip Girl: That is what I'm talking about. Depois de dois anos sem minhas doses inéditas de jóvis ricos e inconsequentes, dois anos que não consegui superar, eu tenho algo para suprir essa carência na watchlist. Eu não queria dizer isso para não ser precipitada, mas é impossível esconder a referência. The Royals, a primeira produção de ficção do E!, já foi lançada com esse estigma e qualquer um que se deixar seduzir pelo series premiere de uma hora vai entender o porquê. Eu posso listar, então com  a sua licença:
  1. Eles são absurdamente ricos;
  2. Inconsequentes;
  3. Egoístas;
  4. Ninguém presta.
Num universo paralelo mais polêmico e divertido, a família real britânica são essas belas criaturas da foto acima. O filho mais velho, herdeiro do trono, faleceu, deixando a responsabilidade (e a Inglaterra) para o irmão do meio, Liam, que até então estava levando uma vida ~comum~ de universitário. A outra princesa é Eleanor, que se afunda em festas e drogas para não precisar encarar a realidade enfeitada que precisa mascarar para seus súditos.

Como bom seriado jovem que se preze, os plots vão tomando forma ao redor dos romances impedidos e polêmicos. Liam vai protagonizar um triângulo amoroso com Ophelia, filha do chefe de segurança da Família Real, e Gemma, a ex namorada que quer uma segunda chance e a coroa de Rainha. Já Eleanor, que não quer nada com nada, vai viver algo entre amor e ódio com seu guarda-costas, Jasper, nem tão bonzinho quanto se imagina num primeiro momento.

EU SABIA QUE SERIA PAIXÃO, AMOR, FOGO E SEDUÇÃO!

É o encontro entre uma trama boa por ser trash com o atrevimento de uma produção de canal fechado. O seriado é ousado por natureza, e qualquer passo que der, se seguir a linha proposta, vai ser um passo certeiro. Esse tipo de enredo funciona maravilhosamente quando atinge o público alvo, e me colocando nesse papel, arrisco dizer que The Royals era justamente o que estava faltando por não ser mais produzido. É ouro e já quero para toda a vida!

Se você ainda não está convencido que a treta é boa, lá vai: criada por Mark Schwahn. O nome não diz nada? Mas garanto que nove temporadas de um seriado de sucesso deve dizer. Esse é a mesma mente por trás de One Tree Hill; foi ele que fez uma trama banal de ensino médio virar um drama lendário que se manteve quase uma década na televisão aberta. Ele manja dos paranauê. Imagine então o que ele pode fazer quando decide focar na família real britânica? Talvez tenha sido por isso que a segunda temporada foi confirmada antes mesmo do episódio piloto ir ao ar. O E! está apostando forte nesse novo formato e, se com dois meses de antecedência, já afirmaram que querem mais um ano dessa história, é sinal que tem muito plot incrível para esses personagens percorrerem.



Se estou ansiosa por mais? Você não faz ideia!

2 comentários:

  1. Quando eu vi o trailer de divulgação dessa série eu sabia que eu ia querer assistir, agora depois de ler a sua resenha eu me dei conta de que eu PRECISO assistir. hahahah Amei o post e a dica! ♥
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Desde que vi o trailer de divulgação não fiquei nem um pouco interessada na série. Porém agora que estreou todos estão falando tão bem dela que eu quero tirar uma hora dessas aí para checar. Beijos!

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!