10 de mar de 2015

Piece by piece: Onde está a mulher que se fortalece com o que não a mata?


Você lembra de quando, não muito tempo atrás, o único meio de escutar músicas (além do rádio) era comprando CDs? E parece até coisa de outro mundo pensar hoje que, naquela época, você comprava o álbum porque gostava de uma única música e valia a pena. Hoje eu encaro álbuns como fontes de singles, com raras exceções. Então preciso pensar assim, nos álbuns que se faziam valer por uma só música, para evitar dizer que Piece by piece, novo trabalho de Kelly Clarkson, foi pra lá de decepcionante.

Kelly, para mim, é um marco musical. Ela foi uma das primeiras cantoras que virei fã e me fez sair da bolha de Sandy e Junior que vivia até então. E como ser o contrário? Você lembra das músicas que eram sucesso anos atrás? Kelly rainha! E isso tudo contribuiu para agora eu não achar esse novo CD uma grande cosia.

Porque Piece by piece é um álbum de músicas. Okay? Não, nada okay. Porque Kelly Clarkson, meu amigo, não é famosa por cantar música. Kelly Clarkson canta hinos. Since u been gone, Breakaway, Already gone, Because of you, até as mais recentes como Stronger, People like us, Dark side... HINOS. As músicas do novo álbum não são nem de longe tão marcantes e evocativas. Não são músicas que serão lembradas por mais de década, que serão cantadas com riqueza de notas como se ouvíssemos todos os dias. Faz algum bom tempo que não escuto Breakaway, mas sei todas as palavras da letra. Escutei o álbum nos últimos três dias e me pergunta se sei alguma coisa? E se quero aprender?

Várias coisas não contribuem. Começando pelo começo, literalmente, eu levo primeiros acordes muito a sério. Se eles me pegam, já são amor. Porém, se não rola, por mais que insista, dificilmente recupera aquela primeira impressão. Aconteceu isso com a boa maioria das canções desse álbum. Quase nada chamava atenção logo de cara, salvo Heartbeat song - faixa inicial que dá a impressão que tudo que seguirá é lindo. Ledo engano, né. Por mais que seja uma ótima sacada a abertura do álbum , assim como single de estréia, Heartbeat song não representa a essencia de Piece by piece. Bem que eu queria.

A maioria das músicas são lentas. Isso é problema por si só? Não. Se torna problema, comigo, quando essas canções não são evocativas. Se a melodia é lenta, ela precisa tocar o fundo do coração, ponto e basta. Pouco acontece. Os refrões tentam, brincam com sintetizadores, mas, novamente puxando a menção daqueles hinos, não são aqueles hinos. É isso que dói mais: saber que Kelly pode cantar o que canta e precisar nos satisfazer com Invincible, Good goes the bye ou, a música título, Piece by piece.

Das 16 canções novas, eu posso dizer que gostei de 3. É uma estimativa boa considerando a quantidade de CDs que comprei por causa de uma única música, porém, repito: Since u been gone. Meus destaques, além da faixa inicial, foram Bad reputation e Second wind, ambas da versão deluxe. São essas três músicas que vão ficar no meu celular depois que eu excluir o álbum por já ter escrito a crítica. Take you high é interessantezinha, mas o refrão com abuso de eletrônico não orna com o restante do álbum. Dance with me também poderia se sobressair... se não fosse tão parecido com a P!nk a ponto de perder identidade.

Se você não gosta tanto de Kelly Clarkson, pode gostar desse álbum. Se você gosta TANTO de Kelly Clarkson que vai reverenciar qualquer coisa que ela fizer, também pode gostar desse álbum. Fãs de Kelly old fashion Clarkson (oi, eu!) vão precisar de se contentar em mais dois anos de músicas para a chance do novo álbum trazer alguns hinos. Eu compraria Piece by piece se estivéssemos antes da geração da internet, entretanto, agora, só tenho certeza que daqui a dois meses vou nem lembrar que esse álbum foi lançado.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!