24 de fev de 2015

Paixão ao entardecer — Lisa Kleypas


Paixão ao entardecer — Os Hathaway #5Sem spoillerAutora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413557
Páginas: 272
Comprar
Essa sou eu numa épica batalha interna para decidir qual meu livro favorito da série de romances históricos Os Hathaways. Eu já sei que essa é minha segunda favorita dentro do gênero, porém um entre os cinco livros para eleger como "oh mestre grande supremo"... Err... Complicado. Só sei que o quinto e último, Paixão ao entardecer, está lutando bravamente pelo posto... E quando eu decidir dar a coroa, pode ser para ele.

No último livro de Os Hathaway, o foco vai - obviamente - para a caçula, Beatrix, a única que ainda não teve sua história contada. Ela sempre foi apaixonada por animais e seu relacionamento com bichanos é muitas vezes melhor do que com humanos. Isso foi notado pelo capitão Christopher Phelan, que, certa vez, disse que ela era mais adequada aos estábulos que aos salões de baile. Porém anos se passaram, Christopher está na guerra, e mantém correspondência com Prudence, amiga de Beatrix. Numa dessas cartas, o capitão cita um cachorro no campo de batalha e Bea sente a necessidade de respondê-lo, usando o nome (com permissão) da amiga. É muito sem querer quando essas correspondências inocentes evoluem para cartas de amor, com sentimentos muito mais reais do que Bea já imaginou sentir por alguém tão rude quanto o capitão.

Eu tinha grandes dúvidas com esse livro. O mais fraco da série tinha sido o terceiro volume, quando os personagens principais não estavam juntos da família Hathaway, como foi com os livros antecessores. O maior ponto forte de Kleypas é a proximidade da nobre família não convencional, e separá-los é tirar da obra o que tem de melhor para oferecer. Em Paixão ao entardecer, não é o que acontece. Bea conhece Christopher em alguma temporada em Londres, mas isso mal é citado. A proximidade entre eles surge nas cartas, para, só depois, eles se encontrarem em Hampshire, onde todos os Hathaways estão perto o suficiente para dar o ar de sua exótica graça. Então a autora também ganha pontos pelo equilíbrio, pois conseguiu inserir a família ao mesmo tempo que um dos personagens principais é alguém totalmente novo naquele cenário.

A forma como o romance evolui é uma graça. Kleypas não acelera a passagem de estranhamento entre os personagens para até sentirem afeição, é tudo muito coerente a forma como acontece. De inicio, eles mal se conhecem, só o suficiente para tirar opiniões precipitadas sobre o outro. Então a autora trabalha com isso: começa pelas cartas. até se encontrarem em Hampshire (quando Christopher nem sabe que, na verdade, se correspondeu com Bea). É muito incrivelmente fofo. Parece ser difícil, mas não levou muito para que a autora reconstruísse a imagem ruim e pré-concebida que eu tinha do capitão graças ao episódio do baile. Kleypas criou uma química incontrolável e uma ligação bem especial entre o casal, o que sustenta o livro com um pé nas costas.

Tenho a impressão que Kleypas estava em sua melhor forma quando escreveu esse livro (por isso me sinto inclinada a dizer que é o favorito... mas ainda estou indecisa). Há inúmeras tiradas maravilhosas, comentários sagazes, divertidos, vindo de todos os personagens. O humor da autora estava afiadíssimo, e acredito que ela guardou o melhor de sua capacidade para encerrar com chave de ouro.
[...] - Amelia, não posso conversar sobre isso agora. Ou vou me jogar no chão e começar a chorar.
- Santo Deus, não faça isso. Alguém pode tropeçar em você.
- Agora é a hora em que você saca um de seus malditos ditados ciganos. Algo sobre galos colocando ovos ou porcos dançando no pomar. É o que sempre faz. Vamos lá.
É um livro maravilhoso, sem dúvidas. É inteligente, romântico, engraçado e bem escrito. Paixão ao entardecer reúne todas as qualidades do gênero e brinda o leitor com um final digno para uma série excelente. Então me diga: muito cedo para reler?

2 comentários:

  1. este é o ultimo livro? :O
    que bom, agora já posso comprar todos e ler de uma vez só! hahaha
    suas resenhas desta série sempre me empolgam, e ler uma dizendo que este ultimo livro é um dos melhores... como não querer ler já?
    acho que nunca é cedo para reler um livro, até porque eu sou dessas de terminar e já começar a ler de novo! hhahaha

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho uma amiga que ama e já leu a coleção toda. Ela adoora

    somundomeu.blogspot.com

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!