27 de jan de 2015

Twittando o amor — Teresa Medeiros


Autora: Teresa Medeiros
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635552
Páginas: 202
Comprar
Twitter e amor: a maior verdade da vida. Estou dizendo para você: já vi romance em livros nascer por email, por facebook, por myspace, por carta, por sinal de fumaça, e essa foi a primeira vez que vi a mais excelente rede social de todas receber seu devido valor. Bastou a suspeita de ser um romance de 140 caracteres para que eu ignorasse a capa (que mais parece um não ficção sobre o twitter) e reservasse duas horas da minha vida para essas 200 páginas que pareciam ser muito delicinhas.

Como, de fato, foram. Twittando o amor vai falar sobre uma escritora, Abby, que está caminhando para se tornar uma autora de um best seller só. As vendas já não são mais como antes e parece que ela precisa encontrar novas formas de manter contato com os leitores. Por recomendação de sua agente, ela cria uma conta no twitter e seu primeiro reply se torna uma grande amizade virtual. Mark é um professor de literatura inglesa que tirou um ano livre para escrever um livro, e parece ter um apreço especial pela rede social do passarinho. Mais especificamente, um apreço especial pelos tweets de Abby.

É uma leitura ligeira, curtinha, com uma pequena parte em prosa para muitas páginas reservadas para tweets. Isso deixou a narrativa dinâmica, parecendo um grande diálogo cheio de tiradas maravilhosas (já que o twitter é a grande reunião de melhores pessoas da humanidade). O senso de humor é afiado, há aquela ironia clássica que a gente abusa quando há um pequeno limite de letras e simplesmente funciona quando quer criar simpatia pelo casal principal. 

Quer dizer, funciona para contar a história. Como twitter mesmo, há um certo descuido. Muito provavelmente tenha sido coisa da tradução, mas alguns tweets passam bastante do número limite de 140 caracteres (isso sem contar com o @). Ah, Joana, você está complicando por nada... Não, gente, não estou. Também não estou dizendo que isso põe o livro a deriva, porém vai contra a proposta principal, tanto do livro como da rede social em si. Tira um pouco da credibilidade mesmo sendo apenas um detalhe.

Twittando o amor é um livro ágil, rápido, fácil de se apegar, mas com minúscula profundidade poética (embora tenha abrido espaço para tal). Medeiros correu com o final para deixar com jeitinho de epílogo de comédia romântica, e acabou esquecendo de concluir vários plots paralelos, entregando um desfecho cheio de furos. São poucos personagens, poucos acontecimentos e poucas páginas, mas muitos tweets dignos de RT. Nada além de um livro delicinha.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!