2 de jan de 2015

Os 07 melhores autores que conheci em 2014

Estamos em 2015 - isso é muito louco, benzadeus. Aliás, feliz ano novo, viu? Que 2015 seja cheio de paz, amor e sucesso (a.k.a. tempo livre para ler e fazer maratonas) para todos nós, terráqueos. O post de hoje é um clássico de final de ano que, eu sei, deveria ter postado antes, mas sou rebelde e deixei 2015 começar. Mentira, meu teclado continua estragado e eu continuo com preguiça, mas publicado aqui e agora é o que conta, não? ENFIM. 2014 foi um ano insano de leituras maravilhosas e, enquanto eu procrastino ainda mais para gravar o vídeos de favoritos, começo listando os melhores autores que eu conheci no ano passado. Até parece anteontem, sabe?

Bianca Briones

A dor, ela não passa. Bianca Briones é a representação verde e amarela dessa lista, mas na verdade minha aura fica bem escura quando pensa nela. Sabe estilhaçar o coração dos outros? Se não, peça ajuda a Bianca, ela é mestra no assunto. Batidas perdidas do coração é um new adult que surpreende de tão triste. E isso é tudo, porque se eu falar mais um pouco, a ferida reabre.

Jeff Lindsay

Dexter é quase um clássico contemporâneo que eu renegava por ser chata com qualquer trama que envolva sangue em demasia. Porém minha ligeira curiosidade por seriais killers falou mais alto e me fez ficar um tantinho frenética com esse livro e COMO ME ARREPENDO de ter feito cara de nojo quando minhas amigas diziam que seria ótimo. Preste atenção, internet, isso não acontece todo dia. Meu braço: torci. E seria legal se o correio me entregasse o volume dois que está extraviado desde agosto. 

Gillian Flynn

Da lista de geniais. Também da lista de pessoas perturbadas, porque olha... Gillian Flynn só está nessa lista porque a divulgação do filme de Garota Exemplar me deixou curiosissima, e deixei de lado toda a preguiça que eu tenho para thrillers. A autora é tão incrivelmente inteligente de uma maneira tão deturpada que assusta, sabe? Assusta e conquista.

Allie Brosh

Allie é tão rainha que não precisa de foto arrumada, além de que isso destruiria toda a proposta. Allie Brosh sou eu, é você, seu vizinho e somos nós. A diferença é que Allie pegou seu lado esquisito e ganhou muito dinheiro com isso, enquanto nós pagamos para rir de suas histórias sobre excesso de açúcar e autoestima. 

Katja Millay

Entre tantos new adults que li, se destacar no meio não é a mais fácil das tarefas - e, por isso, eu amo Katja Millay ainda mais. Mar de tranquilidade é tão lindo e profundo e, ao mesmo tempo, repleto dos clichês do gênero e funciona tão maravilhosamente bem que essas poucas linhas já me deixaram no clima pra reler. QUERO MAIS.

Simone Elkeles

E já dona Elkeles se destaca no new adult por não ser inovadora e conquistar seu lugar ao sol mesmo assim. Jogo do amor foi absolutamente clichê em todas as páginas, e é maravilhoso exatamente por isso. Escrever bem, não pesar a mão ou forçar a barra, e dar aquela vontade de reler assim que termina o livro... E gosto desse sentimento, e o quero em todas as leituras. PS: Para que foto de Simone segurando os livros se ela pode estar abraçada nos modelos de capa, né?

Stacey Lynn

MEU XODÓ. Está convidada a escrever minha biografia, é só reescrever Just one song com meu nome no lugar de Nicole e tá tudo certo, viu? Melhor descoberta, cadê essa moliér publicando aqui no Brasilzão?

2 comentários:

  1. ainda não li o livro da Bianca, mas quero muito ;~~
    aaaah, eu não creio que você torceu o braço para Dexter... te amo mais por isso, beijos ;*
    meu maior arrependimento nesta vida: ter feito birra e visto o filme Garota Exemplar antes de ler o livro. eu achava a história sem noção e não intendia todos os elogios que ele recebia.. confesso que na metade do filme fiquei com vontade de ir embora e só voltar depois de ter lido o livro ;~~
    aaah, ainda não li Hyperbole and a Half nem Mar de Tranquilidade, mas desejo ambos :'(
    aaah, Simone é um amorzinho. adoro os livros dela, mesmo sendo clichês. e realmente, para que foto com livro se essa ai é muuuuuuito mais gostosa???????????
    Stacey Lynn?? não conheço, mas se você elogiou deve ser boa kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. E se eu te falar que não tenho autores preferidos de 2014? Li tão pouco, e as leituras não foram muito emocionantes. 2015, pelo contrário, começou com o fim de uma leitura e o começo de outra que amei. Vou logo, logo resenhar no blog.

    Clara - Blog Incantevole
    clarabeatrizsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!