30 de jan de 2015

Beautiful Redemption — Jamie McGuire

Sexta feira. Dia de resenha de livro gringo. Aqui. Oficial. É sério, pode cobrar.

Beautiful Redemption - Maddox Brothers #2Autora: Jamie McGuire
Editora: Independente
ISBN: B00Q6JAL76
Páginas: 380
Comprar

Então eu li. Comecei como quem não queria nada, abrindo só para bisbilhotar a escrita de Jamie McGuire em seu novo livro. Querendo ler apenas dez páginas, passei da metade. Dormi três horas a menos essa noite. Para ler o restante, me atrasei uma hora e meia para o trabalho. É isso que essa autora faz com minha vida. Não estou em meu melhor estado, mas pelo menos tive uma leitura maravilhosa nas pouquíssimas horas que levei para devorar Beautiful Redemption. Meio que compensa, né?

Nesse livro vamos um pouco mais longe de Eastern para encontrar Thomas na Califórnia, em seu trabalho secreto para o FBI, o qual ninguém de sua família sabe... por pouco tempo, já que as consequências do incêndio no Círculo estão batendo a porta e Travis pode ser preso. Trabalhando nas investigações também está Liis, recém transferida de Chigado. Eles são vizinhos, colegas de trabalho, e tiveram um caso de uma noite quando ela tinha chegado na cidade e não conhecia ninguém. Eles também vão precisar trabalhar disfarçados como casal para ajudar no caso de Travis.

É notável o amadurecimento na escrita da autora, na forma como o enredo é construído e desenvolvido. Não é mais apenas um romance com personagens complicados, tem realmente um plot conciso por trás, algo que, até então, McGuire nunca tinha trabalhado com afinco. O mais interessante (impressionante, até) é como tudo se encaixa, inclusive com os livros anteriores. Parece que todos os acontecimentos dos quatro livros antecessores serviram para levar até Beautiful Redemption. Então que a grande redenção que o livro trata acontece justamente com a autora, pois é nesse livro que ela faz direito o que fracassou tão brilhantemente em Belo Casamento: dar a devida importância ao incêndio e concluir esse plot que significou bem mais que só-mais-um-problema-dentre-tantos-para-Abby-e-Travis, sabe? Finalmente, FINALMENTE, ela já pode virar a página.

É importante para o enredo que Thomas e Liis tenham se envolvido logo de cara, no primeiro capítulo. É um pouco inesperado por conta dos livros anteriores, que havia aquele singelo circuito de gato e rato, mas aí é que está: Beautiful Redemption é diferente. Não apenas por começar com pegação, mas porque isso deu abertura para uma intimidade entre Thomas e Liis que não haveria caso ela tivesse o conhecido só como seu chefe. Thomas é um chefe muito insuportável, aliás, e o fato de Liis já tê-lo visto como veio ao mundo, dá uma certa intimidade que é o forte do relacionamento dos dois. Por essa "bagagem", ela não sente que deve sentir medo dele como todos seus colegas de escritório. Ela tem a grande ousadia de não baixar a cabeça e responder a altura. Liis coloca Thomas em seu lugar tantas e tantas vezes que eu interrompia a leitura para aplaudir. GO, GIRL!

Mas falando em redenção, Thomas tem uma longa tarefa pela frente. Por um lado, há a redenção que ele acredita precisar: por ser o irmão mais velho e ter falhado com a família, já que tem um emprego secreto no governo e isso não basta para salvar a pele do irmão caçula. E há também a redenção com o leitor. Se você não leu o livro anterior, sugiro que pule o próximo parágrafo e vá direto para o final. 

Então: redenção. Não sei você, mas criei uma péssima imagem de Thomas durante Bela Distração. Em Beautiful Redemption, criei uma péssima imagem de Camille. Não sei como a autora consegue isso, mas consegue. Você fica com tanta dó de Thomas por ter seu coração partido, e principalmente pela dificuldade que ele tem em superar. Depois da pena, surge a raiva. Raiva por Cami ser tão boazinha e querer ser amiga quando MOÇA, DEIXA ELE EM PAZ, JÁ NÃO BASTA ESTAR COM SEU IRMÃO?. E, junto a isso, é bastante irritante o modo como Liis se sente insegura perto da ex e cria fantasias em coisas que nem existem, mas que ameaçam o relacionamento. Enche o saco, mas é compreensível. Quero que no próximo livro Camille e Liis se tornem amigas e eu volte a gostar de todo mundo como era até ontem.

É incrível. Jamie McGuire fez seu feitiço novamente e, para esse livro, o pacto estava renovado. Beautiful Redemption é tão intenso quanto os trabalhos anteriores, porém mais ousado e coerente. Mais bem escrito, mas bem delineado, o trabalho de McGuire levado ao seu melhor momento. A autora está de parabéns. Não é mais do mesmo. É melhor. Garanto que por essa ninguém esperava, né?

Nível de inglês: Fácil.

8 comentários:

  1. Soube muito sobre a outra série da autora. Quero muito ler, mas tem tantas leituras na frente. Fiquei meia confusa lendo a resenha, é uma continuação do que aconteceu, porém, com outros personagens ?
    Foi bom saber que ela rendeu e superou a si mesmo e amadureceu ainda mais os personagens e ser bem melhor na escrita.
    Beijos Joana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thayna! Maddox Brothers é uma série de companions. São livros independentes, você não precisa ler em ordem, mas é preferível, pois os personagens se cruzam e, de algum modo, as histórias se interligam - nem que seja para os personagens só se darem um oi. Deu pra entender ou deixei você mais confusa ainda? D: haha
      Obrigada pelo comentário! Bjs

      Excluir
  2. bom ver que a autora está melhorando né hehe
    ainda não li estes livros dela pois tenho preguiça de ler em inglês hahahaha
    não sei se meu coração aguenta mais um Maddox. tá, acho que aguenta sim, porque o Thomas parece ser uma gracinha *-*

    ResponderExcluir
  3. Eu to passada! Amei a resenha Joana, eu to esperando por esse livro logo!

    (Não supero a última linha de Bela Distração)

    Thomas vai ser meu preferido eu acho.

    Mas e vc, qual irmão Maddox preferido?

    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pergunta difícil, Aline, não sei D: hahaha Bjs

      Excluir
  4. Adorei a Liis, é uma ótima protagonista, é forte (às vezes um tanto insegura), nao se deixa rebaixar. Adorei conhecê-la. Ela e o Thomas são um ótimo casal, muita quimica.
    Com este livro, entende-se o epilogo no "Walking Disaster".
    E SIIMMMM, Detestei a Cami. oh, criatura irritante (neste livro). Teve partes em que eu queria arrancar os dentes da frente.

    Que venha o próximo Maddox. ;)

    ResponderExcluir
  5. Queria saber quando sai no Brasil o livro bela redenção . Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luanna! A previsão é segundo semestre desse ano, mas a editora ainda não falou um mês certinho. Obrigada pelo comentário! Bjs

      Excluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!