10 de out de 2014

05 coisas em que Reign se perdeu

Reign já foi uma das minhas séries favoritas da vida e chega a ser impressionante como conseguiu passar de maravilhosa para péssima em questão de uma única temporada. Foi mais repleta de idas e vindas que o próprio filme de Valentine's Day que leva esse nome. Reign estava boa, e ficava ruim. Melhorava, e caia ao abismo. Agora, que estou lutando para me manter fiel a segunda temporada (que tem apenas dois episódios!), resolvi listar o que, ao meu ver, é culpado por esse mar de lenga lenga que virou o seriado.

História real?

Um dos maiores problemas de Reign é sua base histórica verídica. De fato, aqueles personagens existiram e alguns acontecimentos, também. Só que, como precisa ter um pé de ficção para manter o enredo ~animado~, os roteiristas e produtores se jogaram de cabeça: colocaram gente que não existiu, filhos bastardos que não se tem notícia e, mais agravante, deram uma importância tremenda para eles. Tipo a Susana que nunca deveria ter saído de Narnia #voltaproarmárioSu!

Então que a primeira temporada CORREU

E por "correu", quero dizer de uma velocidade que nem existia na época. Você tem noção na quantidade de coisa que aconteceu em meros 20 e poucos episódios? Plots que poderiam ter levado bastante tempo para se desenvolver, foram todos jogados na temporada inicial. Claro que foi interessante essa movimentação toda enquanto assistíamos, mas se for pensar, as coisas ficaram corridas, mal elaboradas e pecaram na lógica. Por exemplo...

Endgame? Assim?

Uma coisa muito importante sobre a França de alguns séculos atrás é que: NÃO EXISTIA DIVÓRCIO. Sabe, essa é uma concepção muito moderna, e esse tipo de coisa não acontecia em eras anteriores a da luz elétrica. Principalmente, não com a família real. Por isso que é tão errado fazer um endgame no episódio 13 de um seriado com uma boa audiência que poderia se manter por anos. Eu sou team Frary, achei lindo, mas qual o sentido disso tudo se cada episódio vai trazer um empecilho novo para o casal (e nem é o triângulo amoroso que foi pintado desde o pilot)? Sem falar que, retomando o ponto de que é uma história real, Francis morre. E se Francis morre, Reign morre junto. 

Aliás, cadê Clarissa?

Outra promessa do pilot que correu mais do que deveria. Clarissa era a garota encapuzada, misteriosa, que vivia nos arredores no castelo e servia como enigma para a trama. Aí ela mostrou o rosto, teve um plot conciso, revelou seus segredos, cabô Clarissa. Deixou gancho, mas parece que os roteiristas esqueceram. E assim sumiu um dos maiores diferencias que Reign tinha.

Mary badass e...?

A verdade é que protagonista sozinha não sustenta trama nenhuma. Pode servir como chamativo, mas depois que a história já está rolando, só uma garota fazendo cara de má e tomando ações não exatamente bondosas não é o que basta para manter o nível do seriado. Mary pode ser ótima, mas tudo ao redor dela não é. Já tivemos vários exemplos de personagens que carregam um cast inteiro nas costas, e queremos que a Rainha da Escócia e da França se torne uma nova Spencer Hastings?

Afinal, eu abandonei Pretty Little Liars por um motivo.

Um comentário:

  1. Eu larguei a série quando tentaram empurra Bash e Mary garganta abaixo lá pelo nono episódio da primeira temporada. Sério, não havia a mínima necessidade e não foi como o esperado, já que a audiência não subiu e os roteiristas viram o erro que estavam cometendo. Mas ainda assim, depois disso, a trama pareceu se perder. Daí desisti. Devo ter visto só até o décimo terceiro episódio.
    O mais triste é lembrar do meu fascínio pela série desde as imagens promocionais. Nossa, como eu amava o clima da série, os personagens (Francis ainda é meu baby) e os figurinos, mesmo eles sendo bem incoerentes com a época. Mas... fazer o que, né? Roteiristas da CW parecem que nunca acertam </3

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!