29 de jul de 2014

About a boy: a série que você não dá nada e perde por isso

Estava eu vagando pelos canais da televisão. Já entramos em acordo que, independente do número de canais que você assine, as chances de encontrar algo que quer assistir é mínima? Sou dona de sentar na frente da TV, zapear por todo santo canal possível, levantar da frente da TV. Principalmente com os torrents no mundo, ninguém fica esperando algo ter direitos adquiridos pelo Brasil e começar a ser exibido. Tudo que você quer ver, baixa e assiste logo. Quando senta na frente da TV, os canais atrativos exibem coisas que você já viu. Até voltar para a primeira frase desse post, em que eu estava sentadinha com o controle na mão, e encontrei About a boy. Primeiro episódio de uma série que eu queria ver e tinha esquecido. É como encontrar dinheiro perdido na rua!
A comédia vai pegar um assunto batido e nos conquistar. Marcus é um garotinho de 11 anos que acaba de mudar com a mãe hippie para uma cidade nova. Seu vizinho de porta é Will, um compositor que ganhou dinheiro com um jingle natalino e, desde então, vive sozinho, jogando vídeo game e curtindo a vida sem qualquer responsabilidade. O roteiro vai seguir o relacionamento dos dois, o modo como um garotinho e um adulto se encaixaram tão perfeitamente. Aquele velho caso de criança adulta e adulto criança, sabe?

Por mais que quisesse assistir, eu não dava nada pela produção. Quando vi da estreia, achei que seria mais uma na lista de canceladas depois da winter season. Não foi. Assim como me cativou, About a boy arrecadou um público suficiente para a renovação, sendo apenas fofinha e engraçadinha. Precisa forçar mais que isso?

Como manda o gênero, algumas piadas parecem cansativas, daquelas que a gente já viu antes e não esboçou esbozou um sorriso. Porém isso não é sempre. Arrisco dizer, inclusive, que você vai soltar ao menos uma gargalhada por episódio (o que é algo, considerando as comédias atuais). A série não pretende ser nada além de um passatempo, e é aí que mora a magia. Sendo só mais uma, ela surpreende. É fofa, é meiga, doce, coloca um pouquinho de drama, mas logo já retoma a comédia. Eu juro, é tão boazinha que você fica apaixonado logo por não esperar por isso. 
A trama evoluiu muito desde o primeiro episódio, o que fica visível para o telespectador. Mesmo mantendo seus clichês, há um crescimento no roteiro bem significativo para uma primeira temporada - principalmente uma curta como essa. Isso aumenta muito a expectativa para o futuro de About a boy, pois há uma reviravolta no final da trama que deixa de queixo caído. Eu tenho mil teorias de como os produtores vão lidar com isso, o que só aguça a vontade pelo retorno. Foi season finale diga de terceira temporada de drama, viu?

Mas, acima de tudo, quer saber a melhor parte de About a boy? A trilha sonora. Da música de abertura ao fundo das cenas, toda a soundtrack é de cair o queixo e baixar tudo na playlist. Os produtores musicais são SENSACIONAIS, tem um bom gosto incrível e já os quero no whatsapp me passando todas as descobertas que fazem. Além disso, What makes you beautiful, do One Direction, tem uma importância bem lindinha pra trama. Posso ser babaca e dizer que chorei com a música? Na season premiere E na finale. ME JULGA, VAI!
2014 já está mais pra lá do que pra cá e, até então, tivemos um ano fraquíssimo em termos de séries novas. Não sei dizer se estou acompanhando 5 seriados desse ano, que é algo mínimo na minha watchlist. Porém é com um sorriso no rosto que posso citar About a boy como um dos pequenos destaques, tão amorzinho, engraçadinha, e especial que merece um lugar na sua agenda - juro que você vai nem sentir e estará com a temporada finalizada. Não quero dizer nada, mas zapeie pela HBO Family. Você pode dar sorte como eu dei.
Beijinhos ♥ 

Um comentário:

  1. não lembro de ter ouvido falar nesta série, mas fiquei curiosa!
    essa coisa de amizade entre adulto e criança é tão fofinho! hahaha
    confesso que a história me lembrou two and a half men ;x

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!