24 de jun de 2014

Iluminadas — Lauren Beukes


Autora: Lauren Beukes
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580575033
Páginas: 320
Nota: 
Comprar

Eu já gosto de livros com sinopses bizarras, então quando toda a publicidade acerca de um título repete o quanto ele é macabro, eu me empolgo rapidinho. É aquele tipo de chamada que me fez acreditar que compensaria a carga de terror por todos os filmes do gênero que eu cruzei reto por medo. São comentários tão animados, e não só na capa e contracapa, que dava certo receio de embarcar na leitura. Pelo que diziam, esse livro iria tirar o sono. Irônico, pois comigo fez justamente o contrário.


Iluminadas é uma mistura de plots incrivelmente original que forma um thriller. Viajando no tempo, Harper, um serial killer, tem a missão de matar as mulheres iluminadas. Em qualquer época, por qualquer motivo. Ele deve matá-las, vai lá e mata. Porém Kirby, uma estudante de jornalismo, consegue sobreviver à sua tentativa de homicídio e decide vingar-se. Ela vai encontrar esse homem que mata tantas mulheres... em décadas diferentes.

Veja bem: tem viagem no tempo, assassinato e uma alusão à possibilidade de trama sobrenatural. Se houver um equilíbrio entre esses três elementos, pimba, teremos uma história verdadeiramente unica em mãos. Só que o que acontece é um grande espaço para os assassinatos, e uma jogada aqui e acolá dos outros ingredientes. O que eu realmente abri esse livro para ver, não vi. Não nas doses que eu esperava, quero dizer. E pois mais que eu adore livros bizarros, thrillers ainda não me conquistaram.

Iluminadas parte do ponto em que você já sabe quem é o assassino. Temos acesso a sua mente doentia e a seus passos. O mistério de obrigar o leitor a juntar pistas morre aí. Existem momentos de tensão, claro, mas isso só quando seguimos Kirby, que não encontrou o livro na livraria e não leu a quarta capa. Ela é uma protagonista inteligente, arredia como manda o gênero, mas não é alguém cativante. 

Uma das coisas que incomodou foi a narrativa não linear. Como tem viagem no tempo e Harper adora se locomover entre décadas para sujar as mãos de sangue, ficamos viajando no século XX capítulo sim, próximo também. São mudanças bruscas e rápidas, e não consegui me envolver com a história logo de cara. Demorou bastante para que esse estilo de escrita se tornasse "compreensível". 

Você precisa entender que esse não é o meu gênero. Thrillers não me ganham nem com macumba. Pelo visto, nem com viagem no tempo e outras cositas mais. Iluminadas consegue ser um bom livro, mas demora para empolgar e as primeiras 200 páginas foram um parto. O livro tem todos os elementos característicos do gênero, dá arrepios em certas partes e vontade de largar o livro em outras, porém o que deveria ter de especial, de se diferenciar e arrecadar leitores céticos (como eu), só conseguiu deixar a narrativa atrapalhada. Definitivamente, esse é um livro para quem gosta de thrillers, de histórias de assassinatos com serial killers nojentos. Eu não sou uma dessas pessoas.
Beijinhos ♥
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!