18 de jun de 2014

Entre o agora e o nunca — J. A. Redmerski


The edge of never #1
Autora: J. A. Redmerski
Editora: Suma de letras
ISBN: 9788581051406
Páginas: 359
Nota: 
Comprar

Quanto mais você espera pra ler um livro, mais as expectativas aumentam. É natural, né? E eu esperei muito pra ler Entre o agora e o nunca. Eu queria muito ler também. Só que quando eu comprei o livro, me disseram spoillers e hm, okay, vamos esperar a continuação. Só que eu não comprei a continuação, olhei o livro na estante e decidi encarar. Com as expectativas lááá no alto. Esse seria o engano número 1?

Entre o agora e o nunca é um new adult que foca em Camryn, 20 anos, aventureira, família destruída, o amor de sua vida morreu, acabou de perder a melhor amiga. Para começar, claro. Então ela decide colocar o pé na estrada sem plano algum, abraçando o destino e o que for que ele trouxer. E, ao que parece, isso seria um belo companheiro de viagem. Andrew está sentado no banco de trás do ônibus, com fones de ouvido aos berros, quando vai visitar o pai que está na beira da morte. Cada um ao seu modo, Camryn e Andrew precisam de conforto, e encontram um no outro, um ombro amigo. E, quem sabe, um pouco mais que isso.

A química dos personagens é palpável. A autora consegue desenvolver aos poucos muito bem, mas é claro que na primeira troca de palavras de Cam e Andrew, você já os shipa enlouquecidamente. O romance é muito bem desenvolvido, de longe o ponto forte de Redmerski, e a simples amizade deles já dá sustentação à trama. Claro que, né, eu ficava com medo de ter o coração destruído por me apegar tanto a essas pessoas. Provavelmente eu teria entrado em cólicas se não fosse uma ladra. SIM, EU LI AS ÚLTIMAS LINHAS E A SINOPSE DO SEGUNDO VOLUME. ME JULGUEM, ME JULGUEM, I DON'T CARE.

Contudo, vamos esclarecer uma coisinha. Quando eu tinha aulas de redação no colégio, minha professora sempre falava que você deve escrever cinco linhas de introdução, cinco de conclusão e desenvolver a ideia durante quinze ou vinte. Em outras palavras: a maior parte do que você for escrever, tem que ser a enrolação do meio. Você não pode se perder na própria história, e seguir certos passos de numeração e divisão é imprescindível. Quero reclamar então que Redmerski não soube desenvolver essa parte da sua narrativa. Entre o agora e o nunca tem nada menos de 340 páginas de introdução. Na contra capa, a sinopse cita um mistério que cerca Andrew, o que só é apresentado faltando 15 páginas para acabar o livro. Esse tipo de coisa dá medo, pois você nunca tem certeza do que a autora vai aprontar quando está correndo com a corda no pescoço. A história inteira se conclui em duas páginas. E aquela organização bonitinha de ter um bom espaço para o clímax e deixar tempo para o leitor querer arrancar os cabelos? Vai depender de quanto tempo você leva para ler dois parágrafos. Alguns segundos? Chega a um ou dois minutos?

Também não fui com a escrita da autora. Não sei dizer se foi a tradução ou o simples modo que Redmerski joga com as palavras, mas não me agradou. A narrativa é extremamente casual; Os diálogos, na ideia de ficarem bastante comuns, ficaram chatos e sem emoção. Tudo bem que a gente não precisa de floreios num livro que não é histórico, mas vale manter uma conversa segundo os padrões literários. Algo diferente da internet, sabe? E, se é pra começar a entrar nesse quesito: querida Camryn, quem tem anca é vaca. Vá melhorar seu vocabulário porque assim não dá.

Eu adorei, óbvio, mas terminei com as expectativas frustradas - porque eu tinha muitas e tal. Eu amei o casal, evidentemente, amei seus momentos, seus diálogos, sua evolução e tudo que os cercava. Meu problema foi inteiramente a escrita de Redmerski e o modo como foi traduzida, além do final corrido. Você nem percebe que está faltando algo até a autora jogar a bomba e ter pouquíssimo tempo para desenvolver, o que é chato pois você não estava preparado, não estava esperando e, visivelmente, nem a própria autora tinha pensado muito a respeito. Eu recomendo, claro, mas não é meu NA favorito como eu estava esperando desde que vi todo mundo comentando. Agora pretendo ler a continuação em inglês, pra ver se tenho problemas com quem escreve ou quem traduz. Vamos acompanhar.
Beijinhos ♥

6 comentários:

  1. eu li o primeiro livro e gostei. não estava com tanta expectativa para este primeiro porque quando li ele não tinha lido quase nenhuma resenha... acho que isso influenciou hehe
    ah, e também porque eu gosto de histórias com temas tristes, acho que isso também cooperou :P
    já o segundo livro eu ainda não li. ganhei de dia dos namorados e provavelmente lerei logo. não tô tão animada pela leitura, então é capaz que eu goste dele! hehe

    ResponderExcluir
  2. Eu amei o lviro mas concordo com você, algumas palavras escritas no livro..podia ter passado sem.
    A autora quis deixar mais comum possivel e ficou pobre de escrita, eu amei mas não adorei, acho que isso acontece sempre que ficamos com altas espectativas..uma pena.
    Mas espero que no segundo o livro se desenrole de uma forma melhor,
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Estou lendo o livro agora e quase abandonei porque Camryn é uma chata! Ao contrario do Andrew, estou ficando apaixonada por ele. Imagino qual seja o mistério que cerca Andrew. Fui mais longe que você e espiei o final do segundo livro. Não entendi nada, mas tudo bem. Até agora o livro tem 3 estrelas :)

    ResponderExcluir
  4. Entre agora e nunca foi um dos melhores livros que li, chorei horrores, sorri me apaixonei e cantei rsrsr

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!