14 de jun de 2014

Calafrio — Maggie Stiefvater


Os lobos de Mercy Falls #1
Autora: Maggie Stiefvater
Editora: Agir
ISBN: 9788522010509
Páginas: 340
Nota: 

Eu tive minha fase Crepúsculo, afinal eu tinha 13 anos em 2009 e esse foi o ápice da época! Mas depois que passou, acalmou mesmo. Você pode ver pela quantidade de livros sobre vampiros (que não são continuações de séries começadas naquela época) lançados hoje em dia. Um enorme número perto de... Hm... Zero? Não consumimos mais romances sobrenaturais como antes, com aquela frequência. Hoje, para ler algo do gênero, precisa catar um título que já estejas nas prateleiras há bastante tempo. Calafrio, de Maggie Stiefvater, por exemplo. Querendo ou não, não dá pra negar que esse é outro fruto da leva de Meyer.

A narrativa do livro é intercalada entre Grace e Sam. Ele é um lobo; homem dependendo da época do ano. Ela foi mordida por lobos, salva por ele, e desde então sente uma conexão especial pelo animal. O resto você pode somar dois e dois, porque inovação não é bem a jogada por aqui. Na verdade, é sobre isso que essas séries falam tanto, não? Sobre ser clichê, romance óbvio, depender do outro pra respirar e dar sua vida em nome do amor. Então já informo - e lembre bem pois isso é decisivo nessa resenha - eu não tenho mais paciência pra isso.

Sabe amor à vida? Não a novela, mas esse sentimento maravilhoso que todos nós, seres humanos reles mortais, devemos ter? Falha na protagonista. Muito bonitinho falar que foi amor à primeira vista, mas isso só se encaixa quando as duas pessoas são humanas (e nem tente me convencer do contrário). Nesse caso, não são. Mas não importa para Grace. Ela ama tanto o lobo que a salvou, que quando ele se transforma em humano na frente dela, ela o leva para casa. Tudo muito normal um lobo se transformar em pessoa, vejo todo dia. Ela o leva pra casa e deixa dormir na sua cama. Porque, com certeza, você pode colocar um estranho na sua cama assim que o conhece - sendo lobo ou não. Vamos ignorar que esse lobo estava sujo de sangue e um garoto da escola tinha sido assassinado por criaturas selvagens recentemente. Perfeitamente aceitável.

A química do casal é instantânea, mas dados os fatos citados anteriormente, estamos em ponto de exigir alguma coisa? Exato. Então o livro segue sem grandes emoções, em toda sua glória ser sobrenatural-humano, com draminha aqui, outra coisinha ali, pequenos problemas para acabar com a felicidade do casal proibido por natureza, bem daquele jeito que a gente conhece até de trás pra frente. A mitologia que Maggie criou é diferenciada, exige bastante do cenário e pode ser considerada o ponto forte e cheio de potencial para dar continuidade a trilogia. 

Eram tantos elogios para essa série para pessoas que, assim como eu, superaram a fase Twilight, que minhas expectativas estavam consideravelmente altas. Então eu me decepcionei? Sim. Não consegui gostar Grace, sentir empatia por ela. Sam é legal, mas não a ponto de despertar minha piriguety literária interior. Calafrio não me empolgou, li dois livros nesse meio tempo, mas tem o final como um ponto forte. Da vontade de continuar com Os lobos de Mercy Falls, mas preciso aguentar mais mimimi de Grace para isso? Er... Veremos.
Beijinhos ♥

PS: Essa resenha foi escrita em 2013. Com o tempo, eu decidi que abandonarei de vez a série. Não é pra mim, definitivamente.

Um comentário:

  1. desde a minha época crepulesca, tenho curiosidade em ler Calafrio!
    a princípio, a capa foi o que mais me interessou, mas mesmo depois de toda essa febre da Meyer passar, eu continuei com vontade de ler este. maaaaaaaaaas, postergar é o que eu faço de melhor!! hehe
    totalmente normal levar um desconhecido para casa, principalmente se for lobo. sempre faço isso, normal mesmo! --'
    desistiu da série? que pena :(
    ainda não li o primeiro livro, porém, ainda tenho vontade! hehe

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!