2 de abr de 2014

Naturally, Charlie por S. L. Scott

Autor(a): S. L. Scott
Editora: The Writer's Coffee Shop (comprado pela Rocco no Brasil)
ISBN: 9781940071398
Páginas: 230
Nota: 
Comprar

Como não querer ler um livro com essa capa, humanidade? Tá, ok, não julgue um título pela capa, mas tem certas vezes que é difícil de resistir, você sabe, né? E somado as críticas positivas dos amigos gringos, você acaba quase sem alternativa que se não ler e ler logo. Naturally, Charlie, de S. L. Scott, me conquistou assim - na primeira, segunda e terceira impressão. E na última também.


Assim como Will & Will (David Levithan e John Green, quatro estrelas), Naturally, Charlie conta a história de duas pessoas com o mesmo nome (acho que você consegue adivinhar qual, não?). Um encontro desajeitado no metrô coloca a Charlie Barrow e o Charlie Adams frente a frente. Seria só mais um tropeço qualquer, se a partir daquela vez, eles não passassem a se encontrar cada vez mais: num pub, no caminho para um enterro... Mais do que uma cumplicidade instantânea, logo nasce uma forte amizade... E quem disse que romances de hoje em dia precisam de dramas agoniantes e chorosos para conquistar nosso coração?

Naturally, Charlie é um livro tão simples que surpreende. S. L. Scott optou por não entrar na onda melodramática que faz parte dos new adults, nem ser engraçada sem causa como chick lits. Esse é apenas um romance, na forma mais comum, pura e doce possível. Ok, nem tão comum e pura assim. Mas ainda doce. Bem doce. 

Não tem como não se apaixonar pelos Charlies. Ela, Barrow, tem vinte cinco anos, uma melhor amiga maluca e desapegada, e um coração partido - agora com muitas barreiras de proteção. Já ele, Adams, é um escritor freelancer que está fazendo por si para conquistar seu lugar no mundo, sem precisar do dinheiro ou da influência dos pais. Os dois são uma fonte de conforto para o outro, um escape para os problemas do dia a dia, a alegria do fim de semana mesmo que seja apenas uma tarde de maratona de filmes no sofá. Esse é um daqueles casais do que você shippa por serem um caso óbvio mean to be. Mas é claro que como a autora (o autor?) precisava preencher algumas páginas, só nos dá amizade. Você quer desesperadamente uma evolução no relacionamento, que vá para frente, mas as construções de pedra ao redor dos sentimentos de Barrow só puxam para trás. É isso que faz do livro tão difícil de largar.

Cada inicio de capítulo tem um símbolo de feminino/masculino para você saber qual Charlie está narrando. Mas de um modo mais amplo, é bem fácil perceber qual dos dois está contando a história. E nesse estilo de narrativa intercalada, Scott abusa mais ainda da boa vontade do leitor. Será que a autora não percebe que temos vida, compromissos, outras coisas para fazer que não ler esse livro? Não, ela não percebe. Cada final de capítulo puxa o próximo automaticamente e quando você percebe está na hora de ir para aula que não pode matar para ficar lendo. Óh, vida cruel.

Tudo bem que eu já esperava algo de muito bom, mas Naturally, Charlie ainda superou minhas expectativas. A história, em toda sua simplicidade, consegue ser mais maravilhosa que a capa, e olha que estamos falando de parâmetros altíssimos! Eu amei os personagens, a introdução, o desenvolvimento, o final, cada mísera página, linha e pontuação. Por ser um dos livros mais comuns e ainda assim diferente de tudo que já li, esse entrou pra lista de favoritos de 2013 (siiim, a resenha está um cadinho atrasada). 

Sobre o idioma: Naturally, Charlie ainda não foi traduzido, mas pode chegar ainda esse ano pela Rocco. Para lê-lo agora, apenas em inglês. Mas dá para dizer que a linguagem do livro é super acessível e dá até para quem está iniciando na língua. E vale tão a pena... ♥
Beijinhos ♥

2 comentários:

  1. que fofiiinho, fiquei curiosa *-*
    que bom que os direitos já foram comprados, tomara que chegue logo por aqui, porque não me arrisco ler em inglês não hahaha
    não li Will e Will, mas acho essa coisa de pessoas com mesmo nome no livro meio sem noção :S

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente, não achei essa capa bonita!
    Ela pode ser fofa por causa do casal, mas não é bonita!
    Eu sempre julgo um livro pela capa, mas depois de ler a resenha e ver como o enredo é lindinho com toda certeza vou ler, ainda mais depois dessas 5 estrelas que você colocou, quero realmente conferir se é isso tudo.

    Blog: http://worldbehindmywall.fanzoom.net/
    Twitter: https://twitter.com/Blog_WBMW

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!