14 de fev de 2014

Enfeitiçadas — Jessica Spotswood

Enfeitiçadas —  As crônicas das irmãs bruxas #1
Autora: Jessica Spotswood
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580412307
Páginas: 272
Nota: 
Comprar

Quem nunca teve curiosidade com histórias de bruxas situadas na sua época polêmica, em que pessoas comuns eram queimadas em praça pública por uma mínima sugestão a arte das trevas? Eu tive! Depois de me encantar por livros e seriados históricos, essa vontade de voltar no passado com bruxaria era muito grande, e esse anseio foi prematuramente saciado com a chegada da série As crônicas das irmãs bruxas no Brasil. Porém você sabe que não basta ter uma sinopse que você quer ler para ser o livro que você quer ler. Fui clara?


Enfeitiçadas começa a trilogia apresentando três irmãs: Cate, Maura e Tessa, sendo a primeira mais velha e assim por diante. Elas perderam a mãe muito novas e, desde então, Cate se sentiu responsável por cuidar das irmãs e protegê-las, principalmente esconder seus poderes dos Irmãos, a ordem machista que comanda o lugar que vivem. As coisas nunca são calmas, mas então parecem piorar quando Cate encontra o diário de sua mãe que contem uma estranha profecia, fazendo dela e suas irmãs peças chaves para o futuro das bruxas e da humanidade.

Já li livros de 1600 e bolinhas que foram mais modernos que Enfeitiçadas, que se passa beirando o século XX. Nunca fui muito atrás da parte histórica da Caça as Bruxas, mas considerando que Joana Dark foi morta em 1431 (segundo Wikipedia), não existe muita lógica do livro pegar esse universo jogando em 1900. Pesquisando um pouco, a gente encontra nessa época a Caça as Bruxas comunista, contudo o livro não é sobre isso. Eu não quero ser a pessoa chata que complica com a parte histórica do enredo, porém esse livro tem pegadas tão insuportavelmente machistas e ridículas que sem uma base verídica fica intragável de aguentar. Se a autora quisessem colocar todo esse retrocesso cultural em sua história, tinha que voltar no tempo sem medo, não ir um século atrás e pegar elementos de 1500. É uma ou outra.

Mas superando isso, Enfeitiças é um livro que aguça bastante a curiosidade do leitor. Não por a história ser surpreendente ou os personagens, carismáticos, mas o plano de fundo é interessante o suficiente para prender o leitor. Você pode estar de saco cheio de Cate fazendo mimimi por suas irmãs não lhe respeitarem como devem ou pela mãe não ter contado toda a verdade antes de morrer, mas ainda assim torce para que elas se deem bem. Ou, ao menos, para que consigam livrar a sociedade das garras dos Irmãos. De preferencia, queimando-os na fogueira.

Dividindo espaço com a bruxaria pouco aprofundada (não é nenhum Harry Potter que ensina feitiços em língua morta página sim, todas também), está o romance. Cate está ficando absurdamente velha decrépita e precisa arranjar um casamento antes de... Bem, ficar mais velha ainda. Imagine só ter 17 anos e estar solteira? Minha mente não consegue compreender tanto horror! E então entra o clichêzão de se apaixonar pela pessoa errada, casar por conveniência ou ter o futuro decidido por terceiros quando ela não quer tomar uma decisão. Então eis a palavra chave: decisão.

Eu até comentei isso no twitter. Enfeitiçadas é um livro com cenário patriarcal (pra não dizer machista de novo) e mulheres submissas. O leitor está no século XXI e não gosta disso. A autora está no século XXI e sabe que isso é errado. Então vamos fazer uma protagonista independente e decidida que quer viver fora da caixinha de vidro e sabe se virar sozinha? Enfeitiçadas é o tipo de livro que precisa de uma protagonista na qual você se enxergue, ou no mínimo, se inspire. Esse é o tipo de livro que se espera alguém que lute, que abrace a causa, que não abaixe o nariz... E tenho impressão que, por boa parte da história, o pescoço de Cate estava com torcicolo.

Foi um pouco decepcionante, mas no fundo, no fundo, eu gostei. É diferente, mesmo que cheio de pequenos detalhes irritantes. Cate é sem graça, mas a irmã do meio, Maura, tem mais personalidade (mesmo que contrária). O final é instigante e dá vontade de ler a continuação, sem ser aquela coisa que faz você procurar o e-book em inglês mesmo e devorar no mesmo dia. É um bom livro, nem um pouco excepcional, mas um bom livro.
Beijinhos ♥ 

6 comentários:

  1. Oie.
    Eu só tinha lido resenhas super positivas...
    Acredito que o machismo é representado porque a estória se passa num época que era mais ou menos (se não) assim...
    O pai das meninas é muito distante, "desnaturado" a ponto de contratar alguém para educar as filhas de acordo com o padrão da sociedade...
    Vc pesquisou muito a fundo... eu não veria tudo isso. Acho que em 1900 as coisas ainda eram bem retrógradas, mas neem tanto.
    17 anos e ser solteira"uuuu"... o que deixam pra mim que tenho 27, hehehe...
    Realmente é meio surreal,
    mas ainda quero ler.
    Parabéns pela sinceridade :)
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Esse livro definitivamente não funcionou pra mim..adorooo livros com esse tema de bruxas mas esse achei muito meia boca.Quando vi o lançamento solicitei logo com a editora mas foi muito decepcionante,a cate é uma chata cheia de mimimi até a raiz dos cabelos a Maura uma mimadona e a tess bem irrelevante até os últimos capitulos..espero que o próximo seja melhor do que esse!!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. essa onda ai de bruxas não me interessam muito, não gosto dessas histórias de se passam a anos anos e anos atras, e essa coisa de machismo e tudo o mais me enjoa. preciso dar mais algum motivo para não querer lê-lo?
    ok, este eu passo...
    e engraçado que mesmo depois de tantos pontos negativos, você pegar a continuação e ler em um só dia =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ops, acho que deixei confusa essa parte... Eu não li a continuação! Quando for lançada, quem sabe eu leio. O que eu quis dizer é que tem um bom gancho, mas não WTF-cadê-o-próximo-volume-na-minha-vida, sabe? :)

      Excluir
  4. Eu ainda não li, mas vi uma resenha em um blog ao qual a blogueira disse que o livro não atingiu sua expectativa, então estou com um pé atrás quanto a lê-lo. Desde que Harry Potter acabou ainda não achei se quer um livro que envolvem bruxos que seja muito bom =/

    http://worldbehindmywall.fanzoom.net

    ResponderExcluir
  5. Oie, td certo?

    Não tem como ler uma resenha sua e não dar uma risadinha, vc escreve de forma muito interessante e engraçada. Enfim, eu estou curiosa por esse livro... não tenho nenhum plano de lê-lo logo, mas gostei da proposta. Possivelmente, não me ligaria da questão histórica no livro - ou seja - vou esperar esquecer da sua resenha hahahaha senão vai me irritar bastante também.

    Beijos!
    http://arrastandoasalpargatas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!