28 de jan de 2014

Sete autores que amo e que odeio por entrarem na minha vida... Ou o que sobrou dela.

Talvez você nunca tenha me encontrado verdadeiramente surtada no twitter (siga @JoanaArgenta e tenha a experiência completa), mas isso foi porque você deu uma sorte danada e tem um timing maravilhoso que nunca bate com o final das minhas leituras breathetaking. Mas não se preocupe: eu decidi trazer esses momentos psicóticos para cá, quando você pode ler sem que vá para o final da página depois de cinco minutos.
Todo mundo tem uma lista de autores que ama, que odeia, que vive vários sentimentos contraditórios ao mesmo tempo e se arrepende toda hora de ter um dia colocado na pilha. É aquele autor que também faria falta se você nunca tivesse conhecido e, independente dos independentes, você terminaria um buraco vazio. A sad one. Então depois de virar uma madrugada praguejando para Suzanne Collins, aquela perversa, resolvi escrever esse post. Não é uma tag, mas você pode fazer no seu blog também, viu? E no mais: me abraça, Santana!
Esse post conterá spoiller de Cante para eu dormir, A culpa é das estrelas, Pandemônio, Clockwork Princess, Relíquias da Morte, Perdão, Leonard Peacock e A Esperança (devidamente clareados). Leia por sua conta e risco.

 Angela Morrison — Cante para eu dormir

Não que eu tenha lido muitos livros da Angela, mas um bastou para tocar e destruir meu coração. Muito antes de A culpa é das estrelas hitar, ela apareceu no mundo com Cante para eu dormir, uma história pra lá de triste e sofredora que de feliz deve ter duas páginas. Desculpa, mas nunca entendi a necessidade de escrever histórias sobre câncer e matar as pessoas chorando. A vida real já não basta? Aparentemente não, e ela precisava fazer a patinho feio ficar bonita e ser desejada só para o amor da sua vida morrer logo em seguida, porquê ninguém doou um pulmão para Derek. NINGUÉM DOOU UM CORAÇÃO PRA VOCÊ TAMBÉM, ANGELA.

John Green — A culpa é das estrelas

João Verde é outro. Repito tudo que disse sobre Angela, com a diferença que não bastava John colocar um personagem com cancer para dar o efeito dramático. NÃO, CAPAZ. Simbora deixar todo mundo doente, com risco de vida, fazer metáforas, humor negro e matar a melhor pessoa dessa obra toda. Pobre menino Gus, aquela coisa linda e inteligente que tirou o chão e recebeu um dos finais mais indignos de todos os tempos. Dá para dizer que ele já se mostrou sem coração por matar Alaska, mas como não era fã de tal personagem, não partiu meu coração tão fortemente quanto ACEDE. Agora que tal aproveitar que está milionário e comprar uma alma? Deve ter no ebay!

Matthew Quick — Perdão, Leonard Peacock

Vou passar a vida falando o quão lindamente perturbador é Perdão, Leonard Peacock e quanta sensibilidade falta em Matthew Quick. Ou ele tem demais e gosta de compartilhar o sentimento de forma dolorosa, vai saber. De qualquer maneira, nenhum outro livro do autor chegará aos pés do dia de suicídio de Leonard, também seu aniversário. Esse é um daqueles casos que prova que o autor não precisa matar seu personagem principal para destruir o leitor. Ser tão solitário e ter tanta carga emocional como o protagonista basta. 

Lauren Oliver — Pandemônio

Eita, criaturinha maléfica. Vamos combinar que, pra começo de conversa, escrever uma trilogia onde amor é uma doença só pode ser aviso que as coisas não vão bem nessa mente. Mas ok, ok, a protagonista ainda tinha algum tempo para se apaixonar antes de perder todos os sentimentos da vida. E *tchararam* isso acontece! Logo depois Alex morre, ela se apaixona por outro que também é um lindo, Alex não estava morto. OLÁ? TEM CHÃO AÍ?  NÃO. NÃO TEM.

J. K. Rowling — Os três últimos livros de Harry Potter e minha carta de Hogwarts que nunca chegou

Eu tenho uma teoria que consiste que J. K. Rowling é trouxa coisa nenhuma e os dementadores sugaram boa parte de suas lembranças felizes, por isso que ela faz essa coisas (e também para se vingar do Ministério da Magia que tirou sua varinha depois dos segredos internos revelados no primeiro livro). Se vamos fazer uma lista de quem essa mulher já matou, ficaremos aqui até amanhã - mas entenda bem, dear Joanne, que deixar Harry, Rony e Hermione vivos não é sinônimo (nem nunca será, miga) que você é uma boa pessoa. A SÉRIE COMEÇA COM TRAGÉDIA! Mas então Harry tinha uma chance de ser feliz, de viver com ~família~: J.K. vai lá e tchau, Sirius. Então depois disso é chacina pura. DOBBY ERA UM ELFO LIVRE, SUA BRUXA. Sem falar em Fred, aquele lindo que deixou George fazendo piadas sozinho. Isso se um dia ele fez piadas de novo.

Cassandra Clare — Todos os livros que essa louca botou no mundo

Mas acredite se quiser, Cassie - por mais sanguinária que seja - não encabeça minha lista. Mas tá quase, óh. Vamos dizer apenas que, apesar de todos os apesares (nem perto de poucos), ela não é uma pessoa ruim. Sim, ela matou Max. Sim, ela fez Jem ter uma doença gravíssima e sem cura na época e torturou e amaldiçoou Will quando tudo que ele fazia era ajudar sua família. Ela escreveu aquele prólogo DESTRUIDOR DE VIDAS para matar Will, a pessoa mais maravilhosa que sua mente perversa já criou. Mas além de tudo, tudo isso ela ainda colocou uns finais felizes aqui e ali. Não por muito tempo, claro, quando ela matará todo mundo em City of Heavenly Fire. Não vou clarear porque não é spoiller conclusivo, mas você acha mesmo que Sebastian (QUE SÓ ESTAVA SE SENTINDO SOZINHO!) vai sobreviver? Meus amigos, nem ele, nem Magnus (o que significa adeus para Malec também). Me diz porquê alguém que teve seus animais de estimação torturados durante a infância escreveria, totalmente de bom grado, um livro inteiro de crônicas sobre um personagem incrível como o Magnífico Feiticeiro do Brooklin? Ela vai matá-lo, logo após contar que ele é irmão emprestado do Seb (se é que você me entende) e esse será o presente de despedida. Eu até daria uma risada maquiavélica, mas quero chorar e isso é feitio de Cassie, não meu.

Suzanne Collins — Precisa?

BRUXA ASQUEROSA, MOLIÉR HORROROSA, SANGUINÁRIA, SÁDICA, CRUEL, LOUCA, DESEQUILIBRADA, FUTURA INSPIRAÇÃO PARA PERSONAGEM DE AMERICAN HORROR STORY, VISIONÁRIA, GENIAL. Suzanne é a pior pessoa do mundo. Ela talvez seja a melhor também, mas nesse momento, estou sofrendo. Sofro todo minuto que lembro que ela torturou o doce menino Peeta, que não merecia nada além de farinha e ovos para fazer muitos pães tão doces quanto ele. Sofro quando lembro que ela matou Finnick, que se tornou garoto de programa na Capital enquanto a amada estava louca no seu distrito. Sofro por Johanna, que não é afetada pelos Gaios Tagarelas já que todo mundo que ama já morreu. Sofro pela Katniss, que só fez sofrer. SÓ NÃO SOFRO PELO GALE, PORQUE EITA CRIATURA INSUPORTÁVEL QUE SE DEU BEM NO FINAL. Esse é seu problema, Suzanne, você foi legal com quem menos mereceu. ELE EXPLODIU PESSOAS, SABE? PESSOAS IMPORTANTES. 

Beijinhos ♥ 

8 comentários:

  1. HUSHUSHUSHUSHSUHS
    EU RI
    Concordo com você sobre a Suzanne e a J.K HUSHSUHS duas criaturas sem alma.
    Não li a parte da Cassie por motivos não ter lido TID HUSHUSHS

    Gabriel - umpapoentrepaginas.blogspot.com.b

    ResponderExcluir
  2. EU ME SINTO EXATAMENTE ASSIM EM RELAÇÃO A MAIORIA DESSES AUTORES. são tudo gente ruim, matando quem a gente ama e destroçando nossos corações. e realmente, O PIOR DE TUDO é o gale ter ficado vivo e de boas enquanto todo mundo se ralou, ELE SE DEU BEM. vou ir pros estados unidos atrás da suzanne e fazer ela ME EXPLICAR PORQUE. ok, agora pra tentar ser menos psycho, adorei o post! kkkk bjss

    http://theblancnoir.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Hahahahaha!
    Compartilhamos dos mesmos sentimentos. J.K. é uma doida, frustrada, que fez todo mundo sofrer junto com ela! E o John Green? Ele matou o personagem que eu mais amava, coitadinho do Gus, matava a Hazel, já que não fui muito com a cara dela, mas o Gus? Porque o Gus?
    Suzanne matou o Finnick, uma morte tão sem graça para um ser tão perfeito! Eu gostava do Gale, eu o entendia, sei bem os sentimentos dele, não sou dessas que odeia o coitado, hahaha, pra mim ele teve um final merecido. E tipo, tudo o que Katniss fez foi para salvar Prim, e no final, do nada, ela explode! Pode uma coisa dessas???
    Os outros eu não li as obras, então não posso comentar :p
    Beijos!

    http://temponaoperdido.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Joana, tudo bem?
    É, meu timing é perfeito, porque nunca vi você surtando lá no twitter haha
    Suzanne Collins com certeza é a rainha das mortes. Acho que ela deve ser coligada lá com Hades ou sei lá.. rs Cassandra Clare e John Green são outros que arrancam meu coração sem ter nenhuma piedade. Deus sabe o quanto sofri quando o Gus morreu e com o epílogo maldito (e lindo) de Princesa Mecânica(não só com o epílogo, a partir de algum cap. aí eu não parei mais de chorar rs). Ainda não terminei de ler HP (shame on me), mas já estou preparando meus feelings.
    Ahaa, outra que adorou brincar com meu coração foi a Jojo Moyes com "Como Eu era antes de Você" rs sem spoilers mas o Will é perfeito(todos são né?).
    Adorei o post ;D

    Beijos,
    salaodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. ****SPOILERS!!!!****

    Ok vamos começar com a tia Jo. Ela matou uma CORUJAAAA!!! Gente, sério, o que raios a coitada da linda coruja branca fez pra ela??? A bonitinha só voava e quando estava na casa dos tios do Potter ela ficava presa. Eu realmente não entendo. Quanto ao Doby, sorry, não gosto dele, nunca gostei. Ele eu entendo porque morreu já que ajudava o garoto cicatriz. Mas agiora, matar o Fred? Decepar a orelha do George??? Qual é o problema dessa loucaaaa???? Pura maldadeeeee!!!! E mais, fazer o meu Snape dar a sua vida assim, de mão beijada pro Lorde???? E mostrar aquela memória linda e extremamente triste do amor que ele sentia pela vaca da Lily!!! Pqp!!! Eu choro sempre que vejo isso.

    Ok, vamos a dona Suzanne que é uma assassina fodida. A Katniss entrou na arena por conta da Prim e a insana da Collins faz o que? Mata. Eu aguentio? Não. Eu choro? Claro. Ainda mais porque li duas vezes o livro - meu preferido e vou ler a terceira em italiano - e como eu fico nisso tudo? Não fico! Lá vou eu chorar pela Prim again. Finnick: o cara foi praticamente usado pelo Snow e a mulher ainda me mata ele. Não é justooooo!!! Eu queria ele vivo, com a Annie e o filhinho dele. Por que a Collins não matou o mala sem alça do Gale? Peeta, o amor da minha vida e o que mais sofreu sendo torturado, sendo injetado com aquele veneno filho da puta e a família dele nunca se importou com ele. Ele não merecia isso!!!! Suzanne má, muito má.

    http://my-secrets-pages.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM, EU TAMBÉM NÃO ACREDITO QUE A J.K MATOU UMA CORUJA mas ok, temos que superar!

      http://theblancnoit.blogspot.com

      Excluir
  6. Carte para eu dormir já cansei de contar quantas vezes eu coloquei no carinho de compras e depois desisti. precilo ler logo!
    não li o que vc deixou em branco pois, ctz!, é spoiler! hahaha
    sério, eu adooooro livros tristes assim, sobre doenças e tudo o mais ;x

    John Green destruiu meu coração! agora estou super curiosa para ver o filme, e não aguento ver o tease sem me emocionar *-*

    Perdão, L.P. eu quero muito ler também, pois todos dizem ser ótimo! e sim, adoro ler sobre este tema... estranha, eu sei. beijos

    não li Pandemônio ainda, mas amei o Delírio *-*
    droga, li a merda do spoiler agora sei que Alex morre. MERDA MERDA MERDA! como fui burra em ler o que estava em branco :@

    ResponderExcluir
  7. Joana, hahaha eu te odeio. #brinks, odeio nada, entro aqui quase todo dia.
    Mas, tipo, eu ja li ACEDE, contudo ainda não tinha lido "Quem é você, Alasca?", e não fazia ideia de que isso acontece. Mancada por spoiller de um livro quando se esta se falando de outro.
    E quanto a Collins, concordo com quase tudo, menos a parte do Gale, acho que ele é um ótimo personagem, ele se tornou um soldado em um momento de guerra, e não acho que ele teve um bom final, pois não acredito que ninguém que vê seu distrito todo ser destruído, perde pessoas que gostava, que conviveu com o medo e o peso da injustiça sobre os ombros durante toda a vida, possa ser feliz por completo, o passado sempre assombra.

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!