27 de jan de 2014

O Lírio Dourado — Richelle Mead

O Lírio Dourado - Bloodlines #2
Autora: Richelle Mead
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765268
Páginas: 414
Nota: 
Anteriores: Laços de sangue
Comprar

Posso afirmar que minha implicância com Richelle Mead deu uma trégua ou ainda é muito cedo? Não, eu ainda não estou animada para terminar Vampire Academy. Não, eu ainda continuo não gostando dos Moroi (exceto por, obviamente, o Adrian). Sim, eu ainda torço todas as manhãs para alguém esfregar a cara da Lissa no asfalto embaixo de um sol de 44ºC, sensação térmica de inferno. Mas, por um tempo - sem prever quanto - eu gosto dessa autora. Nesse momento, eu adoro ela!


O lírio dourado é segundo volume da série Bloodlines, spin off de Academia de Vampiros. Como é de praxe em segundos livros, não existe nenhuma grande reviravolta - mas é aqui que ela consolida sua forma. A história segue o mesmo ritmo: Sydney está envolvida demais com vampiros, mesmo que isso vá contra sua natureza de alquimista. Existem mistérios, perigos e uma possível descoberta cientifica de proporções impares cercando sua vida. E também existe Adrian enchendo a cara para se livrar do espírito e soltando as frases mais maravilhosas das 414 páginas que Richelle escreveu.

Acaba que essa é uma história sobre amadurecimento: tanto na personalidade dos personagens (até Jill estava mais consciente dessa vez) como nas ideias sobre o mundo ao redor. E isso vale para a mente fechada de Sydney, que foi doutrinada de tal forma que amizade com Morois e dampiros seria inaceitável. Foi aí que a história ficou legal de verdade. Nesse livro a protagonista aceitou sua nova realidade e admitiu que sim, ela realmente gosta de onde está, com quem está. Ao mesmo tempo, ela parou de sufocar Jill (que, por sua vez, parou de implorar pra ser sufocada) e conseguiu focar mais em si mesma. Egoísmo, sim, egoísmo! Achei que a autora nem sabia o que era isso...

Mas sem dúvida a melhor parte de Bloodlines fica por conta do romance. Ou de Adrian, o que dá no mesmo. No primeiro livro, a autora enrolou. Nesse aqui, você sente a tensão sexual explodindo cada página virada. Adrian está mais afiado que nunca, sem ficar fazendo mimimi por Rose e Dimitri, focando toda sua energia (que não é muita, convenhamos, mas vale) em dizer as melhores coisas. Adrian é incrível! Até se Sydney continuasse colocando Jill na sua frente, esse ainda seria um livro cinco estrelas por culpa desse personagem. É amor demais, minha gente! Ah, mas vale lembrar que agora Sydney não está sozinha. Em Lírio Dourado ela conhece Brayden, um nerd metódico que cheira a café pra chamar de seu. Seria um par perfeito se não fosse por Adrian, merecedor de toda a felicidade do mundo da Richelle.

Não tenho nem que pensar pra afirmar que esse é o melhor livro que já li da autora. Parece que tudo colaborou para que desse certo, para que os plots tivessem uma linha de pensamento lógica, e a parte cientifica se abraçasse com a mitologia única da autora. Esse é um ótimo livro que ficou livre da maldição do segundo volume, com personagens fortíssimos e cheios de amor. Não, eu não gosto de Vampire Academy - mas Bloodlines é oh, supimpa.
Beijinhos ♥

PS: Sim, eu usei a palavra supimpa, deal with it!

Um comentário:

  1. Joana se você achou o Adrian incrível nesse livro imagina quando vc ler the indigo spell é muito mais Amor haha! Adorei a resenha <3

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!