13 de jan de 2014

Just one song — Stacey Lynn

Just one song #1
Autora: Stacey Lynn
Editora: Independente?
ISBN: B00CB2ITZS
Páginas: 292
Nota: 
Extra: Maratona Literária
Comprar (apenas e-book)

Todo mundo tem uma sinopse favorita no mundo. Não algo que você viu por aí, mas algo que você quer ver - e de forma bem feita. É aquela sinopse que reúne todos seus guilty pleasures numa mesma história, que coloca personagens que você sabe que vai amar em lugares que você sabe que vai amar fazendo coisas que você sabe que vai amar. O pacote inteiro. Pode ser que essa sua sinopse tenha sido encontrada quando J.K.Rowling escreveu sobre uma história de bruxaria em Londres. Pode ser que você ainda espere pelo livro em que ninjas dominam o mundo e transformam a humanidade em tartarugas (?). A minha sinopse era um pra lá de clichê romance entre celebridade-pessoa comum. Pode me julgar, vai, não ligo. Pelo menos EU ENCONTREI!

Just one song é o livro maravilhoso, excelente e excepcional de Stacey Lynn, que conta a história de Nicole, uma fotógrafa de 26 anos que perdeu a vontade de viver após um acidente de carro tirar a vida de seu marido e filho. Não tem um dia que ela não sinta a dor e não sofra. Com o tempo, o luto diminui? Não para Nic. Porém a vida precisa seguir, né? Ela precisa sair de casa e parar de sentir pena de si mesma, de se arriscar pelo menos um segundo antes de voltar para sua toca de autopiedade (que é muito bem justificada e nem um pouco irritante). É então que Nicole resolve sair uma noite com sua melhor amiga, Mia, que a propõe o desafio de flertar com um cara qualquer, num bar, em troca de um par de Manolos. Apenas um detalhe que nenhuma das duas reparou que o estranho em questão era Zack Walters, um rock star dado como um dos solteiros mais cobiçados do mundo.

OK, ESTOU TRANSPIRANDO AMOR POR ESSE LIVRO. Eu não consigo colocar em palavras coerentes tamanha a vontade que eu tenho que toda alma na Terra conheça esse título e faça sair uma versão física para eu poder ler e reler e cheirar durante todos os minutos do dia. É amor demais. É todo amor do mundo. Muito, muito amor. Tá, parei, vamos ao que realmente interessa:

Nicole é uma protagonista com uma carga emocional tremenda. Ela perdeu as duas pessoas que eram mais importantes em sua vida e, de certa forma, perdeu todo seu mundo. Você sente a dor dela, sente que viver se tornou uma tarefa árdua. Então nessa conexão toda com a personagem (que rola desde a primeira linha), você quer que ela seja feliz. E é aí que entra o maravilhoso Zack na parada. Ele não está acostumado com mulheres que flertam em troca de um par de Manolos que não vai sair do seu bolso. Ele não está acostumado com mulheres que chegam nele em bares sem esperar nem sequer um autógrafo. E lá está Nicole, inocentemente ofertando que ele finja que lhe pagou uma bebida. Você percebe onde isso vai dar? Porque Stacey Lynn mirou no meu coração e acertou em cheio!

A autora conseguiu equilibrar muito bem a parte dramática com o romance, conseguiu criar mimimi que não parecesse um mimimi qualquer e irritante. É até bem surpreendente que um livro tão supostamente clichê consiga ser forte e sentimental desse modo. O casal principal sustenta a história com maestria, tem uma química palpável que consegue sair das páginas. Uma troca de palavras e suas pernas derretem. E sem falar que Stacey tem aquela cruel habilidade de parecer prestes a soltar uma bomba a qualquer minuto, sem deixar o coração descansar. Ela já não fez Nicole sofrer horrores logo de cara? O que a impede de repetir a maldade? São 292 páginas que você nem respira (mentira, só umas 40 delas que tiram seu chão e a vontade de continuar lendo). 

Consegue sentir todos os meus sentimentos apaixonados por Just one song? Porque realmente não sei mais por onde posso ir para convencer você a ler logo esse livro. Ele pode ter sido feito exatamente como eu queria, mas garanto que vai conquistar todo mundo que adora um romance. Um bom romance. Um romance tão excelente que dói. Agora preciso reunir espaço no coração para ler o segundo, Just one week, que conta sobre Mia. Acho que não vai ter onde colocar tanto amor depois :/
Beijinhos ♥

3 comentários:

  1. Sei que é clichê, mas qual o problema com clichês? Eu fiquei com muita vontade de ler. Parece bonito e romântico..

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  2. ooooh Jo, você conseguiu! estou desejando ler o livro agora mesmo
    não sei, sinceramente, fiquei sem palavras depois dessa tua resenha. tudo nela me fez ficar curiosa pela leitura, desde o sofrimento pessoal da personagem, até esse romance meio "clichê" dos personagens.
    quero ler. pronto. hahaha

    ResponderExcluir
  3. Hahahaha, seu entusiasmo é contagiante. Quem sabe eu não pegue esse livro na minha próxima viagem ao universo maravilhoso da Amazon!
    BJs

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!