20 de dez de 2013

Por isso a gente acabou por Daniel Handler

Autor: Daniel Handler (pseudônimo para Lemony Snicket)
Editora: Seguinte
ISBN: 9788535920239
Páginas: 368
Nota: 
Comprar

Desde que lançou no Brasil, eu queria Por isso a gente acabou nas minhas mãos. Em termos de clichê e originalidade, essa sinopse era o completo oposto do que estamos acostumados a ler, dos romances de high school que seguem os personagens até encontrarem suas caras metades e ganharem um felizes para sempre no ensino médio. Afinal, quem disse que ficar solteira não pode ser ~ final ~ feliz também?

Por isso a gente acabou é uma carta de 368 páginas que Min escreve antes de largar todos os objetos que guardou durante os meses de namoro na porta da frente do agora-ex-namorado, Ed. Os "souvenirs" do relacionamento, coisas que Ed nem imagina que ela tenha dado importância, todos devolvidos com uma ótima explicação do que levou ao fim do namoro. 

Por ser uma carta, a narrativa não é exatamente linear. Os objetos, devidamente ilustrados na entrada de cada capítulo, representam desde o primeiro contato do casal até acabar, mas nesse meio tempo, Min fica divagando entre os acontecimentos, sobre seus sentimentos, sobre o que está acontecendo no exato momento em que ela está levando a caixa e a carta para ele. E não se engane você achando que isso é chato, pois não é.

Daniel Handler, ou se preferir Lemony Snicket, tem uma narrativa muito gostosa. Não é porque é uma carta que as coisas ficam enroladas e massantes. Min tem umas tiradas bastante irônicas, e, durante a narrativa, o autor faz vários jogos de palavras muito sagazes e inteligentes. A narrativa é tão fluida e divertida que o modo carta não complica em nada, o que é muito, muito surpreendente.

No que se propõe, Por isso a gente acabou é um livro muito bom. Como um YA, é apenas um bom livro. Daniel Handler me conquistou mais do que tudo por sua narrativa, por seus trocadilhos inesperados e pela capacidade de me fazer refletir usando poucas e comuns palavras. Ele frustra um pouco por terminar logo na melhor parte, por faltar a reação de Ed à carta de Min e ao final do namoro. Nada de excepcional, mas se o título está na estante, pode puxar.
Beijinhos ♥ 

16 comentários:

  1. Ownnn me parece muito fofo esse livro, a parte da carta me lembrou muito As vantagens de ser invisível, se for tão bom quanto eu amarei, e finalmente um livro bom em que a personagem principal termina sozinha, me estressa isso de que a felicidade tem que necessariamente ser ao lado de alguém, isso já está fora de moda né. O livro me parece muito bom , e lá vu eu acrescentar mais um a minha lista enorme :)

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha visto falar desse livro. A capa me pareceu similar a de "eu me chamo antonio", não sei porque hahahaha. Eu gostei do enredo da história e parece ser muito boa, vou adicionar o livro na minha lista. E parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  3. Realmente nunca ouvi falar desse livro. Mas parece ser bem legal!
    Gostei da resenha também, parabéns.
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  4. Exatamente por ser a narrativa de uma carta nunca quis ler esse livro. A ideia é boa, diferente, já começa com uma separação, mas sempre imaginei que seria maçante, arrastado, seria simplesmente a leitura de uma carta. Ainda não sei se quero ler, mas sua resenha fez com que eu tivesse um pouco de curiosidade sobre a leitura ;)

    ResponderExcluir
  5. Ao contrário de você, nunca me senti atraída pela história e também não sabia que se tratava de carta. Mesmo sabendo que a narrativa é bacana como você disse e não fica cansativa, acho que não é um livro que eu leria nesse momento, mas quem sabe mais pra frente?

    ResponderExcluir
  6. Tantos anos de paixão por Desventuras em Série fizeram eu me apaixonar pela escrita maluca do Daniel (ou Lemony). Confesso que não fiquei interessada em ler, mas se um dia eu encontrá-lo em uma promoção, vou dar uma chance a essa carta de término de 368 páginas

    ResponderExcluir
  7. quero ler o livro desde que foi lançado também, as ainda não li
    hahaha
    uma coisa que tenho dúvidas e nunca vi ninguém comentar: ele é dividido por capítulos ou não?
    se não tiver capítulos eu não leio :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, cada objeto que Min devolve é um capítulo novo ;)

      Excluir
  8. Joana, tenho esse livro e estava tão desanimada para ler porque achei que seria chato e que comprei só na empolgação, que estava prestes à colocá-lo para troca (sem ler!).
    Mas depois dessa resenha e da frase "se o título está na estante, pode puxar." eu desisti completamente da idéia! Agora estou me roendo de vontade de ler! o/

    ResponderExcluir
  9. Eu li esse livro esse ano e gostei bastante as gravuras foram o que me chamaram a atenção no no inicio de cada capitulo, quis ler desde o lançamento e ganhei logo que lançou. Gostei muito da carta dela achei uma deliciosa ideia.

    ResponderExcluir
  10. To cansada de YA, mas esse parece ser diferente e também me interessou! Foi importante vc dizer que nao fica chata a leitura, pq a impressão que estava tendo é q sim.. uma carta tão grande, sei lá. Mas gostei, provavelmente vou ler!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho muita vontade de ler esse livro será a primeira vez que leio um livro em formato de carta, mas parece uma ótima ideia do autor e também o fato de transformar cada capítulo num objeto a ser devolvido, adorei e fiquei bem curiosa pra saber mais dessa historia de amor! Parabéns pela resenha! :)

    ResponderExcluir
  13. Gostei do tema, mas nao gostei do desenvolvimento.
    Parece estranho e meio que inacabado.

    ResponderExcluir
  14. Um livro em forma de carta, achei interessante, mas acho q não leria esse livro, não faz muito meu estilo!

    ResponderExcluir
  15. Sei lá esse livro não me cativou o suficiente, e o formato de carta não ajuda em nada.

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!