7 de dez de 2013

Brilho por Amy Kathleen Ryan

Sky Chasers #1
Autora: Amy Kathleen Ryan
Editora: Geração Editorial
ISBN: 9788581300733
Páginas: 354
Nota: 
Comprar

Brilho foi um lançamento muito aguardado em 2013, mais por ter sido adiado e adiado do inicio do ano até agora. É um daqueles casos de curiosidade acumulada por meses que faz você pular o título da estante sem pensar duas vezes. Com uma capa linda (a diagramação como um todo é a cara da ryqueza) e uma sinopse inusitada, o primeiro volume da trilogia Sky Chasers mistura vários elementos pops e polêmicos para uma trama original. Nem precisava a citação de Jogos Vorazes na capa para cativar o público.

Numa grande mistura de distopia, sci fi, romance, intriga política e fanatismo religioso, Brilho conta a história de duas naves, Empyrean e New Horizon, que partiram há anos da Terra, hoje dizimada, para encontrar e repovoar a Terra Nova. Nesse meio, conhecemos Waverly e Kieran, o jovem casal de ouro da Empyrean. Eles foram a primeira geração de pessoas nascidas em pleno espaço, criados com a ideia de reproduzir e povoar o novo planeta. Mas mesmo estando no auge da idade reprodutora, Waverly não se sente pronta para ser mãe, ou até mesmo para aceitar o pedido de casamento de Kieran. Entretanto, como se essa decisão não fosse suficientemente problemática, a aproximação com New Horizon (supostamente, anos luz a frente) levanta uma espécie de pânico nos habitantes da nave. Um pânico muito justificável, cá entre nós.

A autora soube criar um enredo que a faz ser original num gênero que já foi explorado até de ponta cabeça nos últimos dois anos. Brilho nos apresenta duas naves espaciais com culturas diferentes partindo de uma ideia que também é nova para nós. Amy escrevendo em terceira pessoa dá a visão de dois adolescentes criados naquele ambiente, Kieran acreditando em tudo, Waverly tentando entender a própria existência. E se não bastasse os dois personagens pensarem de modo diferente quanto a realidade que vivem, ainda precisamos encarar as diferenças das duas naves, apresentadas quando Waverly e as outras meninas são "sequestradas". Você não sabe em quem acreditar, ou ao mesmo se existe um lado certo e errado. 

Brilho não é um livro feito para gregos e troianos. Mexer com religião em livros para jovens (ou livros no geral) é bem complicado. Amy uniu esse plot com política e fez uma crítica tão sutil ao mundo que conhecemos que chega a ser gritante. Eu comprei sua ideia, mas vejo muito bem onde as coisas podem gerar confusão e a polêmica ganhar corpo. É muito ousado o que a autora fez, e rende pano para a manga durante a trilogia inteira. Sem falar que distopias que se passam em universos ~absurdos~ e não parecem tão distantes assim, sempre merecem um olho em cima. Se você não for criar polêmica por tamanha ousadia, claro.

Tem triângulo amoroso porque é trilogia, é jovem adulto, é distopia e o público consome uma garota dividida entre dois garotos mais que café. Só que, infelizmente, é ridículo. Do mesmo jeito que você não sabe deve apostar as fichas na credibilidade de New Horizon ou Empyrean, não consegue decidir se a melhor opção para nossa protagonista pensativa é Kieran ou Seth, um garoto doce e quieto. Se os dois não mudassem de personalidade em situações extremas e fossem os mesmos garotos do inicio do livro, até daria para escolher um team e shippar. Dadas situações do enredo, quero mais é que Waverly fique solteira e rebelde.

Lemos distopias por meses seguidos até o gênero dar uma folga e ser substituído por uma nova febre. Agora, para chegar um livro assim no mercado atual sem ser continuação, o autor precisa suar a camisa e fazer por merecer. Com toda sua audácia e pensamentos inovadores, Amy conquistou leitores para Brilho e deixou muita gente necessitados de uma continuação o mais breve possível. Por mais que a história tenha sido concluída, o gancho para o segundo e terceiro volume é muito bom! Não é a "mais fascinante trilogia desde Jogos Vorazes", mas ainda assim é uma estreia que vale a pena conhecer. Se você encarar de cabeça aberta, obviamente.
Beijinhos ♥

15 comentários:

  1. eu tenho medo de não gostar, a parte que você disse do romance me deixa um pouco apreensiva , porque geralmente é a parte que mais gosto dos livros, mas estou bem curiosa para ler esse livro, será uma das minhas próximas leituras!

    beijos, Lu
    Lendo ao Luar

    ResponderExcluir
  2. Olha, tenho um pé atrás com a Editora Geração. Traduções pobres, com erros excessivos - grafias, tempos verbais e etc - e o título não é algo que chame a atenção... achei muito meigo, bonitinho, e passa uma ideia errada sobre o enredo. Agora, lendo sua resenha, alguns pontos me fizeram mudar de ideia. Tenho ele aqui na pilha de não lidos, então vamos ver se me animo XD

    ResponderExcluir
  3. Olha, fiquei com muita vontade de ler só com o resumo que li semana passada! Mas não me agradou muito de ter triangulo amoroso e se ser trilogia... Já li comparação com jogos vorazes...mas acho que não tem nada a ver pelo que li! enfim... Eu adoro distopias, fantasia, tenho a mente bem aberta para qualquer estória, desde que não seja muito melosa!! parei de adquirir trilogias porque já tenho tantas outras pra ler e tb algumas sagas, hehe... não que eu não goste... O livro tá na minha lista, mas vai ficar por um tempo... a não ser que alguém me dê de presente! dai não me importo, hehehe :)

    ResponderExcluir
  4. não é um gênero que me atrai muito, mas não nego que deve ser bom sim...
    a história parece ser boa, mas acho que a leitura não ia rolar para mim não :S

    ResponderExcluir
  5. Oi, Joana! Fiquei bem dividida entre ler ou não ler. De imediato eu diria que esse não é meu gênero preferido, mas que fiquei curiosa, fiquei sim! E talvez por conta dessa minha curiosidade eu leria o livro, principalmente pela crítica que a autora faz. Gosto disso em livros. ;)

    ResponderExcluir
  6. Quando eu vi a capa pela primeira vez pensei que fosse continuação de Através do Universo. Não sei se vc já assistiu aquele filme Pandora, mas o livro parece uma continuação do filme. Nave-Nova-Terra-povoamento, o filme termina assim... Fiquei curiosa (mentira, quero comprar o livro pela capa!)

    ResponderExcluir
  7. Parece bom, ainda mais por ser uma distopia. *-* Só que o romance, não me chamou muito a atenção. Enfim, fiquei curiosa para saber a abordagem crítica da autora, vai pra lista. ;)

    ResponderExcluir
  8. A capa me conquistou logo de cara!! Sem falar que esse gênero me encantou de mais!!
    Comecei lendo "Feios" do Scott Westerfeld e a partir daí comecei a gostar desse tipo de livro, tanto que minha "listinha" de distopias está enorme.
    Gostei bastante do cenário em que se passa a história, é muito criativo, nunca li nada parecido. Curiosa para saber como funciona esse negócio de nave espacial, como eles ficam "voando"(?) por aí sem rumo? A nave tem combustível?! rsrsrs curiosíssima!!

    ResponderExcluir
  9. nossa a capa ja deixa a gente muito entusiasmada para adquirir o livro...ai que tudo de bom

    ResponderExcluir
  10. A primeira coisa que me atraiu foi a capa, tenho que dizer. Eu sou sou uma apaixonada por distopias mas li algumas de que gostei muito. Brilho tem uma cara de ficção científica, que é outro gênero que leio muito pouco então fico em dúvida de leio ou não. A curiosidade é grande porque acho diferente de tudo que tenho lido e suas observações foram bem pertinentes, então acho que darei uma chance à história.

    ResponderExcluir
  11. Bom, já me cansei de ler livros sobre dizimação da Terra e naves espaciais, mas na maioria das vezes, não inclui tanto romance, e nem é uma distopia, Brilho já ganhou um ponto comigo, a capa é muito linda, outro ponto, o fato de ser trilogia então me conquistou por completo, com certeza eu irei ler assim que conseguir comprá-lo

    ResponderExcluir
  12. Adoro distopias, e eu tenho muita vontade de ler Brilho, adoro o trabalho da autora.

    ResponderExcluir
  13. Meu vale muito a pena ler , comprei porque sou sim um leitor voraz a historia prene vc para saber oque vai acontecer .
    Eu particularmente gostei sim indico esse livro ;

    ResponderExcluir
  14. Bem logo de cara oque me chamou a atenção como ja falarm foi na capa falando algo sobre os jogos vorazes , porque eu sou um leitor voraz kk , mais enfin eu li esse livro e gostei muito me prendeu bastante, eu particularmente indico esse livro .

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!