11 de out de 2013

Perdão, Leonard Peacock por Matthew Quick

Autor: Matthew Quick
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580573954
Páginas: 224
Nota: 
Comprar

Sheila Levine está morta e vivendo em Nova York é um livro em forma de carta de suicídio. Em Todo Dia, A entra no corpo de uma garota que decidiu se matar naquele dia. Awkward começa num momento atrapalhado de Jenna que todos encaram como uma tentativa fracassada de passar dessa para uma melhor. Suicídio pode até ter sido tabu um tempo atrás, mas dados tempos atuais, é até burrice ignorar o assunto. Este é um tema presente, relevante, curioso e preocupante. Mas entre todas as variadas referências que temos do tema, nenhum se destacou tanto quanto Perdão, Leonard Peacock, de Matthew Quick. Lembra quando eu disse que livros com polêmicas jovens deveriam ser obrigatórios no colégio? Pois é, cadê?

Com um senso de humor muito perverso, conhecemos Leonard no dia do seu aniversário de 18 anos. Supostamente esse seria um dia incrível, né? E ele fará tudo o possível para que seja, presenteando as poucas pessoas com que se importa, se vingando com ex-melhor amigo e depois recebendo o melhor presente que poderia ganhar: livrar sua alma desse mundo cruel. Está tudo planejado. Leonard vai matar o ex melhor amigo e depois vai se matar. Simples, fácil, com o mínimo de dor. Ele está simplesmente cansado de sobreviver, não há nada que lhe chame atenção, que lhe dê motivos para respirar. E por isso Leonard Peacock vai se matar. Ninguém vai sentir sua falta. Ele não precisará ser um adulto infeliz. Ele não precisará ser adulto. Sua cota de infelicidade já chegou ao ápice nesses 18 anos. 

Leonard é obviamente perturbado. Ele quer morrer, ele tem certeza que é a melhor coisa que pode fazer pra si mesmo e para o mundo ao redor. Leonard tem argumentos para isso e, mais importante, não tem ninguém para discordar. Nem sua própria mãe lembrou do seu aniversário, o que esperar além disso? O personagem tem uma carga emocional tão grande e pesada, passou por coisas tão fortes e é tão abalado por seu passado, que não tem como não tocar o leitor e esmigalhar seu coração. Estou escrevendo essa resenha com uma vontade imensa de voltar a chorar. Leonard é poucos meses mais velho que eu, e tudo que ele já precisou passar foi um teste de sobrevivência diária. Você pode até começar o livro achando que ele é só mais um adolescente rebelde e incompreendido com inabilidades sociais, mas vai terminar soluçando pelo personagem e vendo que não, não é assim. Nem de longe.

Ter uma narrativa com senso de humor estranho e de gosto duvidoso não é raridade para autores que decidem apostar em temas mais pesados. Contudo, as tiradas de Quick transbordam sarcasmo e bizarrice, são coisas que cada vez comprovam mais que Leonard não está bem e precisa de ajuda. Não tenho certeza se aquilo foram tentativas reais de ser engraçado, ou simplesmente um surto de genialidade pra provar seu ponto e a perturbação do personagem principal, o caso é que o autor soube usar todas as nuances da narrativa pra criar uma personalidade convincente para a trama. E, novamente, chegar no leitor.

Esse é o ponto principal da minha resenha, o motivo que acredito que Perdão, Leonard Peacock deveria ser um livro obrigatório da escola e na vida. As palavras de Quick chegam em quem está lendo, tocam quem está lendo, estraçalham os sentimentos de quem está lendo. É forte, doloroso, incrivelmente real e bem escrito. É sensacional como o autor consegue expor detalhadamente a situação e ainda ter uma sutileza na narrativa, já que Leonard realmente acredita que está fazendo o certo e tenta nos passar isso. Ler esse livro é uma experiência intensa e difícil de explicar. Eu só peço que você leia também. E prepare o coração.
Beijinhos ♥

7 comentários:

  1. Depois de ler a sinopse do livro em um folheto, tive vontade de ler. Mas depois de ler tua resenha, menina, a vontade só aumentou! Quero quero quero!

    ResponderExcluir
  2. Mais uma trama do autor super original pelo jeito.
    Queria ter lido o ultimo livro dele e agora esse lançamento chegou e quero também. Deve ser bom ler os dois um após o outro, ter mais do autor bom.
    Adoro esse senso de humor dele, sarcasmo e coisas bizarras deixam a leitura mais gostosa ainda. Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  3. Conheci o autor pelo gostoso ‘O lado bom da vida’. Realmente ele sabe inserir o leitor na cabeça do personagem a ponto de compreendermos seus pensamentos e sentimentos, por mais loucos ou absurdos que possam parecer. É fácil simpatizar com seus personagens e a narrativa é sempre rica em observações e reflexões.
    Adorei essa nova história, adoro particularmente personagens em crise, rsrs. Quero descobrir como isso vai acabar.

    ResponderExcluir
  4. Joana, acabei de comprar este livro por causa da sua resenha - que esta maravilhosa, by the way. Vou ler assim que eu acabar 1Q84 volume 2.
    Altas expectativas aqui! :)

    ResponderExcluir
  5. Meio macabro esse livro, não?! haha'
    Já conhecia o autor pelo famoso livro 'O Lado Bom da Vida', que por sinal, ainda não tive a oportunidade de ler. Mas 'Perdão Leonard Peacock' parece ser um livro incrível! Vou fazer de tudo para conseguir lê-lo :)

    ResponderExcluir
  6. Olá Joana!! Tudo bem??
    Não conhecia este livro, e já estou encantada com sua historia, achei interessante por ele ter um tema mais "denso" e complexo. Sua resenha está super bem escrita, e nos faz refletir sobre o sofrimento e o sentimento que leva uma pessoa a ter este tipo de pensamento ou pior ainda a atitude. Quero poder conferir em breve este livro =)
    Parabéns pela resenha!!!

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!