18 de out de 2013

Cadê você, Bernadette? por Maria Semple

Autora: Maria Semple
Editora: Companhia das Letras
ISBN: 9788535922936
Páginas: 376
Nota: 
Comprar

Nunca assisti Arrasted Development ou Mad about you, mas sempre dou chance para escritores que tem passagens consideráveis pela televisão (a quem eu quero enganar, sempre dou chance pra escritores!). Maria Semple é uma dessas, que carrega uma legião de fãs por conta dos seriados que já colocou as mãos. Arriscando na literatura, um campo diferente com essência parecida, ela surgiu com Cadê você, Bernadette?, uma história diferente, ousada e divertida. Ah, e claro, com uma capa linda.

Todavia, esse livro não é o mais fácil do mundo em quesito de mergulhar na história. Durante muitas páginas você fica preso no estilo de narrativa estranho e não ortodoxo, é realmente difícil se conectar com as palavras de Semple. Em meio ao jeito comum de contar uma história, estão cartas, bilhetes, emails, reportagens e várias outras coisas que são jogadas sem muita lógica ou explicação prévia. Entre tudo isso, somos apresentados a Bee, de 14 anos. Ela completou o ensino fundamental com as notas mais altas possíveis, e, como presente, escolheu viajar com os pais para a Antártida. Porém, sua mãe, Bernadette, está mais estranha que o normal nos últimos dias e pouco tempo antes de viajar, ela desaparece. O pai de Bee sempre repete que não é culpa dela, contudo, é demais querer encontrar a mãe e saber por quê - e como - ela fugiu?

Cadê você, Bernadette? segue essa ideia, da misteriosa e inexplicável fuga de Bernadette, de suas recentes atitudes estranhas e como isso é visto por conhecidos. Quem narra a história em primeira pessoa é Bee, mas os emails, mensagens, bilhetes trocados e apresentados durante a leitura são de pessoas avulsas e que pouco fazem sentido a princípio. Não é bem assim para a história tomar forma, e até a autora conseguir amarrar todas as inúmeras pontas soltas que deixou desde a primeira linha, foi tempo. Foram várias e várias e várias páginas que você lia sem saber o real significado ou se tinha relevância, apenas acumulando informações para isso tudo constituir um enredo no futuro. Não é ruim, de forma alguma, mas até pegar o ritmo é uma batalha cansativa.

Bernadette é, por assim dizer, exótica. Mesmo que quem nos apresente a história seja a doce Bee, é sua mãe quem dirige tudo. É Bernadette quem dá o ar cômico, quem cria o mistério, quem faz tudo andar e as pessoas soltos do início ganhar ligações. Ela é a liga para a quantidade absurda de personagens secundários (característica clara de alguém que tem carreira na televisão). Sem falar que se não fosse pela personalidade de Bernadette, esse livro não teria nada de especial e único. 

Sem a condução indireta e enigmática da protagonista, esse seria mais uma daquelas histórias que você lê e esquece logo após. Contudo, Cadê você, Bernadette? é uma obra singular e divertida, mas que seria gritantemente melhor se a narrativa fosse linear e lógica desde o inicio, de modo que o leitor não ficasse perdido por tanto tempo. Quem gosta de uma trama bem desenvolvida e com boas amarras, esse pode ser uma boa pedida. O problema é que primeiro precisa aguentar todas as cartas bagunçadas antes de colocar em ordem.
Beijinhos ♥

5 comentários:

  1. Ah gostaria muito de ler esse livro, porém não sei se gostaria da história. Vi uma ou duas resenhas negativas sobre ele com pontos bastante fortes. Mas acho que darei uma chance!

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar muito desse livro e tenho muita curiosidade em ler, porém ainda não tive a chance de ter ele para poder fazer isso :/ Mas quando tiver a oportunidade vou ler com todo certeza! Amei a resenha, e amo o blog, parabéns!

    ResponderExcluir
  3. estou muito curiosa para ler este livro!!! só essa capa já me deixa ultra curiosa, pois o trabalho da editora para fazê-la ficou incrível!!!
    tem algumas coisas que li sobre ele que me incomodam um pouco, mas acho que os pontos positivos prevalecem :P

    ResponderExcluir
  4. Não animei muito pra ler esse livro, não deu vontade. Pelo gênero que é não me chamou atenção, e a pesar de um monte de resenhas boas que vi ainda sinto que não perco nada se ler. É mais leitura passa tempo do que outra coisa pra mim..

    ResponderExcluir
  5. Olá Joana!! Tudo bem??
    Estou bem curiosa para ler esse livro! Já li várias resenhas positivas dele. E esta capa é muito fofa...Adorei, agora tenho mais um livro para minha lista de leituras.
    Beijos =)

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!