4 de out de 2013

A desconstrução de Mara Dyer por Michelle Hodkin

Mara Dyer #1
Autora: Michelle Hodkin
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501098580
Páginas: 378
Nota: 
Comprar

Eu amo, amo livros bizarros. Você sabe: esse estilo que mescla um pouco de terror com sobrenatural e faz você olhar pra trás repetidamente. Eles não são maioria no mercado literário atual, mas sempre que surge um título do estilo, são muito comentados. Foi assim que A desconstrução de Mara Dyer, primeiro volume da trilogia de Michelle Hodkin, foi recebido no Brasil. Na época do lançamento, pipocaram comentários no estilo "fechei o livro-olhei embaixo da cama-apaguei a luz-corri pra baixo das cobertas", então olha lá a expectativa subindo e a vontade de ficar apavorada também. Só que, olha só, a vida - e os livros - nem sempre são como a gente imaginava.

A desconstrução de Mara Dyer começa muito bem: durante uma tábua ouija, o presságio de morte acusa o nome de Mara. Seis meses depois, os amigos que tentaram se comunicar com os espíritos estão mortos. Exceto pela nossa protagonista, que bloqueou todas as lembranças da fatídica noite que levou sua melhor amiga e seu namorado. Assombrada pelas memórias que não tem, ela e sua família mudam para Flórida, numa tentativa de recomeçar a vida como se nada tivesse acontecido. O problema é que Mara está diferente, e as respostas para seus novos pensamentos desordenados e psicóticos parecem estar logo nos momentos que sua mente se recusa a recordar.

Mara Dyer tinha um potencial imenso de ser assustador e tudo aquilo lá em cima, mas não rolou comigo. Eu não fiquei assustada, não verifiquei reflexos estranhos no espelho e, em termos de terror, foi apenas uma história com mortes inexplicadas e um quêsinho de tensão. Por outro lado, a autora resolveu apostar todas as suas fichas no romance. Mara chega na Flórida e logo conhece o lindo, britânico e arrasa-corações Noah, por quem se sente atraída. Ao invés de falar sobre as esquisitices da cabeça da protagonista, Hodkin quis falar sobre seu coração apavorado por estar gostando de um garoto com fama de cafajeste. Não me entenda mal, eu amei o casal e shipei enlouquecidamente, mas fiquei bem decepcionada que não houve um equilíbrio de elementos e acabou sendo só isso ou só aquilo. Dava para ser terror e romance ao mesmo tempo, não?

Porém, como eu disse, por mais que não tenha sido exatamente o que eu queria, o romance foi muito bem vindo. A autora conseguiu colocar uma química palpável entre Mara e Noah, só os diálogos dos dois eram sensacionais. Existe uma veia irônica muito afiada, tiradas sagazes e inteligentes, o que deixou a narrativa ainda mais gostosa e fluida. Claro que isso quebrou toda a pouca tensão que já tinha, e exceto por pouquíssimos momentos, Mara Dyer (o livro, não a personagem) pareceu como um romance jovem adulto com sobrenatural comum.

Eu gostei de A desconstrução de Mara Dyer. Muito. Apenas não entrou no meu hall de favoritos e não chegou nem aos pés de tudo aquilo que a timeline do twitter tinha prometido. É uma história com ar de tensão, mas que desperdiçou todo seu potencial por ser extremamente introdutório. Hodkin passou o tempo todo criando boas tiradas, uma química intensa e perguntas instigantes para nos manter na continuação, mas esqueceu de realmente apavorar com as possibilidades que tinha nas mãos. Eu recomendo se você quiser ler um romance jovem, não uma história macabra.
Beijinhos ♥

5 comentários:

  1. Tô louca pra ler esse livro..achei bem interessante e estou super curiosa pra saber pq Mara não morreu como seus amigos e td esse mistério ^^

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. estava e ainda estou curiosa para ler o livro! mas agora já sei que não devo esperar muito ;)
    ótima resenha.. como sempre hahaha

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela resenha caprichada! Vc simplesmente abordou muito do que eu adoro numa leitura e um algo mais: paranormal, realidade, família, suspense, problemas psicológicos...ultimamente estou adorando dar pulos de susto!
    Com uma personagem principal forte e que envolve o leitor e personagens secundárias que são tão bem construídas realmente não tem como não ser uma leitura interessante. E com o mistério, fica mais delicioso descobrir tudo. Espero estar com minha intuição afiada e caminhar no raciocínio certo....

    ResponderExcluir
  4. Quem não adora um livro bem doido e diferente? Gostei desse, apesar de ter visto resenhas falando de partes clichês e não gostando muito, eu adorei de qualquer forma. É uma ótima ideia e espero que seja bem feito. Se entra pros favoritos aí só lendo pra saber..

    ResponderExcluir
  5. Olá Joana!!
    Esse livro parece ser muito bom, já faz um tempo que eu estou querendo ler ele.E sua resenha somente me animou.Um livro cheio de aventura ,mistério e suspense, com certeza entrou para minha lista de desejados =)

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!