28 de set de 2013

Quotes da quinzena!

Vamos falar sobre quotes? Como boa obcecada por post its, também tenho fixação com seus irmãos menores: as tags. Elas estão sempre comigo, porque quando algo me chama atenção na leitura - seja pelo motivo mais complexo ou o mais bobo - precisa ser marcado para posteridade. Quotes são extremamente pessoais, você já reparou? De certa forma, o que você reconhece como especial durante uma leitura é uma forma de expressão do mundo que você vê. Eu taggeio livros para ajudar a entender a minha própria cabeça, e logo depois guardá-los como um possível futuro argumento. Eles são únicos, somente isso. E então resolvi dividi-los com vocês.

Quotes da quinzena é uma nova coluna do P&G. Eu reparei que na maioria das vezes eu colocava várias tags nos livros, mas não os tinha por perto para citá-las na resenha. Os quotes marcados ficavam apenas ali na estante e talvez mencionados no Essa semana seguinte. Agora eles tem dois posts por mês só para eles! Acho que o nome meio que já entrega o funcionamento da coisa toda, né? Pfvr, digam nos comentários se gostaram da ideia e se devo continuar!
O lance é o seguinte: eu encontrei um cara morto. Eu, o pequeno e adorável menino de nove anos, e minha ainda menor e mais adorável companheira de brincadeiras encontramos um cara com sangue escorrendo da boca, e aquele sangue estava nos pequenos e adoráveis tênis dela quando voltamos de bicicleta para casa. É tudo muito dramático e coisa e tal, mas e daí? Eu não conhecia o cara. Gente que eu não conheço morre o tempo todo. Se eu surtasse toda vez que uma coisa ruim acontece no mundo, ia acabar completamente pirado.
Cidades de Papel - John Green - Página 14
- [...] Sou uma grande adepta do uso aleatório de maiúsculas. As regras de letra maiúscula são muito injustas com as palavras que ficam no meio.
Cidades de Papel - John Green - Página 40
[...] Foi a única coisa ruim que falei que era verdade. Quando você fala coisas ruins das pessoas, nunca deve dizer a verdade, porque depois não pode negar tudo, entende?
Cidades de Papel - John Green - Página 55/56
[...] São tantas pessoas. É tão fácil se esquecer de como o mundo é cheio de pessoas, lotado, e cada uma delas é imaginável e sistematicamente mal interpretada. Acho que esse é um pensamento importante, uma daquelas ideias que o cérebro precisa cozinhas lentamente, na mesma velocidade que as pítons digerem o alimento. [...]
Cidades de Papel - John Green - Página 296
-  O para sempre é composto de agoras - [...] - Emily Dickinson. É sério, tenho lido muito.
Cidades de Papel - John Green - Página 351
- Não, eles não são nada disso! Eles são reais. Ou a maioria deles é. E só porque você interage com pessoas on-line não significa que essas amizades não devam ser valorizadas - Jeane argumentou. - É a droga do século 21.
Os adoráveis - Sarra Manning - Página 108
[...] Eles são hilários. Querem ser rebeldes, mas são obcecados em se encaixar num mesmo rótulo como todo mundo.
O antes e o depois - Jennifer Castle - Página 14
Beijinhos ♥

3 comentários:

  1. adorei a nova coluna!
    amo ver os outros citando quotes que gostaram, porque, claro, isso é uma coisa pessoal, mas acho que ler os quotes que os outros citam, me deixa mais curiosa ainda para ler o livro *---*

    ResponderExcluir
  2. Que fofos esses do tio João Verde! =P
    Adoro esses quotes de livros dele, são tão fofos e inteligente e bobos e perfeitos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Verde, meudeus HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAH

      Excluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!