30 de ago de 2013

A livraria 24 horas do Mr. Penumbra por Robin Sloan

A recessão econômica obriga Clay Jannon, um web-designer desempregado, a aceitar trabalho em uma livraria 24 horas. A livraria do Mr. Penumbra — um homenzinho estranho com cara de gnomo. Tão singular quanto seu proprietário é a livraria onde só um pequeno grupo de clientes aparece. E sempre que aparece é para se enfurnar, junto do proprietário, nos cantos mais obscuros da loja, e apreciar um misterioso conjunto de livros a que Clay Jannon foi proibido de ler. Mas Jannon é curioso…

Autor: Robin Sloan
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630236
Páginas: 288
Nota: 

Já reparou que muitos personagens de livros são leitores assíduos? Principalmente os principais. É bem comum que os autores usarem seu amor pela arte para dar um detalhe a mais em suas histórias, ajudar no pano de fundo. Entretanto, normalmente não passa disso: um pano de fundo, um hobby do protagonista. Ver o universo literário ser muito explorado não é bem assim. Seria como ver um filme sobre um filme, uma música sobre uma música. É, de certa forma, singular e inusitado. Talvez seja esse o atrativo a mais em A livraria 24 horas do Mr. Penumbra: um livro sobre vários livros.

O protagonista é Clay, um web designer recentemente desempregado. Por falta de opção, ele vai trabalhar na estranha Livraria 24 horas do Mr. Penumbra, mesmo sendo daqueles que preferem e-readers e não compreendem porque livros físicos ainda estão em circulação. Inclusive, as pessoas parecem concordar com ele. A livraria é praticamente deserta, exceto por raros clientes, normalmente estranhos, que compram livros mais estranhos ainda. Livros que Clay foi proibido terminantemente de ler, pelo bem do seu emprego. Em tempos de crise, ele não poderia arriscar voltar para a classe dos desempregados, mas ficar a noite inteira sozinho nessa livraria exótica sem abrir um único livro? Er...

Muito falava que A livraria 24 horas do Mr. Penumbra era um misto de fantasia e ficção científica. Preciso discordar. Esse é um romance não-romântico com um alto teor de tecnologia, mas não além disso. A livraria é só um cenário para o autor introduzir uma discussão sobre livros físicos e e-books, criar toda uma história levando em consideração esses dois lados da mesma moeda, até onde a tecnologia se opõe ao livro de papel e as possibilidade dos dois andarem lado a lado. Eu gostei da ideia do autor, achei bastante original a forma como ele inventou tudo e fez mistério, com um quê de sociedade secreta. É bastante curioso, contudo não me prendeu completamento. No final, acabei não comprando a conclusão e todo o conceito do enredo.

Clay é um bom protagonista: sagaz, esperto, curioso... Tudo o que a gente poderia pedir do personagem principal de um livro como esse. Para o que a história pede, ele não deixa a desejar. Mesmo assim, meu personagem favorito foi seu melhor amigo, um nerd que ficou milionário, e mesmo não tendo muito espaço, a dupla tinha os melhor diálogos. E quanto ao romance, Robin não pesou a mão. Existe sim, mas é levíssimo e irrelevante. A personagem com quem Clay se envolve é importante para a história como um todo, mas não pelo romance em si.

Não sei explicar o que exatamente faltou para mim, mas A livraria 24 do Mr. Penumbra é apenas um bom livro. Tem uma ideia legal, bons personagens, mas não me fisgou completamente. Acho que muito vai de ter achado o enredo, como um todo, pouco crível. Robin não me vendeu sua trama e seu desfecho. Imagino que o objetivo do autor tenha sido criar uma reflexão sobre os ditos opostos que falei antes, fazer as pessoas discutir os tais pontos, só que acabei não vendo os prós e contras de uma forma imparcial por parte dele. Não sei, tem algo aí que não funcionou para mim. Porém, como eu disse, não é  um livro ruim. Só também não é ótimo.
Beijinhos ♥

9 comentários:

  1. Engraçado, até uns dias eu não queria ler por nada este livro, mas li algumas resenhas bem positivas e no final estava ficando animada. Agora desanimei bastante novamente.
    Os seus pontos são exatamente o que achei que não fosse gostar no livro e o que me tira a vontade de ler. Não acho que vou conseguir simpatizar tanto e me apegar a história, até porque não parece ser este o objetivo.
    Realmente a premissa é bem interessante a aparentemente é inteligente à sua maneira.
    Por enquanto vou continuar na dúvida, e se tiver a oportunidade de ler, assim o farei. Aí poderei tirar minhas próprias conclusões.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li esse livro, ele está na minha estante esperando a lista infinita de livros a serem lidos. Ainda não sei quando vou ler, fiquei um pouco com receio depois da sua resenha, espero conseguir ler esse ano ainda hehehe

    Beijos
    Ká Guimarães

    ResponderExcluir
  3. Adoro quando o personagem gosta de ler, fica mais...real? Sei lá, gosto de ver assim pois me sinto mais ligada a eles. Esse livro foi um que adorei pela ideia de leitura e mistérios, tecnologia e tudo mais. Pareceu ser bom. Quero ler também.

    ResponderExcluir
  4. Ironicamente sua resenha me deixou com vontade de ler o livro só por essa discussão puxada por ele. Eu sou uma ativa militante do livro escrito, embora venha deixando os materiais digitais ganhar espaço em minha vida, não consigo me ver sem o papel... Enfim, seu comentário franco e racional sobre o livro me deixou com vontade de embarcar nele.

    ResponderExcluir
  5. Estou louca para ler esse livro! Um dos motivo pelos quais eu me interessei por ele é exatamente o que você escreveu Joana "um livro falando sobre livros". Adorei a resenha. Pararabéns!

    ResponderExcluir
  6. Bela resenha, destacando pontos relevantes do livro, nos dando uma boa ideia sobre a história, despertando o interesse do leitor.

    ResponderExcluir
  7. História interessante e bem curiosa, gostaria de ler o livro.

    ResponderExcluir
  8. Pelas resenhas que li sobre esse livro acho que deve ser uma leitura interessante, mas todos comentaram que esperavam mais do livro, pelo titulo e pela capa maravilhosas eu acho, e pelo tema em si de sobre a livraria acho que todos esperam mto desse livro, mesmo acho tenho vontade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  9. O que me chamou a atenção nesse livro foi o título. Achei bem curioso. Quando vi a sinopse, gostei de cara. Uma pena que o enredo não funcionou tanto pra você. Pelo menos ele não te desagradou completamente. Pretendo lê-lo em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!