5 de jul de 2013

Sonhos por Alyson Noel

The Soul Seekers #1
Daire Santos é uma adolescente de 16 anos, filha de uma maquiadora de Hollywood, que namora estrelas de cinema e viaja com a mãe por todo o mundo. Até que coisas estranhas começam a acontecer com ela: visões com corvos e pessoas brilhantes, o tempo que para de andar, sonhos com um belo menino de olhos azuis-gelo.
Os médicos acham que se trata de um caso psiquiátrico. Sua avó, curandeira respeitada na pequena cidade de Encantamento, Novo México, afirma que pode curá-la com suas ervas e poções. Sem alternativa, Daire vai para uma cidade perdida no meio do nada, longe da mãe, e com a avó que até então não conhecia. 
O que parecia ser o fim, no entanto, revela-se o início de uma grande aventura: guiada pela avó, Daire descobre ser uma Buscadora de Almas, descendente de uma linhagem poderosa que, através dos tempos, vem garantindo o equilíbrio entre o bem e o mal tanto no nosso mundo quanto em outros mundos e outras dimensões.

Autora: Alyson Noel
Editora: Leya
ISBN: 9788580445756
Páginas: 320
Nota: 
Comprar

Não é de hoje que Alyson Noel tem má fama. A autora é um doce de pessoa, super querida com os fãs, mas seus livros sempre deixam a desejar. Claro que tem um público fiel e muitos admiradores (caso contrário ela não teria mais de dez livros lançados só no Brasil), mas, para mim, nenhum de seus títulos e séries foi uma experiência muito agradável, algo que possa chamar de boa leitura. Sonhos, primeiro livro da série The Soul Seekers, definitivamente não foi.

O enredo principal é o mais clichê possível: Daire é uma adolescente de 16 anos até então comum, que vive viajando pelo mundo com sua mãe, uma maquiadora de Hollywood. Porém ela costuma ter sonhos estranhos e perturbadores com um garoto e um corvo, mas conseguia lidar com isso até ter um verdadeiro ataque psicótico com um ator famoso, fato que estampou capas de revistas pelo mundo inteiro. Como uma última medida, sua mãe a manda viver com a avó, Paloma, uma hippie bizarra que nunca conheceu e mora na cidade onde o Diabo perdeu as botas. E também é lá que Daire encontra o garoto dos seus sonhos (literalmente) - assim como seu irmão gêmeo do mal.

Sonhos desafiou todo o meu bom senso. Não apenas por ser um livro clichê, já que as vezes nem me importo com isso, mas com o grau de previsibilidade que beirava o ridículo. Se eu ganhasse um real por cada ação que adivinhei que aconteceria tendo dez páginas de antecedência, essa hora eu estaria na Europa. Não existe uma situação batida que Alyson não tenha colocado no caminho de Daire: sonhar com o amor da sua vida sem conhecê-lo, o mesmo ter um irmão gêmeo maligno, que a pessoa que mais a entenda no mundo seja a avó que nunca teve contato... Em alguns momentos tudo se torna realmente forçado, e até mesmo os diálogos eram previsíveis.

Acima de tudo, Daire não me convenceu como protagonista, muito menos heroína. Ela é chata, enjoada, banca a independente enquanto eu estava até surpresa por vê-la conseguir amarrar o cadarço sozinha, além de que passa mais tempo reclamando do que fazendo algo útil. Rebelde sem causa não é o tipo de personalidade que eu compre, e para um livro que não estava sendo bem conduzido, foi uma característica fatal. Os irmãos também são bem chatos: ler sobre Dace (o bom) e Cade (o ruim) foi como pegar uma lista de palavras antônimas, do tipo que que recebemos na primeira série. Além dos olhos azul-gelo que tanto mexem com Daire, eles não tem absolutamente nada em comum. Isso me cansou, ficou fraco, e é outro item para a enorme lista de coisas que me incomodaram no livro.

Eu adoro um trabalho gráfico bem feito e, nesse quesito, a editora não deixou a desejar. Arrisco dizer que é a única coisa realmente boa em Sonhos. O resto foi complicado. Não gostei dos personagens, do enredo, da mitologia, achei a narrativa arrastada e bastante óbvia. Em outras palavras: não sei como consegui chegar até o final, mesmo sendo pouco mais de 300 páginas. Legítimo não compre um livro pela capa. Não recomendo, infelizmente.
Beijinhos ♥

6 comentários:

  1. já li vários livros da autora, e também não consegui me interessar e gostar de nenhum :(
    irmão gêmeo?
    bom saber que o livro não é tão bom! apesar de achar a capa bonitinha, e a sinopse até um pouco interessante, admito que não estava muito interessada nele mesmo...
    quem sabe se um dia cair de caraquedas nas minhas mãos eu leia :P

    ResponderExcluir
  2. Você disse tudo. Como pode um livro ser tão fraco e sem nexo? Realmente, é uma marca da querida Alyson Noel. Tenho muito carinho por ela, não sei pq, mas seus livros são realmente cansativos e inúteis. Fiz a coleção de OS Imortais e foi só decepção. Sabendo disso, arrisquei Sonhos e não deu outra. O livro é bem ruim, e o pior, a ideia é muito boa, mas totalmente mal desenvolvida. Tanto mistério e falsas descobertas para nada. Uma pena. Sua continuação é a típica whatever :(

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu não estava nada animada com este livro, mas sinceramente, agora não tenho um pingo de vontade de ler. Normalmente um clichezinho não incomoda, mas uma trama inteira baseada neles é insustentável. A personagem principal não parece interessante mesmo. Eu passo (longe! rsrs).
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu só li Para Sempre e não consegui continuar a série, então tenho certo receio com a autora!
    Até tenho vontade de ler o livro, mas falta paciência!!

    ResponderExcluir
  5. Lá vou eu deixando o meu cada vez mais de lado...Já vi umas resenhas dele ultimamente e nem deu vontade de ler. Ela parece sempre ficar deixando a desejar nos livros, vi montes de resenhas dizendo isso :S
    Espero que quando eu ler ao menos goste um pouquinho...

    ResponderExcluir
  6. Um dos motivos que me fez ler a resenha desse livro é porque eu encontrei ele por 12,00 num sebo hoje. Fiquei com certa curiosidade de ler, acho a capa bonita, mas tenho meus receios. Já li alguns dos livros da série Os imortais, mas para mim, decaiu um pouco ao longo dos livros. Tipo, é clichê, mas eu esperava um toque original, o que acabei não encontrando. Estou indo para o quinto livro, e o quarto terminou de maneira imprevisível e com várias pontas soltas para o próximo. Eu estou curioso! :)

    Beijos
    Lucas

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!