11 de jun de 2013

Simplesmente Ana por Marina Carvalho

Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

Autora: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581631554
Páginas: 304
Nota: 

Atire o primeiro sapato quem nunca quis ser princesa. Ah, pfvr, era o sonho da minha vida até não muito tempo atrás. Acho que realeza é uma dessas carreiras que quase todo mundo quer seguir pelo menos uma vez na vida (como ser astronauta e dançarina de balé). Existe um encanto especial, essa aura de conto de fadas, algo que seduz e nos puxa para essas histórias. Por isso que eu corri para ler Simplesmente Ana assim que chegou, já que o livro é tinha muito o jeitinho do que eu adoro. Mas, nesses casos, o primeiro passo é sempre admitir: eu tinha expectativas altas demais.

A protagonista é Ana, uma garota comum que mora em Belo Horizonte, estuda direito e tem um romance sem futuro com Arthur. Entretanto, as coisas começam a fugir do seu controle quando recebe uma mensagem no facebook de um homem que diz ser seu pai, alguém que nunca conheceu. Detalhe: ele é um rei. De um minuto para o outro, Ana decide trancar a faculdade e passar um semestre com o pai na Krósvia, seu país. Lá ela conhece um mundo novo e cheio de possibilidades, com um cartão de crédito ilimitado e Alex, o muito gato e superior enteado de seu pai.

Simplesmente Ana é previsível em todos os sentidos possíveis. E, você sabe, eu sou clichê, não me importo que a história seja batida e que conheça o final desde a primeira página, desde que os personagens façam tudo valer. O problema é que a protagonista não me convenceu em momento algum, e por consequência, nem a história. Primeira coisa: ambientalização. Ana está num país diferente do outro lado do mundo, onde ninguém fala português e inglês nem é a primeira língua. Mas tudo bem, porque ela deve ter feito um curso de inglês maravilhoso, assim como quase todos os krosvianos. Pode ser coisa minha, mas acho a linguagem  bastante significante em alguns momentos, e eu demorava para me ligar que quando ela falava em português perto do pai ou de Alex, os mesmos não entendiam. É confuso, gente! Sem falar de que tem muitos "abrasileirados" (?) no enredo - e, não, não estou falando sobre pão de queijo, brigadeiro e churrasco sendo inseridos no dia a dia da Krósvia. Ok, é um país fictício, mas ainda assim.

Mas voltando aos personagens: achei Ana bastante superficial. Não estou falando sobre se descobrir princesa e atravessar o oceano na mesma hora - eu faria a mesma coisa, afinal. A autora se preocupou demais em descrever roupas, a beleza de Alex, mais roupas, mais como Alex é lindo, e gzus, mais roupas. Ana se jogava no que chama de orgias consumistas, e voltava para o castelo para jogar palavras atravessadas para Alex e pensar no quão bonito, maravilhoso e gostoso ele era. Ok, o cara é um deus, bom para você, mas precisa repetir isso em todo parágrafo? E, cá entre nós, Alex é muito de lua - muda de humor como Ana muda de roupa. Não consegui gostar dele. Nem dela. Não shippei.

Você achou parecido com Diários da Princesa, da Meg Cabot? Eu também! Simplesmente Ana pode não ter a sinopse mais inovadora do mundo - longe disso -, mas tinha muito potencial para conquistar o leitor com todo o encanto que só um conto de fadas moderninho pode ter. Não curti os personagens, não comprei o cenário... Para mim, não rolou. Acho que não tenho sorte com livros de princesa, devo ter lido demais alguns anos atrás. 
Beijinhos ♥

15 comentários:

  1. ah, meu sonho ainda é ser princesa tá? um dia um rei vai descobrir que sou, na verdade filha dele... dá licença tá?
    aaaah, eu adoro essas histórias clichês, e como adorei os livros da Meg, estou super curiosa para ler este já que desde a primeira vez que eu li a sinopse dele percebi o quanto são parecidos!
    ah gente, e essa capa é linda, por favor! quero agora mesmo ;~~

    ResponderExcluir
  2. Ah que pena que você não gostou, eu vi tantas resenhas positivas sobre esse livro que estava querendo lê-lo.
    Mas, eu estava com um pé atrás, tanto que nem solicitei, deixei para decidir depois se leria ou não.
    Adoro as suas resenhas, são bem explicadas, sinceras e cheia de argumentos.

    Beijos
    Livros e blablablá

    ResponderExcluir
  3. Eu to muito afim desse livro!!!
    Apesar de ser cliche, eu quero ler esse livro.... Também sonhava em ser princesa!!!
    Eu gosto muito dos cliches, então desde o lançamento quero esse livro! Apesar dos personagens parecerem fracos, ainda desejo ler a história!
    A capa é linda!

    ResponderExcluir
  4. Estou super afim deste livro, tem toda uma propagando e tals, apesar que vi que vc n gostou do livro, ainda sim vou arriscar. auhuhu Mas parabéns pela sua resenha!!

    ResponderExcluir
  5. Achei bem interessante a sinopse dele quando vi a primeira vez não sei se foi só eu mas achei mt "O Diário da Princesa" sou completamente apaixonada por essa capa..já faz um tempinho que comprei mas ainda não li..espero ler em breve...

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ai, essa desanimou um pouco. Achei ele tão legal....Sei lá né, isso é opinião, só lendo pra saber o que acharia. Ainda penso ser bom, gostei da história e gosto de temas assim. Pra mim parece que foi bem feito...

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente Ana tinha tudo para ser uma história bacana. A capa é bonita, a sinopse é interessante, apesar de lembrar demais Diário de uma Princesa. Pena que você não gostou. Ainda não sei se vou dar uma chance a ele, vou pensar ainda se vale a pena...

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu também li o livro com muitas expectativas e acabei me decepcionando, não consegui simpatizar com os personagens e senti uma certa forçação de barra em alguns momentos.
    Mas mesmo assim achei que a autora escreve bem e a capa é linda!
    é muito bacana ver a literatura nacional ganhando espaço.

    parabéns pela sua sinceridade e beijos.

    ResponderExcluir
  9. Eu também li o livro com muitas expectativas e acabei me decepcionando, não consegui simpatizar com os personagens e senti uma certa forçação de barra em alguns momentos.
    Mas mesmo assim achei que a autora escreve bem e a capa é linda!
    é muito bacana ver a literatura nacional ganhando espaço.

    parabéns pela sua sinceridade e beijos.

    ResponderExcluir
  10. Caramba, exatamente o que eu pensei quando li a sinopse do livro: é uma versão alternativa de O Diário da princesa. Muito parecido em todos os sentidos.
    Concordo que clichê nem sempre estraga a história, mas quando não há elementos novos, fica meio complicado.
    Sinceramente, não tenho vontade de ler o livro.
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Curti muito a sinceridade da sua resenha! E olha que você tinha expectativas, eu quando vi a sinopse de cara pensei em O Diário da Princesa (um mix dos dois filmes claro) e já fiquei com pé atrás... mas com essa capa bonitinha estava pensando em dar uma chance.
    Nem os personagens nem a ambientação ser boa acho que não vai dar pra mim... ainda mais essa versão abrasileirada...
    Já essas repetições excessivas, faltou foi um bom editor pra autora!!! Não adianta querer investir em livros nacionais e não dar o suporte por autor (os sucessos lá de fora já vem prontinhos, é só traduzir)...

    ResponderExcluir
  12. Acabei me decepcionando um pouco com a história, mais gostei da escrita da autora e achei bacana iniciativa da Novo conceito valorizar os autores nacionais.
    E parabéns pela sua sinceridade Joana, suas resenhas são ótimas e o blog tá demais! beijos

    ResponderExcluir
  13. Me decepcionei um pouco com o desenvolvimento da história, mas achei a escrita da autora muito boa, acho bacana a Novo conceito estar investindo na literatura nacional, pois temos muitos talentos aqui nosso Brasil.
    E Parabéns Joana pela sua sinceridade, suas resenhas são ótimas e o blog está demais! beijos.

    ResponderExcluir
  14. Vi tanto uma galera falando super bem sobre o livro, que me surpreendeu suas duas estrelas. Quando fui pra resenha então, desisti do livro. Quem sabe mais pra frente.

    ResponderExcluir
  15. Uma pena você não ter gostado tanto assim! :/ Estou com grandes expectativas e espero não me decepcionar. O que mais me chamou a atenção foi justamente o fato de ser um conto de fadas na modernidade, tipo O diário da princesa. Acho que por isso fiquei tão interessada em Simplesmente Ana.

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!