10 de jun de 2013

Cinco filmes: Adaptações literárias dos últimos tempos!

2013 é o ano das adaptações literárias, não? Parece que todo mês algum livro da sua estante pula direto para as telas do cinema (ou para um torrent ilegal, cof cof), e junto vem acompanhado de mais notícias, mais trailers, mais elencos e surtos na timeline do twitter (aparece por lá: @GirliePoderosa). Desde que Harry Potter e Crepúsculo chegaram ao fim, as produtoras americanas estão na busca do grande substituto, da saga YA que vai arrecadar bilhões e criar filas intermináveis no cinema no dia de pré-estreia (cof cof Jogos Vorazes, *HIGH FIVE*). E depois de quase meio ano, está na hora de listar as cinco maiores estreias literárias de 2013 e comentar. Vem comigo!
♥ 01/fev: O lado bom da vida (resenha)
Das adaptações, sem dúvidas, a melhor! O lado bom da vida, com Bradley Cooper e Jen Lawrence, é tão bom e maravilhoso que chega a contrastar com os próximos filmes citados. A história de Pat em sua tentativa em reconquistar a ex-mulher depois de ser liberado de uma instituição do estado foi muito bem apresentada, e todas as mudanças do roteiro conseguiram deixar o enredo ainda mais maravilhoso. Conseguiu misturar comédia e drama muito bem, conseguiu nos deixar curiosos com o que Pat tinha feito para parar na instituição (até eu que já tinha lido o livro, estava morta esperando a cena), e conseguiu deixar Jen ainda mais diva na vida. Não é a toa que o filme foi indicado para o Oscar em várias categorias - e ela saiu como melhor atriz. Pfvr, o "encontro" de Tiffany e Pat é a ~melhor~cena~ever~.
♥ 08/fev: Meu namorado é um zumbi
Ainda não li Sangue quente, mas como criatura-terráquea-apaixonada-por-zumbis, me acho no direito de julgar e dizer que: Meldels, o péssimo título ainda é melhor que o filme. A caracterização do cenário pós apocalíptico foi muito bem feita, mas o modo que os mortos vivos aparecem é muito, muito sem pé nem cabeça (RÁ! Beijos pro meu trocadilho). Ok, quer fazer um zumbi se apaixonar? Estamos de boa, vivemos na era em que vampiros são controlados e bruxas obedecem regras. Mas zumbis que pensam? Que falam? Que preferem discos à MP3 porque o som é mais vivo? Dai-me paciência, hein. Meu namorado é um zumbi ainda tem um quê de Romeu e Julieta (e não só por "R and Julie"), e a cena mais Crepúsculo de TODOS OS TEMPOS. Foram várias investidas para conseguir chegar no final, e só dá pra aguentar porque Nicholas Hoult é gato (e não parece um zumbi, convenhamos) e a cena ligeiramente engraçada em que R ensina como Julie pode fingir ser um zumbi para se disfarçar (foto). É incabível, mas né, foi meiga.
♥ 01/mar: Dezesseis luas (resenha)
Eu odiei Dezesseis luas desde o momento que vi o elenco. Saiu trailer, foto promocional, entrevista com direito aos bastidores: nada fez BC me descer. E não é que o filme foi um fracasso de bilheteria? Parece que até hoje ele não pagou 1/3 do seu custo. E, por esse motivo, vamos culpar Alden Ehrenreich e Alice Englert, vulgo Ethan e Lena. A história é mais um clichê sobrenatural com uma boa mitologia por trás, mas muito mal introduzida. Considerando que a expectativa da produtora era um sucesso imediato, muito da história foi guardada para ser contada aos poucos, parcelada. Só que, né, dificilmente vai existir um Dezessete luas. Nunca tirei o crédito da história: maldição, romance, bruxaria... Já o roteiro? BLERGH. As situações ficaram forçadas, os protagonistas tem zero carisma (e idade para estar se aposentando, não no ensino médio), e até Link, meu personagem favorito nos livros, ficou sem graça. Blablabla religioso exagerado, efeitos estranhos, cena final aloka e já falei sobre o pior cast de filme adolescente? Salvo apenas por Emmy Rossum diva ♥
♥ 29/mar: A hospedeira
Faz tanto tempo que li A hospedeira que nem lembrava direito da história, apenas que tinha gostado (com algumas ressalvas, claro). Mesmo dominando as nossas estantes, a ficção científica com cara de distopia está recém entrando no cinema, e é difícil de fazer comparações ou previsões quando o único outro exemplo   é justamente Jogos Vorazes, que parte para um lado completamente diferente da força. Os efeitos de inicio foram fraquíssimos, mas a ambientalização futurística foi bem feita e a fotografia não deixou à desejar. O roteiro foi bastante fiel ao que lembro, mas isso não é algo exatamente bom - já que, em alguns casos, a gente não se importa com mudanças (não suporto a incapacidade de Stephenie Meyer de lidar com triângulos amorosos e sempre dividir suas protagonistas em duas pessoas). A hospedeira exagerou na trilha sonora para criar um drama que não existe, exagerou na beleza de Max Irons e Jake Abel para compensar a falta da expressão facial realmente sedutora, e exagerou na duração para milhares de cenas paradas e clímax de dois segundos. Boatos de continuação... Será?
♥ 19/abr: Um porto seguro (resenha)
Nicholas Sparks, ele não para. Um porto seguro é sua mais recente adaptação no cinema, já que você sabe: um livro por mês, um filme por ano. O que faz de Um porto seguro um dos melhores filmes dele? (os outros serem ruins) JOSH DUHAMEL! Considerando que o diretor é o mesmo de Querido John, esse é um grande filme. A fotografia foi muito boa, o roteiro ficou bastante fiel e existe uma grande curiosidade para descobrir o grande segredo de Katie. Meu único problema ainda é a personagem da Jo, acho tão piores-clichês-do-Sparks. O cast é muito bom (repito: JOSH, SEU LINDO ♥), e isso vale todo o filme. Quer dizer: Querido John também tem um ótimo elenco, já o filme...
Beijinhos ♥

14 comentários:

  1. Só assisti Dezesseis Luas, e li O lado bom da vida, que ambos são ótimos... Curti bastante o filme de BC, apesar de não ter gostado muito do final. A Hospedeira estou bem curioso para assistir, mas queria reler o livro antes... Sangue Quente tenho certa curiosidade, mas convenhamos, odiei o título do filme: achei tão feio que até perco a vontade de ver o filme...

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. O único q estou querendo muito, muito ver é Dezasseis Luas!!!!!
    O Lado bom da Vida e A Hospedeira eu tenho curiosidade mas bem tanto!
    Outra adaptação q eu quero muito ver é Percy Jackson e Em Chamas.

    ResponderExcluir
  3. Oi, não assisti nenhum destes filmes ainda.
    Apesar de não ter lido os livros, fiquei interessada em ver "O lado bom da vida" e "Dezesseis luas". Fiquei triste por não ter ido ver o primeiro, e feliz por ter esquecido do segundo, pois até os fãs falaram mal. haha
    Não gosto de zumbis, mas até cogitei dar uma olhada pela atriz, pois gosto dela em "O aprendiz de feiticeiro".

    Gostei muito de ver sua opinião sobre cada filme. Ajuda bastante, pois não sou muito fã da 7ª arte. =)

    ResponderExcluir
  4. Oi, adorei ler sua opinião sobre os filmes.
    Quero muito ver "O lado bom da vida", o enredo chamou atenção e os atores parecem ter mesmo uma boa química.
    Não gosto de zumbis, mas até pensei em ver "Meu namorado é um zumbi" por conta da Theresa, gostei da atuação dela em "O aprendiz de feiticeiro", mas realmente esses zumbis são espertos demais.
    Quase fui ao cinema ver "Dezesseis luas", sorte a minha não ter feito isso, ia me arrepender até o fim.

    ResponderExcluir
  5. gostei muito de O Lado bom da Vida, mas acabei nem lendo o livro ;$
    não li também Sangue Quente e também odiei a adaptação de Meu namorado é um zumbi, que só o nome me dá nojo --'
    gostei de Dezesseis luas, apesar de também não ter assistido o filme. gostei também da atuação dos personagens principais, só achei que pecaram no fato de na história eles serem jovens e aparentemente serem mais velhos, mas tudo bem!
    também li A Hospedeira muito tempo atras, e mesmo não me lembrando direito da história ODIEI o longa!
    gosto dos filmes do Nicholas apenas pelo fato de serem clichês e super fofos! haha

    ResponderExcluir
  6. Dentre esses não assisti "Porto Seguro" (quero ler o livro antes) e "Dezesseis Luas" (achei o trailer muito fraquinho, não me deu vontade nenhuma de assistir)!

    Sobre "A Hospedeira", achei que o filme foi muito rápido, não deu para se aprofundar no conflito interno entre Mel e Peg (parece que as duas resolveram ficar amigas do nada, não depois de muuuuuito tempo), nem da relação de Peg e Ian (também ficou muito superficial), mas de resto, gostei da adaptação!

    Já em relação ao "Lado Bom da Vida" e "Sangue Quente", não li os livros, mas gostei bastante dos filmes! Só o nome adaptado que eu não gostei: se eu não soubesse o nome verdadeiro, nunca teria vontade de assistir um filme "Meu Namorado é um Zumbi"!

    Own Mine

    ResponderExcluir
  7. Gostei da seleção. Destes filmes, só vi Meu namorado é um zumbi e realmente é fraco, porém engraçacinho! rs
    Estou doida para ver O lado bom da vida, mas me recuso até ler o livro! Parece que perde o encanto quando feito na ordem inversa.
    Um Porto Seguro segue na mesma linha, quero ler o livro primeiro (porque tenho CERTEZA de que é muito melhor). Concordo que os filmes baseados em livros do Nicholas geralmente são um fiasco. Sempre acabo não gostando.
    Já os outros filmes, não sei se veria, mas com certeza não tenho interesse em ler as obras originais.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Fora A hospedeira vi todos e amei! Ficaram bem legais! Não li O lado bom da vida, mas o filme deu vontade de ler. Dezesseis Luas foi só amor, apesar de não achar tanta graça nos livros, só gostei dos finais...mas o filme foi muito bem feito e com certeza é só amor! E esse garoto tinha um jeito tão...retardado xD...E isso foi fofo, porque passou bem o jeito do personagem pra mim! O do Sparks foi esperado, deu o clima do livro...
    O de Sangue Quente é que foi mega fofo! Adorei! Tirando o título do filme, odiei isso...mas o filme mesmo ficou mega bom!

    ResponderExcluir
  9. Oie! Assisti O Lado bom da vida, A hospedeira e Um porto seguro. Curti muuito esse ultimo, e O lado bom da vida tambem (embora nao tenha lido o livro pra poder comparar). Já A hospedeira, acho que nao souberam retratar muito bem as relações,e fizeram cortes desnecessarios. Tanto a amizade da Mel com a Peg quanto o romance desta com o Ian pareceram acontecer da noite pro dia, e cadê a namoradinha do Kyle? Não curti. Meu namorado é um zumbi não tenho curiosidade de ver, não curti nem um pouco o livro entao.... Já Dezesseis luas quero muito ver e ler o livro tambem, mas quero ler antes de ver o filme.

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. eu assisti Dezesseis luas e apesar de não ter lido o livro achei meio chato... Na verdade foram os feitos especiais que estragaram.. deviam ter sido mais reais!

    http://anatomiadoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Esperava beeeeeeeeem mais de A Hospedeira, que alias foi uma leitura muito agradável para mim. As duas horinhas de Jake Abel compensou meus 5 reais mal gastos. Só ele me agradou no filme. O filme marromenos foi Um Porto Seguro. Ja vi melhores mas já vi piores também. E o amoooooooooooorrrrrr é O Lado Bom da Vida. Por incrível que pareça eu não chorei (!!!!!!!!!!!!!!!!!!) com o filme, mas me afoguei em lágrimas com o livro. Tem cura isso?

    ResponderExcluir
  13. Agora que li O lado bom da vida quero muito ver o filme! E também fiquei bem curiosa para ver Dezesseis Luas, apesar de ainda não ter lido o livro.

    ResponderExcluir
  14. Eu não gostei da adaptação de O lado bom da Vida, para mim o que salvou o filme foi a atuação desses dois atores incriveis ;p

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!