25 de mai de 2013

No limite da atração por Katie McGarry

Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma “esquisita” cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal.
Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada. Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. No limite da atração é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar.

Autora: Katie McGarry
Editora: Verus
ISBN: 9788576862161
Páginas: 364
Nota: 

Não posso dizer que eu seja uma pessoa difícil de agradar, literariamente falando. Claro que eu encontro muitos motivos para criar complicações (caso contrário, você veria apenas resenhas cinco estrelas por aqui), mas quando gosto do livro, apenas gosto - sem implicâncias, sem enxergar pequenos problemas, relevando qualquer pormenores. Eu gosto, fim. E nessa abertura, entram os livros que amo - que poderiam ter  narrativa chata, vários erros de revisão, e mesmo assim, eu ainda amaria. Mas como descrever o quão incrível é quando o livro em questão tem uma história ótima, uma narrativa ótima, personagens ótimos, e tudo mais? Faltam palavras para essa resenha de No limite da atração.

A sinopse seria um tanto clichê se não fosse o grau de complexabilidade dos personagens, que impede o simples "garoto encontra garota". Echo passou de abelha rainha da escola para a garota esquista, não é vista sem mangas compridas que escondem suas cicatrizes assustadoras, e sabe que a vida nunca vai ser a mesma de antes da noite que não consegue lembrar. Noah também era o garoto prodígio, estrela do time, mas tudo saiu dos trilhos quando sua casa incendiou e os pais morreram, o colocando sob custódia do Estado e o separado dos irmãos mais novos. 

É muito importante ressaltar que os problemas que Echo e Noah enfrentam não são coisas simples, rasas. É muito mais do que se apaixonar pelo cara errado e viver um romance proibido. No limite da atração não é sobre isso. Os protagonistas viveram traumas enormes que os assombram cada minuto do dia, e encontram um no outro, alguém que consegue minimamente entender pelo que passam. Mesmo tendo 360 páginas dentro da cabeça dos dois, não consigo nem imaginar como deve ser estar no lugar de Echo e Noah. Ela vive com o pai controlador, a madrasta fútil, quase foi morta pela mãe (calma, não é spoiller) e perdeu o irmão. Ele pula de um lar adotivo para o outro, tem uma péssima reputação, e só o que quer é a custódia dos irmãos para reunir sua família, o que é quase impossível para um adolescente de 18 anos que tem um emprego de meio turno. 

O romance é tão lindo que dói (sério, dói mesmo). Como a narrativa é em primeira pessoa, revezada entre Noah e Echo, a gente tem uma visão geral do que está acontecendo entre os dois, dos sentimentos e inseguranças que ambos nutrem e não revelam em palavras. Noah é um dos personagens mais apaixonantes (e apaixonados) que já conheci, e os capítulos dele foram os meus favoritos. Além disso, até os personagens secundários me intrigaram. O pouco que a gente tem da mãe de Echo já me deu um nó na cabeça, e entender o pai dela se tornou meu objetivo por páginas afim. Beth e Isaiah, amigos de Noah, são outros personagens realmente cativantes e interessantes - tanto que No limite da atração é o primeiro volume de uma série de companion books, sendo que os próximos livros serão sobre eles. Katie não sabe criar personagens que não sejam complexos - e é isso que faz do livro algo tão único e tocante.

Por mais que a vida dos protagonistas seja repleta de desgraças, o livro não tem um ar melancólico. No limite da atração é mais que um romance qualquer, não é só um new adult, não é só uma história de dois perdidos que se encontram no outro. É mais que isso, é uma união de todos os fatores citados anteriormente com ainda alguma cereja no topo. Echo e Noah são parecidos na mesma intensidade em que são diferentes, e a história deles me conquistou desde as primeiras páginas, a autora escreve de um jeito que prende o leitor ao ponto de você esquecer que precisa comer, dormir ou respirar. Sem dúvida, esse foi o melhor livro que já li esse ano e entrou no meu hall de queridinhos. Se você ainda não leu, não sei o que está esperando.
Beijinhos ♥

16 comentários:

  1. Se eu já morriiiiiiiiiia de vontade de ler o livro, agora mesmo fiquei mais curioso ainda. Estou doido para saber qual o segredo da Echo. Além do mais, gostei dessa parte que são duas almas atormentadas que se encontram. Fica uma espécie de um completar o outro. Além de parecer um romance bem intenso.
    Já estava na lista de desejados, mas agora passou para o topo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Acho que é a primeira resenha que leio sobre este livro. Que bom que foi a de alguém que gostou tanto! Só pela sua forma de falar dos personagens, eu já gosto deles haha É sempre bom ver personagens bem trabalhados :P
    No início até pensei que seria uma história melancólica, mas acho que entendi que o foco não fica no drama, mas no fato de compreender o quanto se pode crescer por ter alguém andando ao nosso lado <3
    Adoro o nome Noah :3

    ResponderExcluir
  3. Eu estou querendo muito ler esse livro ;]
    Mas não tinha lido nenhuma resenha sobre ele, queria saber mais sobre o livro antes de ler, tinha medo dele me decepcionar já que não sou tão fã de narrativas garoto/garota, tinha medo de que o livro fosse só um romance clichê em que como você disse garota encontra o garoto e fim, mas não. Tá acrescentado na minha wishlist de livros para comprar!
    http://alguns-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. nossa, eu jurava que seria um livro triste, cheio de cargas emocionais e que iria me fazer chorar litros... não é assim? :P
    se você diz que foi um dos melhores livros que você leu este ano, com certeza é um livro muito bom... já que você é um pouco (só um pouco) exigente... hahahahaha

    ResponderExcluir
  5. Amo romance adolescente e estou louca por esse livro!!!
    Parece ser uma história tão linda e intensa q estou quase endoidando a cada resenha q leio!!! Amei a resenha!!!
    Bem q podia ser o próximo prêmio do top comentarista......

    ResponderExcluir
  6. AAAAAAAAAAAAAA quero tanto este livro, eu to surtando, é uma resenha mais bonita que a outra que eu leio ♥

    "Por mais que a vida dos protagonistas seja repleta de desgraças, o livro não tem um ar melancólico." só esta frase já me faz querer ler, nao gosto de algo muito melancólico, mas sim algo que mexe com o leitor e tenho certeza que este livro vai me pegar de jeito

    ResponderExcluir
  7. Li esse livro ano passado em ebook mesmo em español na época estava no auge YA graças ao Travis e tals então resolvi dar uma chance porque o pessoal falava muito da semelhança que devo dizer NÃO EXISTE...Os personagens são muito mais complexos que em Belo Desastre e muito menos "perfeitos" dos YA que li achei esse o mais forte mais instigante que li...

    ResponderExcluir
  8. Eu tinha lido algumas resenhas á respeito deste e não havia me interessado muito, mas noooossa.. fiquei intrigada agora a ler este livro!!
    Muito boa a sua resenha, adoro personagens complexos não fica nada vago em um livro! ;D

    ResponderExcluir
  9. A cada resenha eu me pergunto porque, porquê eu ainda não tenho o livro, preciso urgente dele!!!
    Preciso conhecer esse casal que esta todo mundo comentando, curiosa para saber o que acontece para ela ficar com cicatrizes nos braços, e o menino deve ser um sonho..pois so se fala dele rsrs, quero lê lo em breve, beijos.

    ResponderExcluir
  10. Mais uma blogueira que se desmancha ao falar desse livro, gente sério preciso dele! /o\
    Ano passado ele causou e muito quando foi lançado lá nos Estades. Sempre acompanho alguns blogs de lá pra ficar de olhos nos lançamentos e acompanhei o quanto esse livro causou entre pelo menos 99% da blogosfera! Aqui não podia ser diferente né? Já ta na listinha de desejados esperando grana pra eu comprar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. OMG!! tô louca pra ler esse livro! Descobri ele através de Belo Desastre e acho que são um pouco parecidos, apesar de já ter lido que não tanto! Quero muuuiiittoooooo!!

    ResponderExcluir
  12. Desejando muito esse romance, e depois da sua resenha tenho certeza que vou gostar de ler!!!A história de uma casal tentando se encontrar...com cenas picantes...a capa é bem instigante!!!Beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu acho que esse livro deve ser muito bom to louca pra ler ele a capa é muito linda e a historia é o que mais me chamou a atenção, pois um menina popular deixa de ser popular da noite pro dia e um menino que perdeu os pais os dois tentam se ajudar e acho que isso é a coisa mais importante.

    ResponderExcluir
  14. Vejo falarem muito bem desse livro, mas me falaram que é série xD Um livro tem a ver com o outro ou da para ler separadamente?
    Adorei a resenha, me deixou ainda mais curiosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamela! Dá pra ler separadamente, já que não são os mesmos protagonistas :) Beijos

      Excluir
  15. O q mais gostei de saber depois de ler algumas resenhas foi q o livro é surpreendentemente gostoso. Que não trata da atração pura e simples, mas de dramas que os personagens vivem e que acabam por ligá-los de alguma forma. Mesmo q haja essa aproximação, essa atração, um bom drama por trás de tudo segura a história. E é isso que adoro num livro!

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!