30 de mai de 2013

A probabilidade estatística do amor à primeira vista por Jennifer E. Smith

Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Autora: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501095442
Páginas: 224
Nota: 

Acho que não comentei antes por aqui, mas nunca gostei muito de livros que se passam num curto espaço de tempo. Birra minha, óbvio. Eu explico: histórias que se passam em um ou dois dias tendem a ser pequenos, não aprofundados, com plots corridos e sem dar tempo de se encantar pelos personagens. Quando quis ler A probabilidade estatística do amor à primeira vista (APEDAAPV para simplificar), não sabia que tudo que acontecia era num prazo de exatas 24 horas. Também não sabia que era tão pequenino em suas 220 páginas. Eu também não fazia ideia que um livro tão pequeno pudesse me encantar tanto.

Uma série de eventos resultaram em Hadley perder o voo para a Inglaterra. Isso pode ter sido algo horrível: ela se atrasaria para o casamento do pai (com uma mulher que ainda nem conhece), teria que correr pela capital de um país do outro lado do oceano, e ainda teria mais tempo de remoer seu medo de aviões. Mas também poderia ser algo ótimo. O atraso no voo de Hadley lhe deu um novo companheiro no assento ao lado: Oliver, e se não fossem esses quatro minutos, ela nunca teria o conhecido. 

APEDAAPV é a coisa mais meiga de todo o mundo. Hadley e Oliver podem ter tido um começo meio clichê, no aeroporto e com voo atrasado, mas os dois estão longe de ser previsíveis e comuns. Isso fica muito visível pelos diálogos que travam durante a viagem - repleto de tiradas inteligentes, divertidas, bem humoradas e meigas. Os personagens são únicos. Jennifer E. Smith soube medir a mão em todos os elementos, e conseguiu criar em poucas páginas uma química imensa entre o casal protagonista e empatia enorme para com o leitor.

Jennifer também tem um jeito muito particular de escrever. A narrativa é em terceira pessoa no presente, mas se prende ao que está acontecendo com Hadley. As situações são apresentadas de um jeito bem poético, e logo a primeira página já me ganhou. As palavras fluem, e a leitura passa voando (ps: é um trocadilho, 2bjs), e ao mesmo tempo, plots vão surgindo e não fica só nesse romance. Repare que o livro se passa em 24 horas, e de Nova York à Londres são "apenas" sete. O centro da história sai um pouco daí e vai focar nos problemas familiares de Hadley e Oliver - principalmente no relacionamento de ambos com os pais. A autora soube explorar isso muito bem, inserir drama e dar um nó da garganta do leitor, e ainda manter seu jeito fofo e suave de narrar. Preciso dizer que Jennifer E. Smith é uma escritora maravilhosa?

Sem mais, APEDAAPV me ganhou. São 224 páginas de muito amor. Os personagens são ótimos, a narrativa é gostosíssima de ler, a história é maravilhosa e mais profunda do que parece. Oliver é completamente encantador, e super quero um audiobook para ouvir seu belo sotaque britânico. Cá entre nós, estou nesse momento indo para o aeroporto me apaixonar. Se eu recomendo o livro? ÓBVIO.
Beijinhos ♥

7 comentários:

  1. AAAAH, quero MUITO ler esse livro. Li uma resenha dele essa semana e me encantei. A sua só confirmou ainda mais que PRECISO ler ele, rs.
    Além disso, amo essa capa!
    Ah, tá rolando sorteio de um layout lá no meu blog. http://www.odomdaescrita.com.br/2013/05/sorteio-de-um-layout-personalizado.html
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi adorei a resenha.
    A capa fofinha condiz com a história, né?
    Deve ter sido bom para ela encontrar o Oliver, pq conversando ela deve ter esquecido um pouco do medo de "voar".
    Meu único receio com livros curtos é pq quando encantam parece que acaba em menos de 50 páginas. hahaha

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ler esse livro!
    A capa dele é tão fofa *-*

    Beijos, Rayra Mirelem
    www.rayramii.com

    ResponderExcluir
  4. Acho a capa fofa e quero muito ler o livro!!!
    Amei a resenha, só me deixou mais curiosa!!! Preciso ler esse livro!!!
    Quero saber como esse amor.super fofo acontece!!!

    ResponderExcluir
  5. Aiiiiiii! Preciso ler ♥ Deve ser super fofinho, e sou uma romântica incurável ♥
    @mmundodetinta
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Acho que não tem como não desejar ler esse livro.
    Tudo nele me agradou, pretendo com certeza ler ele.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  7. Aaaah, este livro parece ser fofo ao extremo!!!
    o que mais me deixa curiosa pela história, é a trama toda acontecer em apenas 24 horas...
    não vejo como isso é possivel! :(
    quero muito lê-lo *-*

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!