4 de abr de 2013

Pandemônio por Lauren Oliver

Delírio #2
Dividida entre o passado — Alex, a luta pela sobrevivência na Selva — e o presente, no qual crescem as sementes de uma violenta revolução, Lena Haloway terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor sem, porém, se transformar em um zumbi: modo como os Inválidos se referem aos curados. Não importa o quanto o governo tema as emoções, as faíscas da revolta pouco a pouco incendeiam a sociedade, vindas de todos os lugares… inclusive de dentro.

Autora: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580573138
Páginas: 300
Nota: 
Livro anterior: Delírio

Licença poética: "Permissão para que o escritor tenha toda a liberdade para manipular as palavras, para que ele possa passar tudo o que pensa ao leitor". Que coisa mágica, não? Um termo perfeito para justificar toda e qualquer tortura psicológica que autores façam com seus leitores. Fez uma chacina? Licença poética! Criou um sistema novo e cruel? Licença poética! Faz o que bem entende sem se preocupar com nada nem ninguém, sem pensar qual será a reação dos leitores e quantos vão querer rasgar o livro de agonia? Licença poética! Parabéns, Lauren Oliver, você tem um argumento forte que a protege!

Para fins de evitar spoiller, vamos apenas dizer que esse livro é o resultado de tudo que a autora fez no final do anterior. Se você leu, sabe do que me refiro. Se não, não vai querer me matar pelo spoiller. Dessa vez, Lena amadureceu: sabe o que é amor, sabe que não é uma doença e sabe que o governo mente. E ela não quer mais fazer parte dessa mentira. Pandemônio é dividido entre "antes" e "agora": uma Lena perdida na Selva, conhecendo um mundo que antes era Tabu, e outra Lena de volta à sociedade, já que o melhor jeito de arruiná-la é fazendo por dentro.
Esse é o mundo em que vivemos, um mundo de segurança e felicidade e ordem, um mundo sem amor. Um mundo onde crianças batem com a cabeça em lareiras de pedra e quase cortam a língua com os dentes e os pais ficam preocupados. Não inconsoláveis, enlouquecidos, desesperados. Preocupados, como ficam quando o filho tira uma nota ruim em matemática, ou quando atrasam o pagamento de alguma conta.
É preciso um pouco de tempo para se situar. Entre Delírio e Pandemônio está um abismo. O cenário é diferente, os personagens são novos, o enredo é outro e a protagonista não é mais a mesma pessoa. Isso muda tudo, inclusive o ponto de vista dos acontecimentos. E que acontecimentos! Parece que Lauren Oliver uniu todas as possíveis desgraças da literatura e colocou lá. Consigo vê-la na livraria "Olhe, Fulano fez isso. Eu também! Ciclano criou essa desgraça. Eu também! Beltrano tentou esse plot. Bitch please, eu já fiz essa prateleira inteira de drama!". Porque é isso que Lauren faz o tempo todo, disfarçando com belas palavras poéticas: ela não se satisfaz em criar um universo que crucifica o amor, ela tem que mexer cada vez mais fundo na ferida, deixar crianças azuis de fome e bater em personagens até desmaiá-los, porque leram O mágico de Oz. E meu coração - o coração de todos os leitores - como que fica?

Lauren foi muito esperta de só introduzir todos esses personagens no segundo livro. No primeiro você conhece o conário e o governo. Agora você conhece as pessoas por trás dele. Muito, muito destaque para quem rouba a cena ao lado de Lena: Julian, líder jovem do movimento ASD (America Sem Deliria). Ele é encantador, embora um personagem bastante complexo. Mas é claro que você não deve se apaixonar por ele. Alex, lembra? Boa, Lauren Oliver, realmente genial. Muito obrigada!

Sem mais, eu odiei Pandemônio. Odiei que ele seja fluido a ponto de ter me prendido em questão de segundos. Odiei que ele seja poético e tenha me feito acabar com todas as minhas tags azuis. Odiei os personagens bem formados. O cenário. O governo. Lena. Odiei o final. Acima de tudo, odiei como me sinto sobre o livro, como não consigo não dar cinco estrelas e marcar como favorito (sim, só oito coisas porque não sou a Julia Stiles). Não fico nesse estado de nervos desde Cidade dos Ossos, mesmo que as bombas que as autores jogaram tenham sido de lados diferentes (obrigada, não aguentaria tudo aquilo duas vezes). Meu veredito final é: Leia agora, sem pensar duas vezes! O livro é péssimo por todos os motivos que fazem ele ser ótimo e incrível. As histórias e autores mais marcantes são os que fazem você se contradizer numa mesma perspectiva, se perder completamente. Ainda acho que vou acabar morrendo por culpa da literatura. Até lá, espero que você já tenha lido essa trilogia. Vale a pena.
Bjs,
Para vc que me ama (porque amor não é um doença), Girlie Poderosa

12 comentários:

  1. Eu estou meia maluca para ler essa trilogia, principalmente agora que vai sair a série sabe? COM A EMMA ROBERTS haha não gosto quase dela haha, enfim todo mundo fala super bem dessa série e eu não tenho dinheiro para comprar, mas virou prioridade agora!

    beijos, Lu
    Lendo ao Luar

    ResponderExcluir
  2. Depois dessa resenha cheia de ódio, quer dizer, de amor, eu sou obrigada a ler Lauren Oliver.
    Mas queria ler antes da série ser lançada, será que consigo? UHAUAH Parabéns pela resenha.

    Beijão
    Michelle Boyd
    Little Things

    ResponderExcluir
  3. adora tudo vai virar Licença Poética :(
    ri demais com essa sua resenha. SÉRIO! ganhou meu dia hahahaa
    ainda não li nem o primeiro, mas pretendo ler logo!

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus, fiquei até apavorado quando você disse que tinha odiado o livro. Sério, fiquei.
    Não li a resenha com todo o afinco, afinal não li Delírio, então fiquei com medo de rolar spoiler. Com certeza está na minha lista de desejados... só falta eu tirar de lá... mas vai demorar.

    Ansioso pela leitura, e pela série que vai vir
    Beijos
    Lucas

    ResponderExcluir
  5. Joana sua linda! Amei essa sua resenha. Quase chorei porque ainda faltam algumas semanas para o meu livro chegar (comprar na pré-venda da Saraiva dá nisso), o fim de Delírio foi muito devastador e prevejo mais devastação ainda maior para esse livro. Fiquei um pouco chateada com o fato de Requiem ter recebido uma nota mediana num blog estrangeiro do qual gosto muito, porque ela também amou Delírio e Pandemônio, então estou com medo de que essa série da Oliver seja como Feios do Scott Westerfeld e o último livro me despedace. Estou torcendo para que não.
    Enfim, já disse que amei sua resenha, mas vou dizer de novo: amei e não vejo a hora de poder ler meu exemplar.
    Ah, e que venha o piloto da série de TV!
    ;*

    ResponderExcluir
  6. Faz um tempo que quero ler esse livro, não sabia que se tratava de uma série pelo que entendi, nunca tinha lido uma resenha sobre esse livro mas o fato é depois de ler tenho vontade de correr e comprar agora, parece ser uma ótima leitura, além disso quero ler antes do inicio da série, virou prioridade na minha lista de livros cobiçados.

    ResponderExcluir
  7. Conheci o livro agora e acho que vou procurar a resenha do primeiro livro pra tentar entender melhor o segundo Rsrsrs parece um livro ótimo e fiquei bem curiosa mas meio em dúvida sobre a leitura.
    Não me lembro de ter lido nada parecido.

    ResponderExcluir
  8. Serio sou muito perdida com esse livro, leio leio resenha mas nunca compreendo preciso é criar vergonha e dinheiro pra comprar o livro dessa serie e logo

    ResponderExcluir
  9. HSAUSAHU adoro as resenhas e os comentários - bitch, please! -, amo amo amo ler suas resenhas por isso! Espontâneas, sinceras e com opinião, não apenas um 'acontece isso e acontece aquilo. Legal.'
    Tenho Delírio aqui mas minha pequena montanha de coisas pra ler não me deixa pegá-lo, agora, com a continuação recém saída do forno, tá na hora de se empenhar e ler. De qualquer forma, estou curiosa pra ver se essa continuação onde tudo parece diferente ficou boa mesmo - é difícil o autor fazer isso e acertar a mão, ainda mais se todas as desgraças literárias possíveis estão presentes.
    Vamos ver se também vou ficar nessa de amor e ódio - mas acredito que sim, e pelos mesmos motivos - que você está, e aguardar ansiosamente o próximo volume aqui no Brasil, right?

    Beijos gelados,
    http://thetheatredesvampires.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Hahahaha, o livro é tão ruim que chega a ser maravilhoso.
    Ainda não li esse nem Delírio, mas muita gente fala bem. Adorei a sua resenha, me fez querer o livro o mais rápido possível.
    Gosto de livros que me fazem odiá-los de tão bons que são.
    Mas acho que vou esperar laçar toda a série, sou agoniada e não gosto de esperar, estou quase ficando louca por esperar a continuação da série "Destino", meu pobre coraçãozinho não aguentaria mais uma longa espera.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. hsuahsuahsuahsuahsuhaushaushuahsuahusauhsaus

    tive que escrever essa risada gigante pq eu fiquei rindo aqui do seus odeios e ainda estou sorrido rs.
    Adorei de mais sua resenha, me deixou louca de vontade de ler o livro (ainda mais do que ja estava, se eh que eh possivel) e ao mesmo tempo com um baita receio!!

    Lauren terminou Delirio de uma forma totalmente diferente dos padroes, e, pelo visto, ela vai fazer mais e mais disso. Não sei se realmente devia ler rs. O ideal seria esperar o ultimo livro lançar, mas não, essa semana eu acabo comprando, me conheco rs.

    Bjooo
    Tati - Frases Rabiscadas

    ResponderExcluir
  12. Na real eu nem tou morrendo de curiosidade tbm, não sei o motivo. Pretendo lê-lo em breve, mas mais porque eu detesto ficar de fora do que por pura e espontanea vontade.

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!