24 de abr de 2013

Overdose de barroco!

Barroco entrar na moda em 2013 e ser uma das prints mais it da estação é plena questão matemática. Se considerar as temporadas anteriores, várias tendências que estamparam a capa da Vogue mandam lembranças ao que é hype hoje. Repare: arabesco, cores, feeling étnico, vintage Versace, boho chic, a referência indiana... Parece que tudo foi reunido, misturado (#Latinofeelings #mimdeixa), e se tornou o queridinho por simples ordem cronológica. Beijos pra quem acha que não se pode calcular qual será a próxima tendência. 
Se o hippie dos anos 70 e o pop dos anos 80 já tinham um ar antiguinho no guarda roupa, barroco extrapola e volta 500 anos. Para quem dormiu nas aulas de literatura/história, esse foi um movimento artístico italiano que se estendeu do século 16 ao 18 e se espalhou pelo mundo. Na moda, o estilo é caracterizado pela ryqueza nos detalhes e trabalhados, e mandam uma lembrança ao figurino da época. Algumas coleções atrás, Dolce & Gabanna, Lanvin, Balmain fizeram suas versões para passarela. Agora é a vez da ideia invadir o Brasil e chegar até você.
No básico, são roupas de silhueta mais solta, com cores vivas, ornamentaos, renda, brocados de seda... O que popularizou mesmo foi a versão Dolce & Gabanna, com preto e dourado, que invadiu red carpets e inspired de fast fashion, mas as cores fortes tem sua vez - normalmente combinados com detalhes em preto e branco. A ideia do barroco é que exista um exagero de informações sem grandiosidade de tamanho - pouco espaço muito bem trabalhado vale mais que um maxi vestido com um pouco de bordados aqui e acolá.
Veludo largou a label de brega e last season na temporada passada (sacou meu trocadilho genial? Estou ótima essa semana, plmdds!) e se associou ao barroco - principalmente considerando o ar mais invernal do estilo (e das garotas que abusaram da estampa no lookbook). Sem falar de que contrastar a peça de veludo com um tecido mais leve faz um ótimo HighLow, que é uma daquelas trends CCC (clássica, coringa, clichê). Além de vestidos, a maioria das peças são partes de baixo como saias, leggings e shorts, o que dá total abertura pra se jogar na blusa podrinha, no maxitricot basicão e camisa jeans, que 9 a cada 10 pessoas amam (a outra 1 é chata). 
Comecei achando que era estampa de azulejo, mas alguns tapetes vermelhos, vestidos ryquissimos e looks divinos no lookbook depois, estou amor. Assim como a estampa étnica, essa me conquistou ligeiro e já quero peças assim no meu guarda roupa. Por mais que fique lindo na noite, em looks mais casuais cai muito bem e dá o toque mais arrumadinho e phynesse pra qualquer peça jeans. Dá quanto tempo para elas aparecerem em tricots? *Essa sou eu de primeira na fila pra fazer estoque*
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

9 comentários:

  1. Eu até que achei interessante a ideia. Na verdade, acho o máximo essa coisa de irmos e voltarmos ao passado, e de que forma ele pode nos influenciar na nossa vida contemporânea.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Acho que atualmente a moda se referencia apenas no passado, ou seja, as tendência são revidas e não criadas, você percebeu? É difícil encontrar algum conceito realmente novo. Eu gosto muito do barroco, principalmente no inverno, que é a cara de detalhes minimalistas e sóbrios né?
    Ótimo post *=*
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Lindos!
    @mmundodetinta
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tô adorando esse novo estilo.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente, não curti a tendência! Não me agradou e dificilmente consideraria usar alguma peça assim.

    ResponderExcluir
  6. Que pecado essas roupas, liiindas! *_*

    ResponderExcluir
  7. que coisa linda *-* acho bonito o estilo barroco e em roupa nem se fala ! dá vontade de sair comprando tudo !

    ResponderExcluir
  8. Os shortinhos são lindos! Usaria com certeza.
    Os vestidinhos mais simples também, não curto tanta estampa não...
    Acho que minha mãe curtiria bastante, ela gosta desse tipo de roupa :p
    Beijos!

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!