17 de abr de 2013

Antídoto por Drica Pinotti

Pílula do amor #2
Amanda é uma garota nova-iorquina de 30 anos. Moderna e bem-sucedida, ela só quer uma coisa da vida: ser feliz! No entanto, quando não está tentando salvar o mundo - Amanda é advogada de uma ONG que trata de assuntos ambientais - ela está lutando contra alguma doença fatal imaginária. Amanda não é apenas uma hipocondríaca maluca, ela é uma garota romântica e sensível que tem consciência de seus problemas e vai fazer de tudo para se manter bem longe das consultas médicas e das doenças. O motivo de tanto empenho tem nome: Brian Marshall, o vizinho perfeito que ela conheceu tempos atrás e tem um estoque infinito do remédio de que ela mais precisa: paciência. Antídoto é um livro que, acima de tudo, prega o senso de humor, afinal quem não tem dificuldade de manter a sanidade mental frente aos problemas do dia a dia?

Autora: Drica Pinotti
Editora: Prumo
ISBN: 9788579272493
Páginas: 160
Nota: 
Livros anteriores: A pílula do amor

Eu acredito que todo autor e série merece uma segunda chance, já que escrever um livro (ou qualquer outra coisa) é uma experiência unica e evolutiva. Cada página escrita é, consequentemente, melhor que a anterior. Nessa linha de lógica, cada livro escrito deve superar o antecessor, e assim vai. Não sei se isso é algo em que realmente coloco a mão no fogo, ou se no fundo é apenas meu subconsciente arranjando desculpas por não gostar de deixar histórias sem fim, mas o que quero dizer mesmo é: ... Não sei, de verdade. Essa sou eu querendo explicar as razões que me levaram a ler Antídoto, mesmo tendo ficado bem irritada com A pílula do amor. Se todo mundo estava amando, por que eu teria problemas?

Antídoto pode muito bem ser livro único, já que despensa a leitura do anterior. Foi como se o amadurecimento da protagonista no final de A pílula do amor fosse reduzido a quase nada. Amanda continua hipocondríaca, indecisa, irritante e, agora, mais insegura do que nunca. Brian, seu compreensivo namorado (um santo, gente, um santo!) está abrindo um restaurante em Paris, e Amanda, super confiante no próprio taco, divide seu tempo entre achar que tem uma doença terminal e que está sendo traída com a arquiteta francesa.
A maioria das pessoas dá dicas de viagem ou de uma nova forma de dieta em suas páginas, coisas que presumem que podem ajudar os outros e render comentários divertidos. Eu dou receitas de como retirar pedras do rim com um método caseiro e com o mínimo de dor possível.
Já que o livro é pequeno, a leitura se torna bastante rápida e dinâmica. Você fica naquela de só mais um capítulo, e mais um e outro, e quando viu, já acabou. Outra coisa que contribui pela avidez na leitura é a espera de acontecimentos. A narrativa está mais para um diário, com longos parágrafos de pensamentos confusos e diálogos ocasionais. A gente passa mais tempo com as divagações de Amanda do que com a história em si. As coisas só vão se acelerar para o final - pequenos fatos, alguns diálogos, 20 páginas do que está passando na cabeça da protagonista, *tcharam* o clímax, fim.

A grande tentativa do livro é fazer comédia. Se consegue? Um pouco. O fato de Amanda e Ataque começarem com A não é uma simples coincidência. Existem certos momentos em que a personagem faz rir, tem boas tiradas irônicas com seu estado de saúde (como o quote acima), mas tem outros que são forçação de barra demais ou Sophie Kinsella demais. Ataque de claustrofobia no elevador está de boa, afinal, quem nunca passou por isso? Mas começar a contar todos os seus segredos para quem está do lado que, pra variar, é seu novo chefe? Emma Corrigan mandou olá!

160 páginas, então não posso dizer que perdi tempo na minha vida. Antídoto é um livro com uma péssima protagonista, o que acaba prejudicando todo o resto, e por consequência  não ser uma leitura que eu recomende repetidamente. Não tenho dúvidas que as confissões de uma hipocondríaca seja uma ótima perspectiva e que possa render um bom enredo, mas não da forma que é apresentado, não focando uma garota chata que se acha louca. Não sei se vai ter continuação, mas acho que uma terceira chance para Amanda não vai rolar.
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

6 comentários:

  1. Interessante sua opinião. Eu não tenho parâmetros, já que não li nenhum dos dois livros, mas agora fiquei curiosa para conhecer melhor a estória. Vai que eu goste não é mesmo? rs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Joana!
    Confesso que achava que esses livros fossem bem engraçados.
    Não li nenhum ainda, mas recebi o segundo da editora. Como é curtinho vou dar uma chance.
    Gosto de resenhas assim, bem sinceras :)

    Beijos
    Livros e blablablá

    ResponderExcluir
  3. parece ter umas tiradas engraçadas, mas eu não fiquei com vontade de ler
    penso igual vc com autores que não se dão bem no 1° livro, mas dificilmente quando me decepciono com um tenho interesse em ler outro...

    ResponderExcluir
  4. Não curti muito o livro, além do que você disse na resenha, achei o livro bobinho, não sei, não me agradou. E a protagonista parece ser irritante, bem imatura.
    Mas a capa é linda, haha, não podemos esquecer de elogiar o designer :p
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Não li nenhum, nem outro, e vai passar longe de mim! Não gostei da história e a sua resenha sincera como foi, duvido que irei gostar!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu fiquei interessada nesse livro. Não vou me decepcionar, já que tenho poucas expectativas, parece ser um livro tipo sessão da tarde.....

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!