2 de mar de 2013

Feitiços e Sutiãs por Sarah Mlynowski

Magic in Manhattan #1
Rachel é uma adolescente típica: faria de tudo para ser popular na escola, é apaixonada por um menino que nem sabe que ela existe, sente vergonha da mãe e gostaria de ver os pais casados novamente. Tudo na vida de Rachel é incrivelmente comum até ela descobrir um grande segredo de família - sua mãe e sua irmã mais nova são bruxas de verdade. A novidade chega como uma bomba à casa da menina, que não vê a hora de testar os poderes de sua irmã Miri para conseguir realizar todas as suas fantasias adolescentes. Contrariando os conselhos da mãe, Rachel consegue convencer Miri a exercer sua magia e transformá-la em uma exímia dançarina. O feitiço dá certo e Rachel entra para o grupo de dança da escola, conquistando a amizade de boa parte das pessoas mais populares de seu colégio e a atenção de Raf, o objeto de desejo de todas as novas companheiras de Rachel, e dela também, é claro. Miri está totalmente decidida a não desobedecer à mãe e só utilizar seus dons de bruxa após terminar todas as suas lições sobre magia, mas o casamento do pai com uma futura madrasta consegue irritar a garota, que, influenciada pela irmã mais velha, decide acabar com a alegria dos pombinhos. O desafio das irmãs é conseguir destruir o amor do pai pela nova namorada, sem levantar as suspeitas da mãe. E também será a única maneira de Rachel poder aproveitar o Baile da Primavera ao lado de Raf: o tão sonhado encontro é no mesmo dia do casamento do pai! Será que Miri e Rachel conseguirão atrapalhar a vida dos noivos? Rachel conseguirá ir ao Baile da Primavera e se sair bem na apresentação de dança na escola, sem ser descoberta pela mãe? Para saber essas respostas e rir das muitas trapalhadas e magias de Rachel e Miri, comece a ler agora mesmo Feitiços e sutiãs.

Autora: Sarah Mlynowski
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501072436
Páginas: 384
Nota: 

Eu me tornei bookaholic muito cedo. E por muito cedo, me refiro à era pré-histórica mesmo, quando submarino era tabu e comprar pela internet era sinônimo de golpe. Então, como minha cidade é desprovida de livrarias, muitos e muitos livros que eram lançados na época, eu acabava não comprando. Com o passar dos anos, a pilha só aumentou. Ler é como uma progressão geométrica, você nunca vai estar em dia com tudo que tem vontade. Mas velha aos 16 anos, você ainda pode ler o que tinha vontade aos 10. Nunca se é velha demais para YA, oras!

Sabe aqueles livros leves e despretensiosos que seguido bato na tecla de não serem mais lançados com frequência? Feitiços e Sutiãs está na lista, pois 2006 foi ano ápice desse tipo de lançamento. A história é um clichê lindo e bobo: Rachel quer ser popular, quer se livrar da madrasta, quer que o garoto bonitinho do colégio se apaixone por ela e tudo mais que uma garota de 14 anos tem direito. E a solução mágica (literalmente) está na mão da sua irmã menor, que se descobriu bruxa. Quer dizer, fada madrinha.

O que mais gostei na história é que esqueça lição de moral, esqueça protagonista ingênua. Rachel pode não ter recebido os poderes sobrenaturais da família, mas isso não a impede de se aproveitar da irmã caçula (totalmente justo, se você me perguntar). Por que sofrer com espinhas se existe um feitiço para deixar sua pele linda? Por que viver com os pais separados e uma madrasta duas caras se existe feitiço de amor e anti-amor? Rachel é muito prática quanto a isso, e realmente me cativou como leitora. Rolou muito mais identificação do que se ela ficasse só pesando pós e contras e decidisse deixar a vida seguir seu curso sem interferência de nenhum abracadabra. 

Mas como eu disse, o plot é clichê. Você imagina como vai terminar tudo desde o inicio, mas não posso negar que Sarah me surpreendeu horrores na última página. Autora esperta que sabe como prender para um próximo volume? YEAP! Além de que sua narrativa é super fofa e fluida, as coisas andam super rápidas. São 384 páginas, mas parecem menos. Bem menos. Eu adorei a leitura, as personagens, os feitiços de rima mal feitas e não acho que teria gostado mais se tivesse lido seis anos atrás. Recomendo!
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

6 comentários:

  1. tenho 19 anos e não me sinto velha para YA, acho que a cada ano que passa a quantidade de livros desejados e aguardando para serem lidos na estante aumenta mais que proporcionalmente, porque é claro que com o passer do tempo vamos tendo mais responsabilidades, e isso faz com que o tempo para ler diminua
    eu, por exemplo, agora trabalho e faço faculdade (publica, mais puxado ainda!) então o tempo que me resta é das 12 as 13:30 e das 23 as 7 da manha, então complica né?
    já ouvi falar muito neste livro, parece ser muito bom! o tipo de YA fofinho que eu adoro *--*

    ResponderExcluir
  2. O primeiro paragrafo da sua resenha descreve muito bem minha situação, também tem vários livros que eu queria quando era mais nova, apesar de até ter livraria na minha cidade (naquela epoca, hoje não tem mais) livro de livraria é muito caro, eu era criança, sem dinheiro, então não dava :( Lembro desse nas prateleiras, não é um livro que me chame super atenção hoje em dia, mas se conseguisse em uma promoção compraria...

    ResponderExcluir
  3. Eu sou um leitor homem e também comecei a ler desde criança. Eu sempre li muito YA e Chick-Lit, esses livros fizeram minha infância e também fazem minha adolescência.
    Adorei esse livro, é um dos YA típicos e eu adoro histórias que vc pode saber exatamente como é, adoro clichês.

    ResponderExcluir
  4. adoro clichês +1.

    Gostei bastante desse livro, foi uma leitura rapida, gostosa e divertida.

    beeeeeeijos ;*

    ResponderExcluir
  5. Gosto destas leituras leves para uma pausa entre uma grande saga e outra. Mesmo previsíveis esses livros também são gostosos de ler e não é por ser previsível que não é cativante e divertido.
    Adorei a resenha!
    Beijos!
    http://umaleitorachamada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi? 300 e poucas paginas jurava que seria menos 150! Enfim parece ser um livro em gostosinho de se ler, nao ha nao de UAL! Acho que vou colocar na minha lista.

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!