19 de fev de 2013

Eu sou o número quatro por Pittacus Lore

Os legados de Lorien #1
"Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes que vocês apenas sonham ter. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes e nos quadrinhos — mas somos reais. Nosso plano era crescer, treinar, ser mais poderosos e nos tornar apenas um, e então combatê-los. Mas eles nos encontraram antes. E começaram a nos caçar. Agora, todos nós estamos fugindo. O Número Um foi capturado na Malásia. O Número Dois, na Inglaterra. E o Número Três, no Quênia. Eu sou o Número Quatro. Eu sou o próximo."

Autor: Pittacus Lore
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580570137
Páginas: 352
Nota: 
Comprar (vem que tá barato, gentes!)

Em termos de realidade, não gosto de alienígenas e tenho medo de uma possível invasão à Terra. Em termos de televisão e literatura, obviamente a história muda um pouco. Sou muito mais corajosa quando sei que é ficção e tem um plano de fundo mais leve, ao invés de dominação e erradicação da humanidade. Eu sou o número quatro está na minha estante a muito tempo, e tem uma sinopse realmente atrativa. E, claro, Alex Pettyfer está na capa, então...

Confesso que assisti o filme (bem) antes do livro. Eu conhecia a história e gostava dela, e mesmo assim, a leitura foi diferente, esclareceu alguns pontos e, como é livro, teve outros acontecimentos. A premissa básica é sobre nove crianças do planeta Lorien, que vem para a Terra em busca de abrigo. Aqui eles são caçados e mortos. Entretanto, tem uma regra para ocorrer os assassinatos: como todos são numerados, deve ser em ordem. Três já foram, e o protagonista, John, é o próximo.

Quero começar com o ponto que me incomodou no livro. Você já parou para pensar, se existe, como é a vida extraterrestre? Como são os ETs? Para Pittacus Lore, que por profissão deveria ser criativo, alíens são muito parecidos com humanos. Ok, não precisam ser verdes com anteninhas, mas né, originalidade não faz mal. Se vida extraterrestre existe, não é como conhecemos. Muito sem graça se os ETs tiverem tornozelo e vivessem como humanos. O autor fala como se fosse tudo real e os lorienos realmente estivessem na Terra, mas a caracterização, tão boba que nem chega a ser clichê, perdeu total a credibilidade.

Em termos de ação, o livro é ótimo. Ignorando o fator descrição de mitologia, a história é bem amarrada e fluida. A leitura é bem rápida, você fica preso na curiosidade do que vai acontecer com Quatro e seu "tutor", Henri. As cenas de ação são bem detalhadas, mas não deixa a gente perdido no meio de tanta coisa. Para quebrar esse clima de mistério, um pouco de romance. John e Sarah são o casal clichê de high school, mas se o objetivo do autor é não cansar de tanto papo nerd alienígena, serviu. Depois de um tempo, a gente se cativa por eles e torce para o final positivo.

A minha expectativa era grande, mesmo tendo sido alertada que o livro não era essa coisa toda. Eu sou o número quatro não é um livro ruim, é uma leitura cativante e com mistério legal, mas para uma introdução de série sobre ETs, pecou na inovação. Se Pittacus Lore conta histórias reais sobre relatos lorienos que ouve, não faz ninguém acreditar quando descreve os seres tão parecidos com a nossa realidade. Se você tiver oportunidade, leia, dizem que o próximo melhora.
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

10 comentários:

  1. Olá,tivemos a mesma impressão.
    Eu e minha filha,que faz o blog comigo,gostamos muito de trilogias e séries etc.
    Assistimos eu sou numero quatro 2 vezes,então ela baixou o livro e começou a ler,e disse que não gostou.
    O filme é muito bom,e ao que tudo indica terá continuação.
    Bejuzzz
    Gi Almeida
    www.todas-amam.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. eu assisti o filme logo que lançou, e com certeza o livro deve ser bem melhor!
    quero muito ler ele *-*

    ResponderExcluir
  3. Ok vamos lá... adorei a sua resenha, porém nao assisti o filme e muito menos li o livro aushauhsuahsus

    Esse estilo não é um que me chame a atenção, confesso que nao gosto de ET's nem na ficção nem na realidade kkkkkkk

    Mas uma coisa que eu acho que devo ressaltar é que o homem da capa do livro é bemmmmmm mais gato que o Will Smith kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei o filme,
    ainda não tive oportunidade de ler o livro,
    mas é uma das séries que mais tenho vontade de comprar ainda,
    parece ser muito boa

    Enfim.
    Beijos

    Ps. Tem resenha de Cidade dos Ossos lá no blog

    ResponderExcluir
  5. Já li os dois primeiros livros da série. Gostei de ambos. O poder dos seis é ótimo, cheio de ação, de tirar o fôlego mesmo. Estou bem curioso pelo terceiro!

    ResponderExcluir
  6. Não me chama a atenção esse tipo de história sabe, tanto que nem vi o filme, mas os livros são sempre bem detalhados né, mas eu sempre me confundo quando leio algo que já vi, não adianta.

    Beijo ;*
    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
  7. Resenha maravilhosa. Eu já assisti o filme e gostei. Este tipo historia não é muito meu tipo. Mas eu gosto muito de livros que viram filmes.Eu sou o numero quarto me chamou a atenção algumas vezes nas livrarias, mas ainda não comprei.E...

    ...E foi lendo o livro e assistindo o filme depois que me apaixonei pela leitura. O primeiro livro que eu li foi "Historia sem fim" e depois eu assisti o filme eu não goste, mas depois vieram outros.Hoje leio os livros e imagino os personagem e as cenas e depois assisto o filme para saber se minha imaginação bate com algo.

    Eu sou o numero quarto logo logo vai ocupar espaço na minha estante.

    Bj*

    ResponderExcluir
  8. Nó, estou a séeeeculo pra ler esse livro e ja vi ele em varias promoções mas sempre fico com o pézinho atrás pq não é o meu tipo de estória, mas minha curiosidade inflamou outra vez, e vou ver se compro de uma vez, pq ai leio e assisto o filme logo e paro de passar ele para tras na readlist e na watchlist.

    Beeeeeeeeeeeeeeijos

    ResponderExcluir
  9. Quero tm ler o livro, faz tempo que o livro e o filme lançaram e ainda nem li e nem assisti o filme.
    Vou ver se assisto o filme logo, mas queria assitir depois de ver o filme.
    Esperava que vc fosse gostar mais do livro, sei lá... Espero nao em decepcionar mt, mas realmente parece ser meio fraquinho.
    Parabens pela resenha
    bjim

    ResponderExcluir
  10. "Eu sou o número quatro" também já está a bastante tempo na minha estante (comprei a continuação "O poder dos seis" por 10 reais numa das promos do Submarino), mas como é série só pretendo começar a ler depois que comprar todos os volumes (O terceiro já saiu, fora os arquivos que só foram lançados em PDF). Ainda não assisti ao filme, sempre prefiro ler o livro primeiro pra depois conferir a adaptação (O que me lembra que preciso começar a ler Instrumentos mortais logo). Bom, nunca realmente parei pra pensar como seria a "vida extraterrestre", mas pensando agora pra mim não seria nada semelhante com humanos, mas se para o autor eles são como os humanos faz sentido eles terem buscado refugio aqui na Terra. Decidi ler a serie (algum dia) porque a sinopse me interessou, e o pessoal que eu conheço adora a série, espero gostar quando ler....

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!