8 de jan de 2013

Procura-se um marido por Carina Rissi

Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
ISBN: 9788576861980
Páginas:  474
Nota: 

Nessa vibe que já comentei sobre ciclos e renovações com o réveillon, acho que não se deve virar ano com leituras pela metade. Também acho que tanto o primeiro como o último livro do ano devem ser especiais, nem que isso significa se torturar guardando os títulos que mais quer ler para a data. Depois de muito debater internamente, escolhi Procura-se um marido, da brasileira Carina Rissi, que está sendo super elogiado pela blogosfera. Não poderia ter feito escolha melhor.

Já falei sobre isso antes, mas vou repetir: herança é um ótimo acréscimo para qualquer história, principalmente se isso implica no romance. Quando os personagens são opostos? Melhor! O relacionamento de Alicia e Max parece ser clichê, principalmente quando não se dão bem no inicio, mas é muito bonitinho de acompanhar o desenrolar e o crescimento. Faz a ponta dos dedos doerem por quase todas as páginas. E não são poucas páginas.

Alicia é aquela personagem cheia de defeitos que acaba, uma hora ou outra, conquistando todo mundo. Ela é mimada, cheia de atitude e um pouco rebelde. Só que essas características fazem parte da caracterização dela e da história, sendo que o plot fica muito mais real desse modo. Já Max... Posso declarar amor eterno pelo Max? Eu me identifiquei muito com ele, com o lado sério e responsável, e quando descobri que ele se formou em Administração com especialização em Comércio Exterior (que é a minha ideia)... Own, gente, é minha versão masculina, cadê botão de materializar personagem?

É muito comum eu complicar com narrativa de autor nacional. Não me julguem, não sou a única. Parece que quando o autor tem português como primeira língua, quer se recobrar de todos as conjugações verbais que foi obrigado a decorar na época de escola e joga tudo no livro. Quando vejo isso em diálogo, sinto desanimo - ninguém fala desse jeito. Sou gaúcha, sou #teamTu, mas esquece o S depois de verbo. É com felicidade no coração que digo que Carina não tem disso. É linguagem usual, fluida, e, thanks God, sem nada de terminação "eis". 

Sem mais: amei! Eu virei a noite com o livro, e só fui dormir quase quatro horas da madrugada quando já sabia como terminava a história de Alicia. Além do romance, o chick lit conta com uma boa pitada de mistério e várias tiradas engraçadas (não colocava tanta tag assim desde Lauren Oliver). Carina Rissi é uma revelação nacional, sem dúvida, e agora preciso ler Perdida, seu outro livro. Sem mais, podem se jogar em Procura-se um marido, vale a pena.
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

16 comentários:

  1. Oi,
    estou bem curioso pelo livro. Já li outras resenhas, e todas positivas. Acho a proposta interessante, um toque de comédia com chick-lit. Confesso que tenho um certo receio com livros de autores nacionais, mas acho que Carina Rissi passa no teste.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adorei a forma como fez a resenha... Ficou bem gostosa de ler, hehe. Sempre tive curiosidade com as obras da Carina Rissi, mas nunca tive a oportunidade de ler algum livro. Fiquei curiosa com Procura-se um Marido!

    Beijoss
    www.tempestade-de-estrelas.com

    ResponderExcluir
  3. Gostei da capa e da história. Vi um filme com uma hist´pria parecida, mas não lembro o nome. A resenha está ótima e fiquei com vontade de ler o livro. Só que minha meta de leitura é bem menos ambiciosa que a sua! Bjs

    ResponderExcluir
  4. aaah, droga, passei a virada de ano com um livro pela metade ;@
    USHAUHSAUSHAUSHSA
    desde que este livro foi lançado estou doida para ler!!!
    preciso comprar ele logo :'(

    ResponderExcluir
  5. Eu virei o ano com uma leitura pela metade e agora? :(
    Achei a capa linda, mas não sei se eu ia gostar da história, mas já que você esta dizendo que é bom, vale dar uma chance.

    ResponderExcluir
  6. Nossa mas que resenha positiva e animada, fiquei com muita vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a sua resenha... eu estou simplesmente doida atrás desse livro, assim como eu quero o Perdida, que foi o livro responsavel por eu me apaixonar pela Carina!!!

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho "Perdida", mas ainda não li mas sempre vejo tantos elogios que estou muito empolgada para ler Procura-se um marido. Também acho que heranças são ótimos plots. Adoro quando um personagem tem uma profissão que sempre quis ter ou tem a profissão para a qual estou ralando na facu (contabilidade, por exemplo, em Belo Desastre a Abby comenta que gostaria da profissão).

    ResponderExcluir
  9. Joana, que honra ter sido seu primeiro livro de 2013! Muito obrigada, querida!! Amei a resenha! Ficou lindaaaa!! <3

    Beijoooos

    ResponderExcluir
  10. Só não comprei ainda o livro por falta de grana mesmo, pq se dependesse da vontade já tinha desde o momento que ela divulgou a capa kkkk.
    Eu adoro chick-lits em que a personagem amadurece, caso contrário, geralmente fica parecendo que tudo pelo que ela passou foi em vão, né? E acabei gostando mt dos personagens que vc citou.
    Pelo jeito já vi que vou me apaixonar pelo Max, assim que eu tiver a oportunidade vou ler esse livro! ahahah Esses personagens que começam com essa máscara de arrogância sempre me fazem apaixonar, é incrível! ;S
    bjim

    ResponderExcluir
  11. A escrita da Carina Rissi está sendo super elogiada.
    Estou curiosa para lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  12. estou louca para ler esse livro, ele parece ser muito bom!

    ResponderExcluir
  13. A-M-E-I a ideia da autora!! Onde uma guria tende conseguir um marido pra não perder sua herança (e suas barganhas), e quando se casa ela muda. Adorei a resenha me encantei pelos personagens, espero nao me decepcionar com a leitura (coisa que vem ocorrendo muito ultimamente)

    Ps: Preciso falar que eu preciso de um 'Max' na minha vida *sonha*
    Ps²: Amei a capa!

    ResponderExcluir
  14. Amo virar a noite lendo o livro, faço isso todo dia! Amei a resenha e estou louca para ler o livro! Adorei a capa!

    ResponderExcluir
  15. procura-se uma noiva. sei lá, só para avisar mesmo sauhasuhs... apesar do livro não fazer nem um pouco o meu gosto D: a renha ficou tri!

    ResponderExcluir
  16. Estou querendo muito ler esse livro a cada resenha minha vontade só aumenta pois todo mundo fala super bem dessa autora e dos seus livros.
    Ainda não li perdida mais quero muito também conhecer a história.
    Essa parece bem legal e a capa é linda de verdade

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!