5 de dez de 2012

Malícia por Chris Wooding

Malícia - #1
Segundo uma lenda urbana, existe uma revista secreta, Malícia, sobre um mundo macabro repleto de armadilhas e horrores, supervisionado por Jake Gigante, um sinistro mestre-de-cerimônias. Dizem ainda os boatos, que os adolescentes que aparecem na revista são pessoas reais, desaparecidas do nosso mundo e aprisionadas nos quadrinhos, vítimas das provações mortais de Jake Gigante. O livro intercala texto e quadrinhos.

Autor: Chris Wooding
Editora: Geração Jovem
ISBN: 9788581301129
Páginas: 432
Nota: 

Em algum momento da sua vida você já ouviu uma lenda urbana. Aposto que se, na época, você tivesse seis ou sete anos, teria ficado bem assustado. Eu ficava - e muito. Tinha aqueles casos em que você precisava invocar alguma criatura, chamar três vezes no escuro e coisas do tipo. A loira do banheiro, lembra? Todo mundo passa por isso, o que torna um assunto legal de ser abordado em livros infanto juvenis. Entretanto, não lembro de ninguém que tenha feito isso antes de Chris Wooding.

O autor começou com duas referências básicas para ganhar mais crédito com o público alvo: lendas urbanas "assustadoras" e livros de quadrinhos. Esses elementos são frequentes entre os 9 e 13 anos, e acaba cativando as várias crianças que vão sair por aí atrás de exemplares de Malícia nas bancas. Na história, Malícia é uma revista de quadrinhos secreta "comandada" por Jake Gigante, que sequestra as crianças que o invocam e as leva para uma dimensão paralela cheia de monstros. Cada edição da revista é com as crianças que se arriscaram a chamar Jake Gigante achando que não passasse de uma lenda boba. 

No início você acha que os protagonistas serão Luke, Seth e Kady, três amigos que ignoram a existência da lenda até Luke descobrir e fazer por brincadeira. A partir daí, Seth e Kady partem atrás de informações para resgatar o amigo, ou pelo menos descobrir o que aconteceu. Bastante aventura, um tanto de ação e mistério, mas desde então, Seth e Kady assumiram as rédeas da história e resta para Luke uma citação a cada 75 páginas. Tudo bem que só os dois personagens já conseguiram criar plots interessantes, mas ignorar a existência do grande impulsor de tudo é bem descabido. 

O grande trunfo de Malícia é sua diagramação. Posso falar? É muito, muito linda e bem desenvolvida. Além da parte escrita, o livro conta com algumas páginas de Malícia-quadrinhos, feitas por Dan Chernett. Para aumentar ainda mais o efeito dramático, tem algumas páginas com apenas uma palavra e outras pretas com letras brancas. Isso dinamizou muito mais a leitura, e as mais de 400 páginas passam em uma tarde.

Acho que foram os raros os momentos da minha vida literária que me deixei seduzir completamente por livros infanto juvenis. Esse nunca foi o meu gênero. Entretanto, não são leituras perdidas. Malícia é composto de aventuras, alguns diálogos bem bolados e engraçados e talvez um pouco de suspense. É uma leitura rápida, o tipo de livro que eu recomendaria para o meu irmão mais novo e qualquer criança que se encaixe na faixa etária de 9 a 13 anos. Se faz seu estilo, pode dar muito certo. 
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

13 comentários:

  1. parece ser muito legal! não tinha visto nada sobre este livro ainda, e não conheia ele, mas deve ser demais :D

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro.
    Mas quando vi 3 estrelas , fiquei apreensiva .
    Achei a sinopse interessante e sim ,já ouvi sobre lendas urbanas.
    Colocar medo em crianças, não sei.
    Eu não sou muito de terror e essas coisas não.
    A única coisa que li de terror mesmo, foi Claudia Gray e mesmo assim, não é tão terror, só estava na sessão mesmo.

    Eu não fiquei com vontade de ler. Sinto muito.
    Mas caso ele um dia chegue nas minhas mãos, lerei para dar minha opinião.

    Beijos amore *-*

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro.
    Mas quando vi 3 estrelas , fiquei apreensiva .
    Achei a sinopse interessante e sim ,já ouvi sobre lendas urbanas.
    Colocar medo em crianças, não sei.
    Eu não sou muito de terror e essas coisas não.
    A única coisa que li de terror mesmo, foi Claudia Gray e mesmo assim, não é tão terror, só estava na sessão mesmo.

    Eu não fiquei com vontade de ler. Sinto muito.
    Mas caso ele um dia chegue nas minhas mãos, lerei para dar minha opinião.

    Beijos amore *-*

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que livro diferente. Vou indicar para meus primos mais novos, vão adorar.
    Acho super interessante esta mistura de ação, histórias em quadrinhos, mistérios.. tem tudo a ver mesmo!
    E quanto a diagramação, estou super curiosa para ver. Assim que achá-lo em uma livraria, vou abrir para matar a vontade! *-*
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha do livro.
    Ele parece que é bom de se ler, a história é bem interessante.
    Mas não sei... nao me chamou atenção e acho que não compraria ele se fosse pra escolher entre ele e outro.
    Ele tbm ganhou so 3 estrelas entao...
    Tbm achei a capa estranha.
    bjim

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece ser bem interessante apesar que já passei da idade da indicação faixa etária, gosto de livros infanto juvenis e fiquei com vontade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
  7. Não estava muito empolgada com esse livro, mas depois de ler sua resenha até que me empolguei. Adoro lendas urbanas (É tão Supernatural e filmes de madrugada da Globo), e a junção quadrinhos e texto parece ser o estilo de Hugo Cabret que eu adorei. Vou participar da promo de fim de ano, quem sabe eu não dou sorte...

    ResponderExcluir
  8. Muito boa a resenha. Tenho um filho adolescente e penso que o livro fará bem o estilo dele.

    ResponderExcluir
  9. Menina eu não posso com lenda urbana,enfio a história na cabeça e fico aterrorizada,rsrs.Bjs

    ResponderExcluir
  10. Amei sua resenha, já tinha visto esse livro mas nunca tinha me interessado por que não gosto muito da capa dele, mas a história parece ser muito boa. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Não é meu tipo de leitura preferido, mas acho q pra uma tarde sem nada pra ler seria legal. Têm livros pra essa faixa etária q gosto como Os Karas A Droga Da Obediência. De vez em quando é bom uma leitura leve assim.

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha, estava curiosa pra saber um pouco mais sobre o livro e agora com certeza irei querer comprar o livro!!

    ResponderExcluir
  13. a resenha esta otima, esse livro me chama atenção mesmo não fazendu meu estilo de leitura

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!