22 de set de 2012

Dez (quase) amores por Cláudia Tajes

Dez (quase) amores
Maria Ana, personagem do livro de estréia da Claudia Tajes, também sonha com o príncipe encantado, mas não é fanática por contos de fadas: enquanto não pinta o homem certo, ela vai se divertindo com os errados.

Autora: Cláudia Tajes
Editora: L&PM Pocket
ISBN: 9788525417732
Páginas: 128
Nota: 

Sempre disse que prefiro livros de ficção e com histórias continuas. Leio não ficção, mas contrariada. Leio contos e crônicas, mas não me prendo. Crônicas porque tenho inveja absurda do escritor, contos porque sempre acho que prometem e não cumprem. Não me entenda mal, reconheço o estilo literário como algo interessante - mas é tão rápido que chega a ser vazio. Não são todos, é mais um pré-conceito meu. Generalizo livros. Mas dou chance a eles. As vezes.

Dez (quase) amores, da gaúcha Cláudia Tajes, é um pocket com dez crônicas sobre a vida amorosa de Maria Ana, seus dez namorados - não ao mesmo tempo, obvio. Um chick lit, praticamente. É um conjunto de experiencias amorosas fracassadas, diferentes e engraçadas. A personagem se entrega completamente aos supostos amores de sua vida, imagina o envelhecer juntos logo no primeiro olhar. Então se depara com situações inimagináveis. 

O título já denuncia: Maria teve dez (quase) amores. É inocência e falta de lógica da minha parte imaginar que o quatro é o amor da sua vida e que ela vai casar com o sete. Mesmo assim, eu torço que algum de seus romances de certo e ela finalmente desencalhe. Entretanto, se a protagonista casar, acabou histórias. Melhor solteira e desimpedida mesmo.

São contos de 15 páginas, mais ou menos, mas fluem super rapidamente e o livro acaba em pouco mais de uma hora. A autora escreve muito bem e tem ótimas tiradas. A protagonista é irônica, e geral sabe que amo humor negro. Só uma coisinha: o livro se passa no Rio de Janeiro, mas por vezes senti algumas coisas muito gaúchas no enredo. Não é nada que afete gravemente o enredo, mas seria mais lógico ter como cenário Porto Alegre.

Histórias curtas, rápidas, divertidas - Dez (quase) amores é um chick lit em outra forma de apresentação. Se não adorei, é por causa desse formato interrompido. De qualquer modo, foi uma leitura gostosa e que rendeu boas gargalhadas. Se você está em busca de um livro cura-ressaca, leia esse. Não é profundo, mas foi exceção e cumpriu o que prometeu. E eu realmente devo parar de generalizar livros.
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

12 comentários:

  1. Gostei da sua resenha, mas acho msm que não gostaria do livro. Ainda mais que é meio que por contos, desses amores dela. As vezes msm bom ler um livro assim mais básico, mas não sei se meu homor literario tá mt nessa onda kkkkkk
    bjim

    ResponderExcluir
  2. Não sabia da existência desse livro, até que me interessou. Talvez se surgir oportunidade, não deixo passar. Se bem que parece aquele livro que é clichê, coisinha básica!

    ResponderExcluir
  3. Não gostei do livro achei a história meio sem graça ! Bem mas otima resenha mana !

    ResponderExcluir
  4. Me lembrou o 'qual é seu número', apesar de eu nao ter lido nenhum dos dois! xD

    Parece ser engraçadinho, mas pra ler chick-lit eu preciso estar inspirada! xD

    ResponderExcluir
  5. Oi, Joana! ^^
    Você conseguiu definir o meu problemas com contos: o formato interrompido me incomoda muito! Você não tem tempo de entrar na história nem se afeiçoar aos personagens, principalmente quando são contos muito curtos.
    Não sabia que "dez (quase) amores" era um livro de contos. quase o comprei uma vez. se tivesse comprado, era decepção na certa!

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  6. ainda não conhecia o livro, mas parece ser bom.
    por ser curtinho assim, acho que dá para ler rápido né? :P
    fiquei com votnade de ler. :D

    ResponderExcluir
  7. Se divertir com os errados não dá certo '-'
    contos? ah eu odeio, não suporto, são tão pequenos KKKKK
    Conhecia o livro e acho que não leria T_T

    ResponderExcluir
  8. Parece legal, apesar de eu não ler muito chick lit. Eu não sou fã de contos, só tenho 1 livro do Neil Gaiman de contos...
    Mas, daria uma chance.

    ResponderExcluir
  9. Já perdi a conta de quantas vezes vi esse livro baratinho no submarino, mas nunca comprei por não saber o que esperar. Sua resenha foi bastante esclarecedora, mas o livro não entrou na minha lista de desejados, apesar das boas experiências que tenho tido com contos.

    ResponderExcluir
  10. Parece divertido.. apesar de eu não ser muito fã de contos e cronicas..

    ResponderExcluir
  11. Eu já li um outro livro da Cláudia: A vida sexual da mulher feia. Muito engraçado e cheio de tiradas ironicas e esse livro também parece ser muito legal.

    ResponderExcluir
  12. to necessitada de um livro que me faça rir esse livro já está nos meus desejados mas por causa do título

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!