10 de set de 2012

A pílula do amor por Drica Pinotti

A pílula do amor

Esta poderia ser mais uma daquelas histórias em que a protagonista está na faixa dos 30 anos, é bonita, descolada, tem um emprego legal, uma mãe meio rebelde e sonha com um grande amor que de preferência não dê muitos palpites em sua vida. Poderia, se Amanda não contasse com um ingrediente a mais: ela é totalmente, absolutamente, hipocondríaca. Não passa uma semana sem se presentear com uma consulta ao novo especialista da cidade, seja lá qual for a especialidade. A chegada de Brian à vida de Amanda bem que poderia dar uma virada de mesa nessa situação, mas ele tem um cachorro, o que inviabiliza qualquer possibilidade de romance. Afinal, Amanda prefere morrer solteira a conviver com os milhares de germes que habitam o corpo daquele animal "selvagem"... A pílula do amor é um romance sobre neuras, mas sobretudo sobre tolerância. Brian saberá dar a Amanda o remédio de que ela no fundo precisa? E Amanda conseguirá descobrir qual é a verdadeira causa de seu problema e poderá ter uma vida normal e feliz? Descubra a resposta na divertida história de Drica Pinotti, um livro que fará você rir muito, lembrar de pessoas conhecidas e, principalmente, parar para pensar se não está levando as coisas muito a sério. 

Autora: Drica Pinotti
Editora: Prumo
ISBN: 9788579270871
Páginas: 280
Nota: 

Você já reparou quantas vezes a gente usa termos de doenças psicológicas para falar sobre algo qualquer, transformar um simples exagero num transtorno psíquico? Pense bem. Quantas vezes você já chamou alguém de bipolar, embora de brincadeira, por essa pessoa trocar de opinião com muita facilidade? E aquelas outras vezes que a pessoa que está sempre lendo uma bula de remédio é acusada de hipocondríaca? É normal, todo mundo faz isso. Só que, as vezes, usar essa metáfora em vão acaba limitando seu conhecimento sobre. É nessa hora que a literatura entra para fazer sua parte. 

A pílula do amor é um chick lit narrado pela visão de Amanda, uma hipocondríaca. Ela toma vários remédios por dia, já foi em mais de duas mil consultas, não confia em médicos e sabe tudo sobre qualquer doença no mundo. Várias vezes durante o dia Amanda acha que vai morrer, que seu corpo foi consumido por uma doença maligna e tem apenas segundos de vida. Parece engraçado, no inicio você acha que a personagem só está bancando a drama queen, mas depois percebe o quanto isso a afeta - e aos outros ao seu redor. Amanda não consegue ter uma vida normal, relacionamentos e um dia a dia tranquilo. Como ela diz várias vezes, hipocondria é sua droga. 

A autora soube introduzir muito bem o leitor à doença. Depois que você para de tratar Amanda com ceticismo, aprende a lidar com as crises de pânico da protagonista e torce pela sua recuperação. Entretanto, a relutância de Amanda em procurar um terapeuta é estranho para alguém que tem médicos de todas as especialidades possíveis da discagem rápida. Você precisa de tratamento, não de mais calmantes, aspirinas, doses de morfina. (PS: A morfina foi exagero meu, ok)

O título sugere romance, você espera romance, certo? Não espere. Amanda tem vários encontros, vários pretendentes, mas romance de verdade - inclusive o da sinopse - só vai acontecer pra lá da página 200, e mesmo assim achei bem superficial. Eu imaginava que seria o central da história, mas foi só um detalhe a mais na vida da protagonista. Importante para o final, mas que não muito relevante para o desenvolvimento.

Drica é conhecida por seus livros infanto-juvenis, o que complicou um pouco na hora de escrever para um público mais maduro. A construção da sua narrativa em primeira pessoa denuncia uma imaturidade da protagonista, com piadas forçadas. Eu ri? Sim, um pouco, mas não por Amanda e, sim, por sua mãe e Brian. Além disso, os parágrafos são enoooormes, e a narração poderia ter uma enxugada, ao mesmo tempo que diálogos poderiam ser acrescentados. 

Eu tinha vontade de ler esse livro a bastante tempo, e minhas expectativas estavam bem altas. Meu primeiro erro. Eu gostei, aprendi bastante sobre hipocondria e doenças, mas acabou que o livro falhou em protagonista e narrativa. Embora eu tenha entendido o problema de Amanda, não consegui gostar dela. A Pílula do Amor é um chick lit em forma bruta, e apenas com uma boa lapidação poderia deixar excelente.
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

11 comentários:

  1. não tinha lido nada sobre este livro ainda, mas parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei bem curioso para ler o livro. Nunca tinha ouvido falar sobre ele!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Poxa! Olha a capa desse livro! achei linda! Mas o preço deve ser bem ruim! A Pílula do Amor parece ser um livro ÓTIMO e muito engraçado (pelo que já tenho escutado).
    Achei a capa bem parecida com aquele livro da Lauren Conrad. que tbm estou louca pra ler.
    bjim

    ResponderExcluir
  4. Eu não gostei não ! Achei a história muito sem graça prefito história de outros generos !

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros com romance e comédia :D
    Sua resenha ficou excelente.E essa capa simplesmente ameiiii!!!

    ResponderExcluir
  6. Gostei da capa... e achei interessante a historia...
    Vamos ver,...

    ResponderExcluir
  7. Já ouvi falar sobre essa síndrome, mas não me lembrava do nome, acho até engraçado, rs. Já vi esse livro no submarino, creio eu, tive até vontade de ler. Acho que leria :D

    ResponderExcluir
  8. Acho a capa desse livro um charme, e só de olhar pra ela já penso em romance e fiquei bem desanimada ao ler sua resenha e ver que esse não é o foco do livro. Muita narração e pouco dialógos também não me atrai muito...

    ResponderExcluir
  9. Essa resenha veio na hora certa! Tava no skoob agorinha escolhendo um livro pra solicitar e vi esse, mas não sabia se era bom, so sabia que era nacional (é nacional neh?!). Mas acho que fiz bem em não solicitar, pois achei que fosse mesmo romance.

    ResponderExcluir
  10. Eu não tinha vontade de ler esse livro...E pra falar a verdade continuo nao tendo.

    Parece meio chatinho e drama enrolado demais, se é que vc me entende. A capa é bonitinha, mas só xD

    =*

    ResponderExcluir
  11. ha eu to louca pra ler esse livro, mas não to achando pra compra e queria mt baixar só não sei onde faço isso : (

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!