9 de jul de 2012

O Torreão por Jennifer Egan

O Torreão
Danny é um nova-iorquino viciado em celular que, entre outros estranhos talentos, consegue detectar na própria pele se um lugar tem sinal de internet wi-fi. Quando seu primo Howard, de quem havia se afastado após uma brincadeira de mau gosto na adolescência, o convida para conhecer o castelo europeu que comprou e está reformando com a intenção de transformar em hotel de luxo, Danny acha que é uma boa oportunidade para retomar o contato e ao mesmo tempo fugir da confusão que arrumou em seu último emprego. Ao chegar lá, no entanto, as coisas começam a ficar estranhas. O torreão do castelo, que serviu de fortificação durante muitos séculos e resistiu a diversas tentativas de invasão, ainda é ocupado pela antiga proprietária - uma baronesa sinistra que parece velha demais para estar viva. Uma piscina mal-assombrada e um traiçoeiro labirinto subterrâneo completam a aura de mistério do lugar. Quando o pânico toma conta de Danny, ele descobre que a "realidade" pode ser algo em que não consegue mais acreditar. De maneira inventiva e subvertendo os limites entre fantasia e realidade, Egan constrói uma história que prende o leitor a cada página e nos faz ter vontade de reler o livro muitas vezes.

Autora: Jennifer Egan
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580571905
Páginas: 238
Nota: 

Tenho a impressão que Jennifer Egan é a autora do momento. Pleno julho, e dois de seus títulos já foram publicados no Brasil só esse ano. Ela se fez presente na FLIP 2012, e seus livros são altamente disputados por diretores de cinema consagrados que querem adaptá-los para as telonas. Sem dúvida, a autora vive um dos melhores momentos de sua carreira. Quando tive a oportunidade de conhecer seu trabalho, aproveitei. Em sua forma, Jennifer é genial. Infelizmente, não compartilho do mesmo gosto.

O Torreão é uma história dentro de outra história. O narrador-personagem, Ray, é um presidiário que escreve para uma especie de aula de Escrita Criativa dentro da cadeia. Sua história é sobre Danny, um nova iorquino que parte para ajudar o primo, Howie, na reconstrução de um castelo que se tornará um hotel. Entre os primos, existe um pequeno problema não resolvido, que parece ter sido superado por Howie, porém não por Danny. Nesse meio tempo, conhecemos o grande atrativo do castelo: o Torreão, uma "torre"  que atraí o nova iorquino desde o primeiro momento.

É diferente de tudo que já li. Jennifer Egan não se agarra à clichês, escreve tramas diferentes e que traduzem exatamente o que ela quer que o leitor saiba. Ela não larga informações complementares para ajudar no entendimento, não deixa pistas sobre o mistério, nada que facilite a vida de quem lê O Torreão. Fiquei confusa durante muito tempo. Foi só quando cheguei pela metade do livro, que peguei a ideia de tudo e me empolguei, só parei quando finalmente terminei o livro. Mesmo assim, muitos (repito: muitos!) detalhes ficam em aberto. Minha mente grita cinco mil perguntas nesse momento. Resumindo, a autora é como Machado de Assis: deixa você entender como quiser. Jennifer fica consagrada como genial, enquanto o pobre leitor tenta assimilar tudo. Tem gente que adora isso. Eu, entretanto, só fico confusa.

Não gosto de Danny. Nem um pouco. O personagem é viciado em tecnologia, com mania de perseguição, bipolaridade, fica extremamente feliz com a desgraça alheia, e não senti nenhum fio de carisma vindo dele. Já Ray, que protagoniza menos capítulos (esses em primeira pessoa), é muito mais carismático, mesmo cheio de mistérios e com "passado" sombrio. É interessante tentar descobrir quem ele é na história que escreve, já que afirma estar presente n'O Torreão. 

A narrativa é confusa, como eu expliquei antes. Ok, entendi os motivos da autora, seu grande jogo com o leitor. Não reclamo disso. Só quero saber o que aconteceu com o bom e velho: "dois-pontos-nova-linha-paragrafo-travessão". Cadê?! Além disso, a autora faz uma critica sutil e bem formulada à sociedade 2.0, viciada em tecnologia, que se sente perdida sem internet. É, serviu pra mim. 

Por mais que não tenha sentido toda a excelência da criação de Jennifer, eu gostei. O Torreão é uma obra em que a desestrutura é propositada, assim como todas as amarras desamarradas. Sinto como se a autora tenha feito exatamente o que quis fazer com o livro, agora só resta saber se toda essa confusão serviu para os fãs. Se fizer seu estilo, recomendo.
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

PS: 100º LIVRO DO ANO, YEY; META DE LEITURA CUMPRIDA, YEY! \õ/

13 comentários:

  1. esta autora deve ser muito boa mesmo!
    fiquei super interessada no livro *-*
    só não gostei muito da capa ;x

    ResponderExcluir
  2. Conheço a autora de nome...Tinha um outro livro dela, alguma coisa com tempo...Diacho, esqueci o nome. Era dela..e eu queria ler esse livro. Então já vi esse novo e fiquei com vontade de ler também. Vê se pode! Dois dela e eu não li nenhum ainda :S

    ResponderExcluir
  3. Não gostei muito da cap do livro e para ser cincera eu não me interessei pelo livro não faz meu estilo ! u.u

    ResponderExcluir
  4. Tenho ouvido coisas boas sobre a autora e pessoas loucas por esse lançamento. Eu ainda não me animei, e um livro me deixando com mais duvidas ainda não sei se consigo ler até o fim. Acho que não faz meu estilo, mas quem sabe.

    ResponderExcluir
  5. Esse estilo de narrativa confusa não me atrai! Já não tinha vontade de ler esse livro e agora que li sua resenha é que não quero mesmo, além de ser confuso, ainda fica muitas perguntas abertas? dispenso!

    ResponderExcluir
  6. HUm...os dois livros dela lançados no Brasil achei muito confuso.Nao gosto de narrativas confusas(mesmo que seja proposital).
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Queria ler algum livro dela devido a tudo o que tenho ouvido falar sobre seu modo de escrita. Mas pelo que li na sua resenha acredito que esse livro não vai funcionar comigo. Não gosto de livros que deixem coisas em aberto, o leitor entendendo do jeito que quiser... Parabéns por alcançar sua meta de leitura ;)

    ResponderExcluir
  8. Já ouvi falar dos livros dela, mas não li nenhum... Me interessei mais pelo outro dela, A viagem cruel do tempo... Não sei se vou querer ler não...

    Beijos =D

    ResponderExcluir
  9. Sinto muita curiosidade em conhecer os livros dessa autora.Mas não gosto de tramas em aberto, gosto de saber exatamente o que está acontecendo. Mas de qualquer forma quero ler. Bjkss

    ResponderExcluir
  10. A principio, o livro nem me chamou a atenção. Mas ao ler a sinopse isso mudou.
    Tá, achei interessante e tals..mas isso mudou muito qdo comecei a ler sua resenha. Não esperava que um livro assim, com uma capa tão xoxinha fôsse assim, capaz de trazer uma história tão forte e que fizesse a imaginação fluir tão bem.
    Claro, o livro está indo pra lista de desejados.E ainda vai virar filme??
    bjim

    ResponderExcluir
  11. Começando pela capa, desde a primeira vez que vi não me chamou nada a atenção. Ainda, é a primeira vez que leio algo sobre (sinopse e resenha) esse livro, então até considerei diferente e interessante.

    ResponderExcluir
  12. eu comprei "A Visita Cruel do Tempo", mas ainda não li, infezlimente, estou super curioso para ler os livros da Jennifer Egan afinal ela ganhou o Pulitzer de ficção, queria muito ter ido ver ela na FLIP

    ResponderExcluir
  13. Não sabia que era assim, tipo machado de assis rs
    Eu gosto de livros que sejam bem estruturados e se tem alguns mistérios TEM que ser solucionado dentro do livro, não gosto se não for dessa forma. Todos falaram mil maravilhas desse livro o que me deixou curiosa, mas não é um desejado.
    Bj

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!