28 de jun de 2012

Caminhos de Sangue por Moira Young

Caminhos de Sangue - Dustlands #1
Saba passou a vida inteira na Lagoa da Prata, uma imensidão de terra desértica assolada por constantes tempestades de areia. O lugar não a incomoda, contanto que o irmão gêmeo, Lugh, esteja por perto. Quando, porém, uma gigantesca tempestade chega trazendo quatro cavaleiros de mantos negros em seu rastro, a vida que Saba conhece chega ao fim: Lugh é raptado e ela tem que embarcar em uma perigosa jornada para resgatá-lo. Repentinamente jogada na realidade selvagem e sem lei do mundo além da Lagoa da Prata, Saba não consegue pensar no que fazer sem Lugh para guiá-la. Por isso, talvez a maior surpresa seja o que descobre sobre si mesma: é uma lutadora incansável, uma sobrevivente feroz e uma oponente perspicaz. Com a ajuda de um audacioso e atraente fugitivo e de uma gangue de garotas revolucionárias, Saba se torna a protagonista de um confronto que vai mudar o destino de sua civilização. Com ritmo arrasador, ação constante e uma história de amor épica, Caminhos de sangue é uma aventura grandiosa ambientada em um mundo futurista e violento. 

Autora: Moira Young
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580571943
Páginas: 352
Nota: 

Admito que em termos literários, eu sou exigente ao ponto de ser chata. Muito chata. Eu preciso gostar do que leio, preciso entrar na história, me afeiçoar a personagens, sentir arrepios nas cenas de ação e vontade louca de chorar em certas partes. Se eu derramar algumas lágrimas, melhor. Eu complico com as pessoas, com o gênero, com a narrativa... Mas tem aqueles livros que conseguem mascarar aquela péssima característica com algo extremamente maravilhoso. Caminhos de Sangue, livro de estreia de Moira Young, tem uma narrativa muito ruim, mas tudo se compensa pela história excelente.

Num mundo pós apocalíptico, as pessoas vivem isoladas. Pelo menos é isso que pensa Saba, de 18 anos, que nasceu e cresceu no meio do nada, apenas com o Pai, o irmão gêmeo, Lugh, e a irritante irmã mais nova, Emmi. Um belo dia, uma tempestade de terra trás quatro cavaleiros até sua casa, que matam seu pai e sequestram o irmão. O mundo que Saba conhecia desmorona. Lugh era tudo para ela - e precisa encontrá-lo. 

Caminhos de Sangue é nível de crueldade de Jogos Vorazes. Distopias funcionam muito melhor quando perturbam, quando provocam reflexões e dão um choque de realidade, por mais futurista que seja. Parece que o futuro é um retrocesso, e todas as lutas por liberdade que a Terra já sediou não valeram nada. Nesse livro, a protagonista embarca numa jornada em um mundo que ela não conhecia, que seu pequeno lar nunca apresentou. É cruel, sofrido, doloroso e muito, muito bom.

Demorei para gostar de Saba. Não nego que ela é forte, corajosa, determinada, e a seu modo, esperta. Ironicamente, ela consegue ser muito ignorante e cabeça-dura. Dá pra entender, ela não conhece nada além do mundinho limitado e isolado em que vive. O que mais irrita nela é sua confusão sentimental - a dependência por Lugh, o ódio que nutre por Emmi, a relutância em confiar nos outros. Ao mesmo tempo, é muito legal ver o desenvolver de seus relacionamentos, o amadurecimento da protagonista.

O problema do livro é sua narrativa simplesmente péssima. Sem exageros. Como é em primeira pessoa, não sei se devo apresentar à Saba ou à Moira o clássico "dois-pontos-nova-linha-paragrafo-travessão". Também não me importaria que a autora usasse gerúndio, pronomes oblíquos, conjugasse o verbo estar, não usasse artigo antes de nome próprio, e principalmente, escrevesse "não". Tem como mostrar que a personagem é ignorante sem apelar por assassinatos à língua portuguesa (ou inglesa, pois o original também é desse jeito). Tá leno algo assim num é legal

Só que chegou um momento que não me importei mais com a linguagem, tudo que eu queria era mais e mais doses de Caminhos de Sangue. O ritmo é ágil, as cenas de ação são eletrizantes, as coisas acontecem e não cansam o leitor. Quer dizer... O livro cansa a ponto de fazer o leitor desejar por algum tempo de paz, sem aventuras. Mas quem disse que pode? Vamos enfrentar minhocas infernais!

Amei, amei, amei! Depois de reclamar muito do jeito que Moira escreve, fui fisgada por uma história criativa, bem formada, cruel e cativante. Caminhos de Sangue é quase tão bom quanto Jogos Vorazes (falta Peeta e Katniss), e uma das melhores distopias que já li. Recomendo para quem gosta, quem não gosta, quem pode gostar... Só comece a leitura sabendo que irá ler muito "num" no lugar de "não". Simplesmente ignore.
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

9 comentários:

  1. Nossa fiquei com muita vontade de ler o livro ! Eu não pus muita confiança nele porque queria ouvir a opinião de alguem primeiro ! ^^ E pelo visto valeu a pena espera porque esse livro veio pra arrazar ! ;) Otima resenha !

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkk' adorei sua resenha, bem engraçado seu ponto de vista. Tbém sou meio chata com livros, quero estar no meio dele o tempo todo,senão ja acho qe tá faltando ''alguma'' coisa rs
    Ja tinha lido uma resenha desse livro,e tomei afeição por ele,parece realmente ser um bom livro,eletrizante e viciante,mas incriiiiiiiiivelmente eu nunca achei na livraria pra comprar oO
    Vou procurar pela net que deve ficar mais fácil rs, bjs :)

    ResponderExcluir
  3. adorei a resenha
    o que me deu vontade de ler foi o aparente amor incondicional que ambos sentem um pelo outro.
    não gosto muito de estórias épicas, mas esta me parece boa

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela dica do "num" no lugar do "nao".Gostei do tema,ja que sou fa assumida de distopias.Sera leitura obrigatoria para mim.
    Bjs
    Fabianne

    ResponderExcluir
  5. Quando esse livro foi lançado fiquei com vontade de ler mas não fazia a menor ideia do que esperar e sua resenha me deu uma boa perspectiva. Gostei bastante de Jogos Vorazes, e curto o gênero distopia mas não tenho paciencia pra narrativas ruins, ainda mais se for uma série.

    ResponderExcluir
  6. Bom, adorei sua resenha!! No inicio me apixonei pela história, depois comecei a achar q não iria gostar do livro uando vc comentou sobre a narrativa ai depois comecei a achar que a história poderia sim me agradar...rss (Que confusão né?!)
    O livro não entrará na minha lista de prioridades mais, um dia se tiver oportunidade leio..rsrs
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Essa parece ser boa. Acho que não tinha visto resenha desse livro ainda....é, não vi mesmo. Só vi o livro em si e a sinopse. Caramba, deu um baita estimulo para ler agora. Gostei ainda mais desse livro!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, eu taava olhando ontem esse livro, até adc no skoob, fiquei com muita vontade de ler. Eu soube que o livro é numa linguagem bem como a gente fala, mas "num" no lugar de não??? Tipo "num quero" ? Estranho... Mas quero ler mesmo assim. A comparação a Jogos Vorazes só aumenta a curiosidade.

    ResponderExcluir
  9. Eu já adicionei esse livro na minha estante no skoob, e depois dessa resenha, me deu mais vontade de ler!!! Adoro livros distópicos, amei Jogos Vorazes, e com certeza vou amar Caminhos de Sangue!!1

    Beijos =D

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!