12 de abr de 2012

Louras Zumbis por Brian James

Louras Zumbis

A partir do momento que Hannah Sanders chegou à cidade, ela sentiu que havia algo errado. Muitas casas estavam à venda, e a cidade parecia infectada por um silêncio sobrenatural. E então, no primeiro dia de Hannah no colégio, ela correu para um grupo de cheerleaders, as meninas mais populares da escola. O estranho era que elas eram quase idênticas na aparência: loira, bonita, e pálida. Mas Hannah quer desesperadamente se adaptar independentemente do que seu amigo Lukas está dizendo a ela. Quando seu sonho de ser uma delas começa a se tornar realidade ela vê que isso pode ser um pesadelo!

Autor: Brian James
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501085351
Páginas: 240
Nota: 

É ótima a sensação de marcar como lido um livro que está na estante de vou ler há eras. As vezes, a sensação é ainda melhor do que a leitura. Um exemplo é Louras Zumbis, livro que eu cobiço desde o lançamento em 2010, mas que só tive chance de ler agora. Certo, eu tinha expectativas altas. E, já adiantando, eu me decepcionei. Será que um dia eu aprendo?

O pai de Hannah Sander está sempre endividado até o pescoço, e por esse motivo, eles vivem pulando de cidade em cidade, até serem encontrados pelos credores. É nesse nomadismo que Hannah cresceu e aprendeu que, para uma vida mais fácil, é sempre bom ser amiga das garotas populares. Maplecrest não é diferente, com suas líderes de torcidas loiras, magras e de olhos azuis. Claro, e com o nerd que vive criando teorias conspiratórias, como por exemplo, todos na cidade serem zumbis. Agora Hannah precisa descobrir até aonde pode acreditar...

Uma coisa de que pode acabar com a graça de um livro é o título. Sim, o supostamente inofensivo título. Louras Zumbis é revelador, a graça do livro - que seria descobrir os mistérios de Maplecrest - está ali: a primeira coisa que você lê. Aí eu me pergunto como ser cativada por uma história onde o mistério não é mistério? Seria como se a primeira cena de Pretty Little Liars mostrasse quem é -A! Não faz sentido e perde sua magia.

Hannah é esperta, porém relutante em acreditar nas conspirações de Lukas, seu amigo estranho e impopular. Achei inteligente da parte dela saber que tem que se unir às populares de cada lugar para não ser importunada - normalmente, as protagonistas tentam ser invisíveis, até se apaixonarem pelo cara popular e todo esse clichê high school que você já conhece. Louras Zumbis é diferente aí: seu ponto positivo!

O livro é super curtinho, li em uma tarde livre e ainda deu tempo para terminar Ecos da Morte e ler metade de A invenção de Hugo Cabret. Os zumbis não me surpreenderam, deram medo ou nojo - nem nenhum sentimento que eu esperava em conhecer essa mitologia. Por mais que o livro seja bom em mostrar uma versão mais esperta do high school, não era o que eu queria. 
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

3 comentários:

  1. Gostei da resenha, e gostei da sinceridade também.
    É um livro que sempre me chamou a atenção e que eu queria muito ler, mas agora não tô mais tão empolgada.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. OMG! Pára com isso, eu sou loura! hahaha
    Não tenho vontade de ler esse livro não...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Ai que sem sal...
    Já não queria ler, agora que quero menos ainda.

    O livro pode não ser lá essas coisas mas ao menos a resenha salvou neh?

    Bjuuss

    Nâna

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!