13 de fev de 2012

Roadie por Matt McGinn

Roadie - A minha vida na estrada com o Coldplay

Roadie do Coldplay de longa data, Matt deu praticamente todos os passos ao lado da banda no decorrer de uma década de turnês internacionais e vendas de mais de 40 milhões de discos. Com prefácio da banda e fotografias exclusivas, Roadie expõe momentos definitivos, fascinantes e muitas vezes hilários da vida nos bastidores. Histórias sobre viagens em jatinhos executivos e caçadores de palhetas ganham vida quando Matt tenta explicar por quê, independentemente da montanha (e do equipamento) que precisa ser colocada em movimento, o show deve sempre, sempre continuar.

Autor: Matt McGinn
Editora: Lafonte
ISBN: 9788564264465
Páginas: 207
Nota: 

E olha quem disse que não iria ler não-ficção em 2012, já com um livro logo no inicio de fevereiro. O caso é que eu gostei de um trecho de Roadie que eu tinha lido numa revista e fiquei a fim de ler o livro. Não me julgue por quebrar minhas metas, ok?! E nem foi uma quebra, de qualquer modo... O Coldplay disse que pelo menos metade do livro é verdade - o que faz da outra parte ficção, certo? 

Para os fãs de Coldplay, essa é a chance de entrar nos bastidores da banda ao lado de Matt McGinn, um dos roadies que esteve junto desde que eram somente mais uma banda indie britânica de um sucesso só. Nesse livro a gente vê como a banda começou, os altos e baixos, os bastidores da turnê - o que o show não mostra e as entrevistas não perguntam.

Eu não sou grande fã do Coldplay. Escuto Viva la vida e Paradise, vi o show do Rock in Rio na Multishow, mas pouco conheço da banda. Eu vi em Roadie uma chance de conhecer mais dela e desse mundo. Já li muito sobre cantores, produtoras e esse universo tão amplo - mas só Roadie mostrou o quanto tudo é mais complicado do que a gente imagina. Ahh, Roadies são aqueles caras da camiseta preta que auxiliam a banda, afinam os instrumentos e fingem tocar um instrumento qualquer pra não denunciar o playback. O universo por trás do espetáculo é bem mais espetacular. Tá, nem tanto, mas você entendeu o que eu quis dizer!

Matt é um cara irreverente, sabe usar as palavras (e fala palavrões como interjeições o tempo inteiro!) e deixa a sua experiencia ao lado do Coldplay legal de ler. Eu diria que isso não é uma autobiografia, e sim um livro de memórias de uma pessoa viva. Pouco sabemos da vida pessoal do autor, mas em compensação, todos os detalhes íntimos da carreira da banda está aí. Adorei o capitulo que ele conta como foi conhecer famosos, voltar ao tempo de tietagem na adolescência e cruzar com Madonna nos bastidores. Imagina que incrível?

Instrumentos, equipamentos, celebridades, shows e, claro, muito rock n' roll. Roadie - A minha vida na estrada com o Coldplay é um prato cheio para os fãs da banda, ou quem gosta desse universo. Ainda gosto muito mais de ficção, porém acho que dependendo da pessoa em questão, memórias de pessoas vivas (isso não existe de verdade, né?) ou então mortas, podem ser ótimos passatempos. Agora preciso voltar para um mundo imaginário!
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

4 comentários:

  1. Nossa, imagino quanta coisa diferente não acontece nas turnês dessas bandas.. Gosto do Coldplay, embora admita que há tempos não tenho ouvido lá muito o som deles.
    (fiquei até com vontade de virar roadie agora, hauahauahau)

    ResponderExcluir
  2. Nossa a vida das bnadas deve se muito agitada , mas não sei se vou ler porque não gostei muito das tres estrelinhas ! Gosto como os cinco ou quatro estrelinhas ! Mas acho que vou dar uma chance !

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito fã de Coldplay também, mas me pareceu interessante este livro.
    Vou tentar pensar nele com carinho para as minhas próximas aquisições, mas ainda estou para ler a biografia do Steve Jobs, que ganhei de Natal de um amigo que me disse que o livro parece ser bom.
    Por enquanto é isto. Beijos e ótima resenha!!

    ResponderExcluir
  4. Eu também não sou fã de Coldplay; pra falar a verdade uma das poucas musicas que conheço é mesmo "viva la vida", e não gosto (desculpa). Acho que não iria conseguir ler esse livro.
    Achei engraçada a parte que você disse na resenha "Roadies são aqueles caras da camiseta preta que auxiliam a banda, afinam os instrumentos e fingem tocar um instrumento qualquer pra não denunciar o playback" haha Eu ja estava fazendo exatamente essa pergunta!
    Mesmo sendo metade do livro verdade e eu adorar música... Esse não é pra mim. Fica pra próxima.

    @karolyne_so
    Beijinhos

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!