18 de fev de 2012

A Linguagem das Flores por Vanessa Diffenbaugh

A linguagem das flores

Victoria Jones sempre foi uma menina arredia, temperamental e carrancuda. Por causa de sua personalidade difícil, passou a vida sendo jogada de um abrigo para outro, de uma família para outra, até ser considerada inapta para adoção. Ainda criança, se apaixonou pelas flores e por suas mensagens secretas. Quem lhe ensinou tudo sobre o assunto foi Elizabeth, uma de suas mães adotivas, a única que a menina amou e com quem quis ficar... até pôr tudo a perder. Agora, aos 18 anos e emancipada, ela não tem para onde ir nem com quem contar. Sozinha, passa as noites numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular. Quando uma florista local lhe dá um emprego e descobre seu talento, a vida de Victoria parece prestes a entrar nos eixos. Mas então ela conhece um misterioso vendedor do mercado de flores e esse encontro a obriga a enfrentar os fantasmas que a assombram. Em seu livro de estreia, Vanessa Diffenbaugh cria uma heroína intensa e inesquecível. Misturando passado e presente num intricado quebra-cabeça, A linguagem das flores é essencialmente uma história de amor – entre mãe e filha, entre homem e mulher e, sobretudo, de amor-próprio. 

Autora: Vanessa Diffenbaugh
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580410174
Páginas: 292
Nota: 

Não, esse não é um guia sobre o significado de plantas (embora esse pequeno dicionário floral existe nas últimas páginas como um extra). A Linguagem das Flores é um dos romances mais dramáticos que já li, uma capa bonita, uma lição de moral valiosa. Tá, e uma boa aula sobre flores e esse universo. 

Victoria passou por vários abrigos depois de ter sido tachada como "imprópria para adoção" aos 10 anos. Ao completar 18 anos, ela é despejada de seu último "lar" e passa a viver na rua, comer sobras e conviver com o frio. Aos poucos ela vai ganhando a confiança de Renata, uma senhora dona de uma floricultura. Esse mundo das flores é a única coisa "bonita" que agrada Victoria, que aprendeu todos os significados com Elizabeth, sua mãe adotiva por um ano.

O inicio me perturbou. Todo mundo sabe que orfanatos e abrigos são lugares tão animados quanto a cadeia. Lá as pessoas são cruéis (flor: urtica), e é essa perspectiva das pessoas que Victoria cresceu - e desenvolveu misantropia (ódio do mundo, flor: cardo). Ela sabe ser má, não se importa com ninguém - nem com si mesma. Ela cresceu e conheceu o pior do mundo, a parte mais tenebrosa da sociedade. Victoria não sabe o que é amar (flor: murta).

Eu não gostei dela, achei-a muito confusa. Ela não sabe quem é, muito menos o que quer. Tirando a parte das flores, Victoria é uma incógnita. Ela sabe o que vai fazer, sabe o que é certo e o que é errado, mas insiste em optar pela segunda maneira. Quando vc se convence que, dessa vez, ela vai fazer algo correto, ela faz outra coisa completamente irracional. Eu já expliquei que ela tem seus motivos, mas as vezes é bom ver um pouco de estabilidade, mesmo que isso seja algo que você não tenha convivido.

A narrativa é bem fluida, tanto que li o livro - mesmo sem muita animação - em um dia. Eu amei as partes que ela montava buquês, Victoria se torna outra pessoa: tão inteligente e carismática! O livro é em dois tempos: o presente, e oito anos atrás quando ela morava com Elizabeth e conhecia a linguagem das flores.

Tocante. Dramático. Linguagem das Flores não é meu tipo de leitura, mas é um bom livro. Eu não gostei de Victoria, não faço de sua história algo agradável de ler - mas olhando por cima, é fofinho. Vanessa foi ótima em descrever esse mundo e consegue colocar o leitor dentro da história. Mas eu não chorei #superação! Se vc está querendo um livro que lhe faça refletir: A linguagem das flores!
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

6 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Girlie! Estou ansiosa para ler A Linguagem das Flores! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Me deparei com este livro ontem, em uma papelaria, mas não cheguei a vê-lo mais de perto... quem sabe não o compro.

    ResponderExcluir
  3. Parabens pela otima resenha ! Parece ser bom o livro ! Vou ver se concigo ler o mais rapido o possivel ! Beijos !

    ResponderExcluir
  4. Eu quis esse livro no dia em que chegaram pra mim alguns marcadores que ganhei num sorteio de natal. Dentre eles, o marcador desse livro, e eu achei a coisa mais linda, as cores bem vivas, bem colorido,o azul perfeito. Então procurei por resenhas pra saber a história desse livro. Mesmo tendo um pouco de drama, da personagem ser tão confusa como você disse, acho que ainda assim quero esse livro. Acho que meu desejo é maior por achar a capa tão perfeita. Sei lá. Se eu não ganhar, vai estar na minha próxima compra.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. nossa, quando vi não me interessei muito pela capa, mas agora lendo sua resenha até que me deu uma vontadezinha de ler sabe?
    "é um dos romances mais dramáticos que já li" isso me inspirou de verdade!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, esse livro realmente não parece muito com o meu estilo, mas, ao ler a sua resenha, tive uma pequena curiosidade em lê-lo. A capa não é lá grande coisa como muitas pessoas acham, mas também não é feia! Acho que, se for para ter este livro, será por meio de promoções, pois não esta nem na minha lista de preferenciais.
    Talvez em um outro momento, quando o meu espirito literário estiver mais calmo, possa tentar lê-lo, pois, como você mesma disse, é um livro tranquilo e cheio de reflexões.
    Mas no fundo esse livro ainda não me conquistou. Vou ler mais algumas resenhas e, dependendo de como forem, eu possa dar um futuro para esse book na minha estante.
    Beijos, e até mais!!

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!