11 de fev de 2012

Fingindo ter 19 anos por Alyson Noël

Fingindo ter 19 anos

Na superficie, Alex tem 17 anos; ela é linda e inteligente. Além disso, ela é a melhor amiga de M., a garota mais popular da escola. Sentindo-se entediadas com sua cidade suburbana, Alex e M. decidem ir à Los Angeles para uma noite memorável. Fingindo terem 19 anos, Alex e M. conhecem Trevor e Connor, dois caras ricos e mais velhos. Primeiro, Alex não consegue acreditar em sua sorte – ela está indo à festas em Hollywood e clubes de Los Angeles. Essa viagem de final de semana está se tornando a distração perfeita para Alex, que secretamente anda falhando nas notas, com seu pai ausente e sua mãe sem noção. Mas, depois que a diversão inicial desaparece para Alex, ela é forçada a reavaliar sua amizade com M., que esconde alguns segredos sob sua capa de perfeição… 

Autora: Alyson Noël
Editora: Novo Século
ISBN: 9788576795377
Páginas: 269
Nota: 

Eu ainda não li a série Os Imortais, que transformou Alyson Noël em autora best seller, então não posso fazer comparações. Já li Radiante, mas é tão pequeno, rápido e sem graça que não quero me basear nele. Li Fingindo ter 19 anos sem parâmetros, expectativas e pouco sabendo o que esperar. Talvez se eu já conhecesse a Ever (vulgo protagonista mais chata da literatura), tivesse gostado menos desse livro, ou então gostado mais. Ler sem expectativas é ótimo - mas também um pouco curioso.

Alex tem dezessete anos e uma vida razoável. Mesmo que a situação em casa seja estranha, com os pais separados, ambos ausentes, o resto é ótimo. Sua melhor amiga, M, é a garota mais popular da escola, elas são convidadas para as melhores festas de Orange County, mas gostam mesmo é dos clubes badalados de LA. E é lá que elas conhecem Trevor e Connor, lindos garotos mais velhos. Qual o problema de dizer que elas tem 19 anos? Nem é uma grande diferença, tirando a parte que isso faz delas universitárias maiores de idade. 

Por mais que pareça, esse não é um livro sobre mentira. Pelo menos, não só sobre isso. É um pouco mais profundo... Fingindo ter 19 anos é um YA leve, porém que trás bastante temas polêmicos na adolescência, como o divórcio dos pais, desejo de independência e drogas. Alex colocou todas as suas frustrações na escola, tirando notas baixas, faltando aulas... Isso acabou com suas chances de entrar em uma boa universidade (não que seu pai vá pagar, comprar um Porshe e manter a vida luxuosa da nova esposa são mais importantes). 

Ela sente ainda mais esse peso quando M entra em Princetown. Não que Alex não esteja acostumada com a diferença entre as duas. Os pais de M são ricos, casados e influentes. Ela conseguiu uma vaga na Ivy League, tem uma BMW do ano, um closet de dar inveja e um cartão de créditos ilimitado, enquanto Alex trabalha para ajudar a mãe com a hipoteca da casa. De inicio, parece que M é a boa amiga para a Alex, mas aos poucos vai mostrando que é o contrário, é Alex que sempre apoia e tenta evitar os problemas, enquanto M é mais inconsequente. 

Eu gostei bastante da narrativa de Alyson, é simples, boa de ler e embora a protagonista não seja ótima, não incomoda. A história é boa, mas não é algo marcante, poético... Trata de temas interessantes, mas superficialmente. É o que eu sempre digo, se a protagonista não tem capacidade emocional de segurar as pontas de um drama, não faça drama #simplesassim

Fingindo ter 19 anos é um bom livro, uma história legal, um cenário cativante. Alguns detalhes podiam ser melhores, mas ok, relevo. Além de que a capa é mt mt mt linda! Agora é só esperar a Novo Século lançar outros títulos não sobrenaturais da autora (quero muito Kiss & Blog e Art Geeks and Prom Queen!). Recomendo se vc gosta de romances adolescentes com alguns clichês livre de vampiros/anjos/lobisomens...
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

8 comentários:

  1. Adorei sua resenha. Os livros da Alyson sao otimos, nao e'?
    Quero muito poder ler esse livro. Deve ser um livro bem leve para ler.

    bjs.

    http://booksandmuchmore.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a rsenha , o livro parece ser fofo ! Eu ja li os a serie Os Imortais e gostei muito da historia e como ela se desenvolveu ! Acho que vou comprar pra ei ler ! Beijos !

    ResponderExcluir
  3. Já li várias resenhas positivas e negativas dele, e desde então tenho bastante curiosidade em lê-lo, pois parece super bom e a autora dizem que é maravilgosa. Ainda não li a série dela de Os Imortais, mas quero muito.
    Adorei suas resenha, bem escrita e adorei a sua opinião, fiquei com mais vontade ler o livro!

    ResponderExcluir
  4. Adoro Alysson Noël, espero não me decepcionar ao ler esse livro!

    Adorei a sua frase na resenha "Ler sem expectativas é ótimo - mas também um pouco curioso."

    xoxo!

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha
    quero muito ler este livro!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu já li a série Os Imortais da Alyson, mas não tenho curiosidade de ler Radiante. A série Imortais enrola bastante e só pelo meio do livro você realmente vê aquela vontade de saber mais chegar. Mas a história em si é meio estranha. Cheia de decisões erradas e talvez ingenuidade da parte da protagonista Ever (que realmente, tem horas que dá vontade de entrar no livro e arrancar a cabeça dela). Lá pelos últimos dois livros da série a imaginação da autora começa a viajar bastante e colocar algumas coisas bem surreais. Mas eu li, não achei horrível, mas não achei ótimo. Não gosto desta sensação de indefinição, normalmente eu sei que gosto e que odeio. Mas nessa... Eu gostei do começo, mas o fim foi enrolando e enrolando...
    Enfim, já estava a fim de ler este livro já faz um tempo. Deve ser uma leitura leve né?! De ler em uma tarde bem tranquilamente. Gosto de livros assim para dar uma relaxada e depois apostar em leituras um pouco mais “intensas”.
    Adorei a resenha. Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Eu não li a série "Os imortais" de Alyson Noel, na verdade, não li nada dela. Cheguei a pesquisar sobre seua livros, mas não me interessei. Uma vez, comprando na saraiva.com, quase comprei esse "Radiante" só porque estava em promoção, mas acabei desistindo na ultima hora.
    Parece sim ser uma história leve, fácil, e 269 páginas dá pra ler bem rapidinho. Temas como como o divórcio dos pais, desejo de independência e drogas são comuns hoje em dia, bem mais do que gostaríamos. Eu mesma passei por isso aos 14 anos, separação dos meus pais, e sei que não é nada fácil. A cabeça de um adolescente já é complicada por si só. Ai vem a vontade de sair de casa, ser independente, ter seu dinheiro, se virar sozinho. Amigos, drogas, um turbilhão de coisas que pra uma cabeça só é demais.
    Fiquei curiosa a respeito desse livro. Não li os outros títulos da autora pra comparar, então , posso ler sem expectativas maiores.

    Beijinhos
    @karolyne_so

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro os livros da autora, e estou super ansiosa pra ler Fingindo ter 19 anos. Pelo visto a capa tem tudo a ver com a história!
    Bjs

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!